Imprimir
cabecalho informe

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 4820 | 12 de Maio de 2020

COVID-19 I: Comitê de Acompanhamento do Sistema Ocepar divulga comunicado 35

covid 12 05 2020O Comitê de Acompanhamento e Prevenção do Covid-19 do Sistema Ocepar divulgou na tarde desta quarta-feira (11/05), o comunicado 35, com mais informações sobre medidas adotadas para amenizar os impactos da pandemia. O Sistema Ocepar informa que suas atividades estão sendo desenvolvidas de forma remota, não havendo atendimento presencial. Informações e contatos podem ser realizados pelo site www.paranacooperativo.coop.br.

1. No dia 11 de maio, o Sistema Ocepar realizou duas reuniões da Autogestão, de forma remota, com as cooperativas COAMO/CREDICOAMO e COOPERANTE e contou com a participação dos presidentes, diretores e gestores. Os participantes reforçaram a importância do trabalho da Autogestão realizado desde o início da década de 90, as atividades desenvolvidas pelo monitoramento dão segurança para o sistema e valoriza as cooperativas.

2. Na próxima quinta-feira, dia 14 de maio, o Sistema OCB promoverá um seminário on-line para o Ramo Trabalho, abordando como a utilização de ferramentas digitais tem sido uma boa saída para as empresas manterem seus negócios durante a pandemia. Para participar, clique aqui.

O Comitê - O Sistema Ocepar constituiu o Comitê de Acompanhamento e Prevenção do Covid-19 com objetivo de monitorar, receber, avaliar e comunicar seus públicos sobre as informações mais recentes ligadas à disseminação e precauções que devem ser tomadas diante da epidemia da doença. O grupo é formado pela Diretoria Executiva, coordenações de Gestão Estratégica e de Comunicação Social, com assessoramento jurídico e colaboração da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa).

 

 

REUNIÕES INSTITUCIONAIS: Cooperante elogia Sistema Ocepar pela agilidade em se adaptar ao trabalho remoto

 

Na tarde desta segunda-feira (11/05) foi a vez do Sistema Ocepar se reunir com a Cooperante, cooperativa agrícola com sede em Campo do Tenente, município localizado a cerca de 90 km de Curitiba, capital do Paraná. Como nas demais reuniões institucionais, realizadas por videoconferência, os profissionais do Sistema Ocepar apresentaram um panorama geral do cenário econômico do país, destacando o fato de que 2020 é o ano da incerteza e que, portanto, não é o momento para assumir grandes riscos. 

 

Desempenho - Houve ainda a apresentação e discussão da situação econômico-financeira da cooperativa, feita com base em indicadores e comparativos com outras cooperativas paranaenses do mesmo ramo e região. O acompanhamento do desempenho da cooperativa visa manter a qualidade da gestão, credibilidade perante terceiros, transparência perante o quadro social e, principalmente, a solidificação do sistema cooperativista. “Estamos acompanhando a situação de cada cooperativa e oferecendo um atendimento personalizado, ou seja, de acordo com as suas características e necessidades. De maneira geral, as demandas levadas até o governo federal focam, principalmente, capital de giro para liquidez e investimentos”, disse o presidente do Sistema Ocepar José Roberto Ricken. Pelo Sistema Ocepar, também participaram da reunião os superintendentes Leonardo Boesche (Sescoop/PR) e Robson Mafioletti, a gerente de Desenvolvimento Cooperativo, Maria Emília Pereira Lima, o coordenador da Ocepar, Silvio Krinski, os coordenadores do Sescoop/PR Alfredo Kugeratski Souza (Gestão Estratégica), João Gogola (Desenvolvimento Cooperativo/Monitoramento) e Leandro Macioski (Desenvolvimento Cooperativo/Formação), e o analista técnico da Ocepar, Maiko Zanella.

 

Agilidade - De acordo com o superintendente executivo da Cooperante, Gilson Hollerwerger Fernandes, apesar do porte menor, a Cooperante está se ajustando ao momento e apostando, inclusive, na diversificação das atividades. “Demos continuidade a um projeto e lançamos um suco de uva com marca própria”, contou. “Sabemos que o momento é de dificuldade, por este motivo, agradecemos ao Sistema Ocepar pelo apoio e por fornecer informações sobre a situação econômico-financeira da cooperativa”, completou. Já o presidente da Cooperante, Guilherme Grein, destacou a agilidade do Sistema Ocepar em buscar um novo jeito de trabalhar nesse momento de isolamento social. “O Sistema Ocepar também está de parabéns pela rapidez. A organização rapidamente se adaptou ao momento e continuou seus trabalhos. A reunião de hoje é um exemplo de que seus profissionais continuam atentos e voltados para atender bem as cooperativas. Agradecemos por toda essa atenção, completou.

 

Histórico - Fundada em agosto de 1998 por 21 cooperados, hoje a cooperativa possui 480 cooperados e 52 colaboradores. Tem sua sede em Campo do Tenente e uma loja de insumos em Piên. Ao todo, a cooperativa tem sua área de ação em cinco municípios da região, recentemente com o intuído de oferecer opções novas oportunidades aos cooperados, a cooperativa ingressos na atividade de viticultura, primeiramente com o foco na produção de suco de uva. 

 

{vsig}2020/noticias/05/12/reunioes_institucionais/{/vsig}

INDICADORES: Informe da Getec traz as estimativas de mercado para 2020

 

indicadores 12 05 2020A desaceleração geral provocada pela pandemia do coronavírus fará a economia brasileira encolher 4,5%, estima o Banco Central. Estes e outros indicadores que mostram o comportamento do mercado frente a desaceleração mundial da economia, estão no Informe Expectativas de mercado, elaborado pela Gerência de Desenvolvimento Técnico do Sistema Ocepar, com base no Boletim Focus do Banco Central. Clique aqui e confira o boletim de hoje. 

 

Outros informes - Todos os informes elaborados pela Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar (Getec) estão disponíveis no Portal Paraná Cooperativo. Clique aqui

 

Informações - Para mais informações, entrar em contato com analista técnico da Ocepar Maiko Zanella  maiko.zanella@sistemaocepar.coop.br.

 

CASTROLANDA: Cooperativa adere ao Movimento #NãoDemita

 

castrolanda 12 05 2020A Castrolanda se une ao time de empresas e instituições de vários setores que aderiram ao Movimento #NãoDemita. A iniciativa faz parte do compromisso de responsabilidade social e garante por parte da cooperativa a proteção de mais de três mil e quinhentos empregos diretos nos Estados do Paraná e São Paulo. O Diretor-Presidente da Castrolanda, Willem Berend Bouwman, diz que a responsabilidade da cooperativa vai muito além do dia a dia. Ouça aqui.

Saiba mais: www.castrolanda.com.br

 

COPACOL I: Dia C terá ações voltadas ao enfrentamento da Covid-19

 

copacol 12 05 2020Cooperar sempre foi a chave de tudo e neste momento de incertezas, as Cooperativas paranaenses estão unidas novamente para desenvolverem ações junto às comunidades. Ações estas que farão parte do Dia C (Dia de Cooperar) lançado na última quinta-feira, 07. Por videoconferência, cooperativistas dos ramos agro, crédito, saúde e transporte debateram sobre como deverão ser conduzidas as ações direcionadas ao movimento, tendo em vista a atual situação enfrentada com a pandemia do novo Coronavirus.


Ações - A Copacol já vem realizando ações em 41 municípios de atuação, através de doações luvas e camisas impermeáveis para mais de 12 mil profissionais da saúde, além de alimentos como carne de frango para hospitais. “Todos os anos a Copacol promove ações solidárias em suas comunidades e neste ano não seria diferente. Ainda mais engajados neste enfrentamento ao Coronavírus vamos continuar promovendo ações de ajuda mútua, que cooperam e podem salvar vidas”, destaca Elizete Lunelli Dal Molin, assessora de cooperativismo da Copacol.


Momento difícil - A assessora adiantou ainda que serão desenvolvidas outras ações para alcançar ainda mais pessoas que necessitam de ajuda. “Sabemos que o momento é difícil para todos nós, mas a Cooperativa sabe da sua responsabilidade em contribuir para amenizar os efeitos desta doença. Por isso, vamos continuar trabalhando e realizando ações solidárias que possam levar esperança neste momento difícil”, diz. (Assessoria de Comunicação da Copacol)

 

COPACOL II: Produtores do Oeste do Paraná iniciam plantio de trigo

 

copacol II 12 05 2020Com expectativa de que uma área aproximada de 30 mil hectares será cultivada na região com a cultura do trigo, alguns produtores, mesmo diante de um clima seco já realizaram a semeadura da cultura, outros ainda aguardam a chuva para plantar. Durante entrevista ao programa de rádio da Cooperativa, Estação Copacol desta segunda-feira dia 11 de maio, o engenheiro agrônomo Vanei Tonin, falou sobre os manejos que devem ser realizados para que os produtores possam fazer uma boa semeadura.


Estiagem - Segundo ele, se vive um momento de estiagem, mas com boas previsões de precipitações para os próximos dias, e isso faz com o solo possa estar bem preparado para receber a semente. Ele disse que o primeiro passo é o controle de ervas daninhas, que vai proporcionar uma boa germinação e facilitar o controle de pragas durante o desenvolvimento da cultura, mas também relacionou outros manejos essenciais para uma boa semeadura.


Atenção às cultivares - “É sempre bom estar atento ao ciclo das cultivares. Algumas cultivares poderão ser estabelecidas com uma maior população e observar que cada cultivar tem o tempo de semeadura. A gente começa a semeadura com uma cultivar de ciclo longo e fecha a janela de semeadura com um ciclo mais precoce”, explica Vanei. Ele falou também sobre a importância de se fazer a semeadura com umidade adequada no solo, para que se possa ter uma boa germinação e uniformidade. (Assessoria de Comunicação da Copacol)

 

CRESOL: Cooperativa de crédito mostra que cooperação faz diferença na vida das pessoas

 

cresol 12 05 2020A Cresol é uma cooperativa de crédito que tem em sua missão o desenvolvimento dos seus cooperados e da comunidade onde atua. Por isso, neste momento, seu foco se volta para um atendimento direcionado aos que precisam de auxílio. Preocupada com seus colaboradores, diretores, cooperados e comunidade, adotou as medidas preventivas do avanço do coronavírus para assegurar a saúde e o bem-estar de todos. Quem detalha que medidas são estas é o Presidente da Central Cresol Baser, Alzimiro Thomé. Ouça aqui

 

Saiba mais: www.cresol.com.br

 

C.VALE: Obras do hipermercado avançam em Assis

 

cvale 12 05 2020As obras do hipermercado da C.Vale, em Assis Chateaubriand, oeste do Paraná, seguem dentro do cronograma de execução. Cumprindo todas as normativas e recomendações dos ministérios da Saúde e do Trabalho e, também, do decreto municipal, os trabalhos estão sendo executados com número reduzido de profissionais. O empreendimento de R$ 49 milhões, iniciado em agosto de 2019, encontra-se na fase de montagem de pré-moldados e da cobertura metálica. Após essa etapa, iniciam-se as instalações elétricas e dos aparelhos de climatização. A estrutura terá área de 22,6 mil metros quadrados e um restaurante com 1.085 metros quadrados, capaz de atender 678 pessoas. O hipermercado terá três estacionamentos, sendo um deles no subsolo. A construção está sendo erguida em terreno de 36 mil metros, no antigo pátio de máquinas da prefeitura.

 

Hipermercado C.Vale

Área: 22.642 metros quadrados

Restaurante para 678 pessoas

Estacionamento: 16.700 metros quadrados

Caixas: 43 (hipermercado e restaurante)

Duas salas de cinema

Empregos: 220

(Assessoria de Comunicação da C.Vale)

 

INTEGRADA: Cooperativa registra alta na fixação da produção de soja

 

integrada 12 05 2020Em busca de maior segurança em relação ao mercado de commodities e, aproveitando o momento de alta nos preços das commodities agrícolas, os cooperados da Integrada aumentaram o volume de fixação da soja. De acordo com dados do departamento comercial da cooperativa, até o momento. Ao todo, cerca de 80% da produção de soja referente à safra 2019/20 foi fixada.

 

Comercialização - O percentual é um dos maiores já registrados pela Integrada. De um total estimado em mais de 21 milhões de sacas de recebimento, 16 milhões já foram negociadas pelos produtores. De acordo com o superintendente comercial, João Bosco Azevedo, o produtor tem aproveitado o bom momento do mercado agrícola para comercializar a sua produção. A alta do dólar frente ao real é um dos fatores principais para a manutenção do valor favorável nos preços das commodities. Somado à alta produção da oleaginosa, os produtores de grãos vivem em um dos momentos mais atrativos.

 

Colheita - De acordo com dados do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), a estimativa de colheita no Paraná será de 20,6 milhões de toneladas, ante 16,1 milhões de toneladas da safra anterior. O clima, que inicialmente preocupou os produtores no início da semeadura da soja, tornou-se benéfico à produção agrícola, o que ajudou não só o Paraná, mas todo o Brasil, a ter uma super safra de soja. (Assessoria Cooperativa Integrada)

 

PRIMATO: Farmácia Primato lança plataforma digital

 

primato 12 05 2020Seguindo o planejamento estratégico da transformação digital, que está sendo implementado desde o segundo semestre de 2019, que a Primato fez o lançamento de mais uma plataforma online de seus negócios. Nesta semana foi colocado no ar o site da Farmácia Primato. O objetivo é facilitar as compras dos clientes da loja física, que fica localizada no complexo da avenida Maripá, em Toledo (PR).

 

Transformação - “Desde que iniciamos a nossa transformação digital estamos a cada etapa do processo trazendo os negócios para o ambiente online de forma estruturada”, explicou o diretor executivo da Primato, Anderson Sabadin que complementou, “o nosso objetivo é proporcionar aos nossos clientes de cada segmento e negócios ser a referência na hora da compra. Ciente de que alguns desses segmentos ainda sejam mais rotineiro o consumidor estar no espaço físico, queremos apresentar soluções práticas, como o site da farmácia humana”.

 

Digital - Dentro da plataforma digital, cooperados e clientes vão encontrar toda a linha de medicamentos, perfumarias e produtos de higiene. “O site apresenta uma gama de medicamentos, seja de referência ou genérico, assim como linha de perfumaria e higiene pessoal, linha de produtos para bebês, entre outros. Vale ressaltar que medicamentos que precisam de receita médica necessitam ser apresentados na hora da compra”, explicou a farmacêutica responsável da Farmácia Primato, Déborah Nara. 

 

Site - Para conhecer e fazer compras online basta acessar o site farmacia.primato.com.br com entrega em domicílio no sistema Delivery. Outra opção é fazer os pedidos via o WhatsApp (45) 99912 0330. A Farmácia Primato fica localizada no complexo da avenida Maripá, em Toledo (PR). (Assessoria de Comunicação da Primato)

 

SICREDI: Programa online de desenvolvimento cooperativista para jovens líderes

 

sicredi 12 05 2020A inclusão de jovens nas instituições financeiras cooperativas é um desafio global e nos últimos anos o Sicredi tem elaborado iniciativas para aproximar as novas gerações do setor. Para a formação contínua, a instituição lançou o programa online de desenvolvimento cooperativista para jovens líderes. O projeto é voltado às lideranças de 21 cooperativas, nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, que já possuem o Comitê Jovem implantado. 

 

Incentivo - São 63 participantes do programa online que têm uma proximidade com o cooperativismo integrando ações desenvolvidas pelo Sicredi para incentivar a participação jovem. “Os comitês já implementados pelas cooperativas contam com 500 membros ativos e já reuniram mais de 10 mil jovens em eventos realizados. O principal objetivo é gerar inspiração e troca de experiências para o fomento de futuras lideranças. As iniciativas também contribuem para a renovação do quadro social e garantem a sustentabilidade do sistema”, afirma o presidente nacional do Sicredi e da Central Sicredi PR/SP/RJ, Manfred Dasenbrock.

 

Competências - O Programa Jovens Líderes Sicredi também irá explorar competências individuais necessárias em momentos de transformações, como as geradas pela Covid-19. O projeto ainda incentiva os participantes a planejar o futuro cooperativista no Brasil, em um contexto pós-pandemia. Em seguida, os futuros líderes serão desafiados a implantar as soluções desenvolvidas nas regiões onde as cooperativas atuam. “Estamos vivendo um período que nos traz muitos desafios. Queremos mostrar para os nossos jovens líderes como encontrar oportunidades, aliando visão estratégica e responsabilidade social. Precisamos estar preparados para o novo cenário que encontraremos pós-pandemia, expandindo esse potencial gigantesco de colaboração e cooperativismo para toda a sociedade”, explica Dasenbrock.

 

Bate-papo - Na abertura do programa online, o presidente do Sicredi realizou um bate-papo com os participantes e respondeu algumas dúvidas dos jovens sobre governança, sistema cooperativo, princípios e valores do líder e a pandemia. Na ocasião, Dasenbrock presenteou os participantes com o seu mais novo livro “Pés no chão”, que narra a trajetória do autor pelo Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (WOCCU).

 

Cronograma - Até o dia 27 de maio, serão realizadas diversas etapas preparatórias com conteúdo de desenvolvimento pessoal, desenvolvimento do cooperativismo e sobre os possíveis desdobramentos e impactos da pandemia nos negócios e na economia. Na sequência, os participantes realização o planejamento, execução e apresentação dos projetos elaborados durante o programa, que é realizado em parceria com a Eureca, empresa do Grupo Anga. 

 

Summit Jovem - Nos últimos três anos, a Central Sicredi PR/SP/RJ promoveu alguns eventos para desenvolver os jovens líderes. Realizado em 2018 e 2019, o Summit Jovem reuniu os integrantes dos Comitês para estimular o desenvolvimento de novas habilidades nos campos da criatividade e do empreendedorismo, com o objetivo de gerar impacto socioeconômico com projetos inspiradores. A iniciativa busca proporcionar desafios para o desenvolvimento de uma liderança mais aberta e autônoma, com capacidade de protagonizar a mudança, seja na sua comunidade ou no mundo. A edição de 2020 do Summit Jovem foi cancelada devido à pandemia da Covid-19.

 

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4,5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.800 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

 

Sobre o Grupo Anga - O Grupo Anga é uma holding que cria, adquire e investe em negócios conscientes. Por isso, grandes temas que pulsam na sociedade e no mundo, se cristalizam aqui dentro enquanto negócios de impacto socioambiental positivo. Hoje já sabemos que não dá para empreender o mundo que sonhamos sem olhar para juventude, cultura, liderança, tecnologia, inovação e conteúdo. Dessa visão nasceram nossas empresas, Eureca, Tribo, 08 e Qura (detentora da MIT Sloan Management Review no Brasil e HSM Publishing), além do Instituto Anga. Nosso time de 90 consultores e especialistas já realizou mais de 200 projetos de Estratégia de Inovação, Youth Branding, Hackathons, Culture Transformation, Educação e Seleção e Innovation Labs para marcas como PepsiCo, Kimberly Clark, Motorola, Dow, McDonald's, GLOBO Entertainment, 3M e muitas outras. (Assessoria Sicredi)

 

UNIMED: O que você tem plantado no mundo?

 

unimed 12 05 2020Algo inegável sobre a pandemia que vivemos é que ela está pondo em xeque todas as nossas relações – com o planeta, com o consumo, com as pessoas, com a gente mesmo, com tudo. O mundo precisou parar para que pudéssemos entender a falta que um abraço faz. Para vermos novamente animais se movimentando por pólos urbanos e nadando em rios/mares mais límpidos. Para conseguirmos observar o céu. Para que as vídeo-chamadas se tornassem, de fato, as soluções de contato à distância. Para que percebêssemos que somos todos seres humanos que precisam de poucas coisas materiais, muito afeto e um tanto de consciência sobre nossa responsabilidade no mundo.

 

Repensando rotinas - Temos falado com frequência sobre tudo isso passar e voltarmos à nossa rotina normal. Mas que seja um novo normal, com um olhar mais cuidadoso, com ações cotidianas mais sustentáveis à saúde do planeta. Se as empresas viram que o home office funciona e traz vantagens, que tal termos menos deslocamentos (um dia de home office por semana seria um bom começo), menos trânsito e poluição nesse campo? Se as pessoas perceberam que todo seu guarda-roupa é um exagero, que tal fazer isso circular? Se a natureza nos dá lindos dias de sol, que tal aproveitarmos ainda mais nossas áreas verdes (ou criá-las!)?

 

É preciso começar - Sem contar o tempo de qualidade com família, amigos, pessoas que amamos, esses encontros na maioria das vezes são adiados pela correria do de nossa rotina cada vez mais agitada. Nenhuma mudança de hábito vem com facilidade, mas é preciso um começo, um esforço e um retorno positivo que nos estimule a continuar.

 

Saiba plantar - Um pé de tâmaras antigamente levava de 80 a 100 anos para produzir seus primeiros frutos (hoje as tamareiras produzem a partir do quinto ano), então há um ditado que diz “quem planta tâmaras, não colhe tâmaras”. A fábula conta a história de um senhor que semeava tamareiras e foi abordado por um rapaz que o questionou o por que plantar se não iria colher os frutos. O senhor respondeu serenamente que se todos pensassem assim, não haveria mais tâmaras no mundo. E isso nos ajuda a entender duas lições fundamentais para nossa vida. A primeira é que mais importante que a colheita, é o plantio. E a segunda, é que nem sempre os frutos vêm em curto prazo.

 

O mundo parou - Lembra daquela frase que costumávamos usar: “Pare o mundo que eu quero descer”? Pois é, o mundo parou, mas descer não vai transformá-lo. O que você está fazendo para a roda girar e o que realmente importa continuar em sua vida? Quais sementes você tem plantado e em que raízes você se sustenta e sustenta suas relações? Aproveite a quarentena e faça uma horta! De temperos, flores, árvores, amor, boas energias e dos frutos que você quer colher (ou, ao menos, semear para futuro)! (Portal Unimed)

 

AGROINDÚSTRIAS: Governo federal divulga manual com recomendações para frigoríficos

 

agroindustrias 12 05 2020Os Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), da Economia (ME) e da Saúde divulgam, em conjunto, nesta segunda-feira (11/05) o manual com recomendações para frigoríficos em razão da pandemia do coronavírus (Covid-19). As orientações abordam como prevenir o contágio do vírus nos ambientes de trabalho e, assim, manter a normalidade do abastecimento alimentar, a manutenção dos empregos e da atividade econômica.

 

Medidas - O documento traz mais de 70 medidas divididas em: caráter geral, práticas de boa higiene e conduta, cuidados nas refeições e no vestiário, sobre as comissões internas de prevenção de acidentes, transporte de trabalhadores fornecido pelo empregador, máscaras de proteção facial, trabalhadores pertencentes ao grupo de risco, suspensão de exigências administrativas em segurança e saúde no trabalho,  procedimentos de contingência e retomada das atividades de setores ou do estabelecimento.

 

Recomendações - Entre as medidas recomendadas, estão a identificação e afastamento de trabalhadores com suspeita ou com a confirmação da doença, distanciamento de dois metros entre cada funcionário na linha de produção, entrada no estabelecimento somente com máscara de proteção facial, proibição do compartilhamento de copos, pratos e talheres não higienizados, bem como qualquer outro utensílio de cozinha, evitar a aglomeração de trabalhadores na entrada e saída do estabelecimento, entre outras.

 

Segurança - “São procedimentos tecnicamente corretos para serem seguidos e respeitados pelos frigoríficos para garantir que as atividades sejam executadas com segurança”, afirma o secretário de Defesa Agropecuária, José Guilherme Leal. Especificamente em relação às exigências de Segurança e Saúde no Trabalho, ressalta-se que as medidas adotadas não significam qualquer supressão ou autorização para o descumprimento das Normas Regulamentadoras de Segurança e Saúde no Trabalho. (Ministério da Agricultura)

 

Veja aqui o manual com orientações para frigoríficos em razão da pandemia da Covid-19

 

 

AGROPECUÁRIA: Inscrições para o Selo Mais Integridade são prorrogadas

 

agropecuaria 12 05 2020Organizações do setor agropecuário poderão se inscrever para a premiação do Selo Mais Integridade, edição 2020/2021, até o dia 3 de agosto de 2020. O prazo, que terminava no dia 1º de junho, foi prorrogado, conforme previsto na portaria 148, de 23 de abril. A inscrição deve ser feita diretamente no site oficial do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), preenchendo o formulário disponibilizado aqui.

Reconhecimento - Criado em 2018, o Selo reconhece as empresas e cooperativas do agronegócio que adotam práticas de integridade sob a ótica da responsabilidade social, sustentabilidade ambiental, ética e, ainda, o comprometimento em inibir a fraude, o suborno e a corrupção. As ações estão definidas no regulamento da premiação previsto na Portaria nº 61, de 20 de fevereiro de 2020.

 

Como funciona - Para receber o Selo, a empresa ou cooperativa deve comprovar a prática de requisitos como programa de compliance; código de ética e conduta; canais de denúncia efetivos, ações com foco na responsabilidade social e sustentabilidade ambiental e promover treinamentos para melhoria da cultura organizacional. É preciso também estar em dia com as obrigações trabalhistas; inexistência de trabalho escravo e de casos de adulteração ou falsificação de processos e produtos fiscalizados pela Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa; ter ações de boas práticas agrícolas enquadradas nas metas de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas e não ter cometido crimes ambientais (nos últimos 24 meses).

 

Análise - A documentação dos interessados é analisada pelo Comitê Gestor do Selo, composto por representantes de instituições públicas e privadas, que concede a premiação. A Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), por exemplo, é uma das instituições avaliadoras. Das 16 organizações premiadas no ano passado, dez delas receberam o Selo pela segunda vez. A empresa ganhadora pode usar a marca do Selo Mais Integridade em seus produtos, sites comerciais, propagandas e publicações. Em 2018, foram 11 ganhadoras. Em janeiro do ano passado, no seu segundo ano, a atuação do Selo foi ampliada, possibilitando a participação de cooperativas e inserindo os requisitos para a renovação das premiadas em 2018, a partir da publicação da Portaria Mapa nº 212, de 18 de janeiro de 2019. (Fonte: Ministério da Agricultura)

 

 

 

 

 


Versão para impressão


RODAPE