Imprimir
cabecalho informe

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 4883 | 10 de Agosto de 2020

SESCOOP/PR: Ney Guimarães fala sobre sucessão na propriedade rural

A 22ª live promovida pelo Sistema Ocepar, por meio do Sescoop/PR, para os Agentes das Cooperativas Paranaenses, na última sexta-feira (07/08), debateu sucessão familiar, um tema importante para a sustentabilidade das propriedades rurais e, por extensão, das cooperativas. O convidado foi o professor Ney Guimarães, uma figura conhecida no setor e que há muitos anos ministra cursos para grupos jovens e de mulheres cooperativistas. “O Ney Guimarães é um expert nesse assunto”, disse a analista de Desenvolvimento Cooperativo, Eliane Lourenço Goulart Festa. “Trouxemos o tema para as lives porque os agentes das cooperativas vivem de perto os anseios e os desafios de trabalhar a sucessão familiar nos projetos de formação. O tema mexe com questões sérias e decisivas. De quem é essa tarefa? A quem cabe enfrentar e conduzir a sucessão familiar? A quem interessa o bom processo sucessório? Qual o papel da cooperativa?”, questiona Eliane.

Pouco se discute - Na avaliação de Ney Guimarães, a passagem de comando das propriedades rurais é um tema importante, porém, pouco reflexivo. “Temos que analisar a questão com o olhar do educador cooperativista. O cooperativismo se preocupa com premissas mais profundas, somos uma doutrina social e econômica, e isso tem que ser passado de geração para geração”, disse. Portanto, trabalhar a sucessão familiar nas propriedades rurais não deve ter somente como foco a passagem de patrimônio, mas perpetuar o conhecimento em torno da filosofia cooperativista e o envolvimento das novas gerações.

Herdeiro ou sucessor - “Se não houver um bom processo sucessório, a propriedade rural pode entrar em colapso, porque os filhos começam a agir com desinteresse, não investem mais na atividade, a renda caí, a prosperidade foge das mãos. A cooperativa sente isso porque os herdeiros não participam do dia a dia como os pais faziam”, afirmou. “Todo sucessor é herdeiro, mas nem todo herdeiro é sucessor”, pontuou.

Sim, há oportunidades - Segundo o professor, há muitos motivos para que os jovens se interessem pela atividade rural. “Em 2050, vamos chegar a 9 bilhões de habitantes no planeta e essas pessoas precisarão de alimentos”, exemplificou. Então, se não é a falta de oportunidades, as perspectivas de progresso, o que pode afastar os jovens do campo? Na visão de Ney Guimarães é ponto chave é o relacionamento familiar. “A preocupação com a sucessão deve iniciar antes mesmo dos filhos nascerem. Ou seja, a construção ocorre no relacionamento entre o casal, e deles com os filhos, com a propriedade e com a cooperativa. Os caminhos definidos pelo casal definirão o processo sucessório. É preciso iniciar este processo em vida, e não esperar uma tragédia acontecer”, afirmou.

Família - Portanto, na opinião do professor, a boa sucessão inicia em casa, com diálogo e abertura para que os filhos possam participar das atividades familiares, e desenvolver o interesse pelo trabalho dos pais. “As cooperativas podem ajudar, promovendo cursos. Aliás, os jovens estão sedentos por conhecimento nessa área.  Não estou dizendo que a cooperativa tem que dar conta do que a família e escola não estão fazendo, mas podemos ajudar. Só a educação cooperativa tem o poder de transformar a visão, formando uma juventude colaborativa, que tem no coração ética, coletividade, uma luz diferente. E aí não tem outro jeito, senão investir em formação”, concluiu.

{vsig}2020/noticias/08/10/sescoop_pr/{/vsig}

COVID-19: Reuniões das diretorias da Ocepar e Fecoopar em destaque no comunicado 93

covid 19 destaque 10 08 2020Na quarta-feira (12/08), as diretorias da Ocepar e da Fecoopar promovem suas reuniões ordinárias, informa o Comitê de Acompanhamento e Prevenção da Covid-19 no comunicado 93, publicado na manhã desta segunda-feira (10/08). Na oportunidade, serão discutidas as propostas para a nova concessão de rodovias do Paraná e a reforma tributária, matéria em discussão no Congresso Nacional. Veja abaixo todos os destaques.

1. O Sistema Ocepar, informa que realizará a 16ª Reunião Ordinária da Diretoria da Ocepar e a 27ª da Diretoria da Fecoopar, no próximo dia 12, pela plataforma Teams, para tratar os itens tradicionais e apresentar as propostas para a nova concessão das rodovias do Paraná e da reforma tributária em tramitação no Congresso Nacional.

2. No dia 7 de agosto, o Sistema Ocepar participou da reunião com o setor produtivo para discutir o Projeto de Lei do Governo do Estado do Paraná, PL nº 65, que trata de legislação sobre direitos e bem-estar animal.

3. O Sistema Ocepar, no dia 7 de agosto, realizou reunião virtual com área de Crédito Rural do Bancoob, para discutir os desdobramentos para operacionalizar o Plano Safra 2020-2021.

O Comitê - O Sistema Ocepar constituiu o Comitê de Acompanhamento e Prevenção da Covid-19 com objetivo de monitorar, receber, avaliar e comunicar seus públicos sobre as informações mais recentes ligadas à disseminação e precauções que devem ser tomadas diante da epidemia da doença. O grupo é formado pela Diretoria Executiva, coordenações de Gestão Estratégica e de Comunicação Social, com assessoramento jurídico e colaboração da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa). Desde que o trabalho remoto foi adotado pela instituição, em 20 de março, os integrantes se reúnem diariamente, por meio de videoconferência, para analisar cenários e discutir o andamento das atividades visando atender as demandas das cooperativas. O Comitê tem ainda divulgado os comunicados para informar as principais ações de interesse do cooperativismo paranaense que estão sendo executadas pelo Sistema Ocepar nesse período de pandemia.

 

GETEC: Informe nº 38 apresenta expectativas de mercado sobre indicadores econômicos

getec destaque 10 08 2020A Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar (Getec) divulgou, nesta segunda-feira (10/08), mais uma edição do Informe Expectativas de Mercado, com base nas informações do Boletim Focus, do Banco Central (BC), levantadas com instituições financeiras sobre as projeções relativas à economia nacional, contemplando o Produto Interno Bruto (PIB), IPCA (Índice de Preços ao Consumidor), taxa Selic e câmbio para 2020, 2021 e 2022. Juntamente com A Getec publicou também o Informe Mensal contendo o histórico das projeções do Banco Central para julho.

Clique aqui para conferir o Informe Expectativas de Mercado Semanal

 

MÍDIA: Veículos de comunicação destacam cooperativas

Reportagens publicadas em diversos veículos de imprensa destacam o cooperativismo paranaense. A revista Globo Rural, por exemplo, traz uma matéria sobre o aumento de produtividade que a Integrada, de Londrina (PR), está alcançando devido à aplicação de Inteligência Artificial (IA). De acordo com a publicação, esse resultado é fruto dos investimentos em inovação feitos no ano passado. “Um trabalho realizado em parceria com o HUB de Inteligência Artificial do Senai no Paraná, por meio do programa de Residência oferecido pela unidade”, diz ainda o texto. Clique aqui para conferir na íntegra o conteúdo.

Ramo crédito – Já o jornal Gazeta do Povo publicou uma entrevista com o presidente da Sicredi Central PR/SP/RJ, Manfred Dasenbrock, falando sobre o potencial do cooperativismo de crédito. O conteúdo está disponível no link: https://www.gazetadopovo.com.br/vozes/parana-sa/cooperativas-de-credito-podem-ajudar-a-reerguer-o-brasil-diz-presidente-do-sicredi/Clique aqui para conferir.

Copagril – E o aniversário de 50 anos da Copagril, com sede em Marechal Cândido Rondon, Oeste do Paraná, é destaque no jornal O Presente. Clique aqui para conferir a reportagem.

DIA C: Colaboradores da Capal, Ceral e Sicredi revitalizam jardim da Casa Lar de Arapoti

Dezenas de colaboradores das cooperativas Capal, Ceral e Sicredi se dedicaram a revitalizar a área externa da Casa Lar em Arapoti, nos Campos Gerais do Paraná, como parte do Dia de Cooperar (Dia C). O ambiente ficou mais aconchegante às crianças e adolescentes que são encaminhados à entidade por estarem em vulnerabilidade social e familiar. A entrega das melhorias aconteceu no fim de julho.

Sonho - De acordo com a coordenadora da Casa Lar, Ângela Cristina Garcia, transformar o jardim em um cantinho melhor era um sonho. “Quando as crianças e adolescentes chegam aqui, são vulneráveis. Eles tiveram todos os seus direitos violados e aqui os acolhemos da melhor forma possível. Nós corremos atrás para fazer um lugar mais acolhedor, mais alegre”.

Trabalho - O trabalho consistiu em realizar a jardinagem nas áreas externas, o plantio de grama e de árvores frutíferas, a limpeza e o tratamento da grama existente, a recolocação de areia no parquinho, a pintura dos brinquedos e a lavagem das calçadas. Foram criados ainda quatro novos espaços no jardim, incluindo uma área para leitura e lazer.

Resultado - Alessandra Heuer, responsável pelo setor de Comunicação e Marketing da Capal, conta que os funcionários da cooperativa sentiram falta da celebração do Dia do Cooperativismo. “Estávamos acostumados a realizar uma grande ação social no Dia C, reunindo cerca de 60 colaboradores voluntários das três cooperativas, e acabava sendo uma espécie de festa. Sempre com muito trabalho, mas muita alegria e integração. Já havíamos, inclusive, lançado a ação na Organização das Cooperativas do Brasil quando veio o impedimento devido à pandemia, isso nos forçou a mudar os planos, porém, mantendo o objetivo. Os colaboradores, agora cerca de 20 pessoas, foram realizando os trabalhos individualmente, o que levou mais tempo também. No fim, ficamos felizes com o resultado, ainda que com o sentimento de vazio por não haver aquela alegria do trabalho conjunto”.

Parceria - O Dia de Cooperar tem a parceria da Secretaria Municipal de Ação Social e apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop). (Imprensa Capal)

{vsig}2020/noticias/08/10/dia_c/{/vsig}

COOPERCAF: Presidente da cooperativa anuncia crescimento de 15% no primeiro semestre e destaca parceria com a Copacol

Em entrevista para o Portal O Novo Oeste, o presidente da Coopercaf, Edson Luiz Zonta, destacou que o primeiro semestre dos serviços prestados pela Cooperativa de Transportes Rodoviários de Cafelândia foi positivo e registrou um crescimento de 15% em relação ao mesmo período do ano passado.

Sustentação - Mesmo com a pandemia, o presidente destacou que a cooperativa não parou de prestar serviços, gerando desta forma a sustentação dos seus associados. “Graças a nossa parceria com a Copacol, que é a responsável por 80% do nosso faturamento, tivemos a oportunidade de crescer mesmo neste período difícil, que estamos passando devido a pandemia do coronavírus. Já transportamos mais de 50% da safra de milho da Copacol e estamos com uma expectativa boa para a colheita do trigo”, salienta Edson.

Nova parceira com a Copacol - Além de todo o trabalho realizado em parceria com a Copacol no transporte de cereais nas unidades na região Oeste do Paraná, o presidente destaca que os associados da Coopercaf, já estão transportando algumas cargas de milho da região Sudoeste, para serem industrializados em Cafelândia para a produção de rações da Copacol.

Transporte de cereais - “A nossa expectativa é que aumente ainda mais este transporte de cerais das unidades da Copacol do Sudoeste para Cafelândia, que vai permitir ainda mais a sustentação e o crescimento da nossa cooperativa. A Copacol é uma grande parceria que promove um trabalho exemplar de intercooperação, só temos a agradecer a sua diretoria em nome do presidente Valter Pitol, pelo papel excepcional e responsável trabalho que é realizado na sua gestão, que permite o desenvolvimento econômico de toda a região com a geração de oportunidades para diversas empresas que prestam serviços para a Copacol”, agradece a Edson. (Imprensa Coopercaf)

{vsig}2020/noticias/08/10/coopercaf/{/vsig}

INTEGRADA: Nova unidade de recebimento é implantada em Floraí

Com o objetivo de criar valor e atender com excelência os cooperados e produtores rurais da região de Floraí, noroeste do Paraná, e em convergência com o seu projeto estratégico de expansão, a Integrada abre a sua segunda unidade de recebimento no município. Com um investimento de R$ 13,5 milhões, a nova unidade é uma das mais modernas já construídas pela cooperativa.

Capacidade - Com uma capacidade estática de 13.500 toneladas, a UR Floraí II conta com duas linhas de recebimento de 120 toneladas/hora (t/hora), um tombador de recebimento para carreta bitrem, um secador de 125 t/hora, entre outras tecnologias embarcadas que tem como foco melhorar ainda mais os serviços prestados pela cooperativa.

Estrutura - Adair Luiz Sulzbacher, gerente de manutenção eletromecânica da Integrada, explica que o sistema de recebimento conta com máquinas de pré-limpeza e limpeza com automação de resíduo, além de uma trilhadeira de vagem no processo. Tudo isso para manter a qualidade do grão que vem do campo.

Satisfação - Para o diretor-presidente da Integrada, Jorge Hashimoto, entregar mais uma unidade de recebimento é sempre um motivo de grande satisfação. Essa unidade proporcionará para os cooperados e produtores da região de Floraí maior agilidade e segurança na entrega de sua produção. “Com o aumento do potencial de produção e do recebimento, esperamos que tenhamos que discutir, em breve, a ampliação dessa unidade. Quero dar os parabéns aos cooperados e produtores de toda a região de Floraí”, completa o diretor-presidente.

Agilidade - O produtor José Aparecido Perles, cooperado e membro do conselho fiscal, comemora a nova unidade porque ela trará mais agilidade na entrega da produção. Com a UR Floraí II, completa o cooperado, a Integrada também contribui com o município com a geração de emprego.

Potencial - O noroeste paranaense, afirma Nelson Yamanaka, gerente da regional da Integrada em Maringá, responsável pela unidade de Floraí II, tem grande potencial de crescimento tanto em produtividade dos cooperados, quanto em área. Segundo ele, as lavouras de soja estão se expandindo muito, principalmente sobre as áreas de cana-de-açúcar.

Sobre a Integrada - A Integrada Cooperativa Agroindustrial foi fundada em Londrina (PR), no dia 6 de dezembro de 1995, por um grupo de agricultores confiantes no sistema cooperativista. Com mais de duas décadas de existência, a Integrada se tornou uma das principais cooperativas do Brasil, com 65 unidades de recebimento distribuídas em notórias áreas produtoras dos estados do Paraná e São Paulo.

Presença - Presente em 49 municípios, a Integrada conta com mais de 10 mil cooperados e 1.800 colaboradores, dedicados a impulsionar a força do agronegócio no país. Atuante na agroindústria, venda de insumos, assistência técnica e recebimento da produção agrícola, a Integrada atua nos mercados de soja, milho, trigo, café, laranja, entre outras culturas. A maior parte de seu faturamento vem da comercialização de grãos.

Faturamento - Em 2019, a Integrada, mesmo com a quebra da safra da soja, proporcionada por um período de seca e calor excessivo, faturou 3,2 bilhões de reais, com bom resultado líquido a ser distribuído aos cooperados. Considerada uma das maiores cooperativas do país, a Integrada foi certificada, recentemente, pelo Instituto GPTW como um Excelente Lugar Para Trabalhar. (Imprensa Integrada)

{vsig}2020/noticias/08/10/integrada/{/vsig}

CAPAL: Cooperativa tem o seu melhor primeiro semestre em faturamento da história

capal 10 08 2020A Capal apresentou um desempenho financeiro acima do esperado, mesmo com a pandemia da Covid-19 e toda a mudança em relação ao distanciamento social e cuidados redobrados para preservação da saúde. No período, houve crescimento de 40% no faturamento em comparação ao primeiro semestre de 2019.

Acima da expectativa - De acordo com o presidente-executivo da Capal, Adilson Fuga, o aumento está bem acima do que se tinha planejado. “Nós tivemos um desempenho fantástico. A cooperativa conseguiu ultrapassar todas as metas definidas para o primeiro semestre. Ultrapassamos a marca de 40% de crescimento em termos de faturamento, tendo o melhor primeiro semestre da história da cooperativa”, destacou.

Medidas - Em cerca de quatro dos seis primeiros meses do ano, a pandemia da Covid-19 protagonizou as ações mundiais voltadas à saúde, emprego, renda e convívio das pessoas. A direção da Capal tomou uma série de medidas para evitar a propagação da doença nas unidades, propriedades dos associados e comunidades onde está inserida, que vão desde etiquetas de cuidados com a saúde, fornecimento de insumos hospitalares, ações contra aglomerações e até diversas doações a entidades públicas e privadas para combater a doença.

Valorização - Esse período em que a pandemia assola o mundo fez com que alguns produtos do agronegócio tivessem uma valorização, o que favoreceu a comercialização em segmentos onde os associados da Capal investem, como grãos. Essas commodities apresentaram alta nos preços, o que auxiliou a cooperativa a aumentar o seu faturamento. “Preços de soja e milho estão muito acima do que a gente esperava para esse período. Isso tudo tem contribuído para o desempenho da cooperativa”, completa Fuga.

Planejamento aplicado - “Nenhum projeto foi interrompido, mesmo com a pandemia. Tudo o que a gente vinha planejando está sendo cumprido, toda a estruturação da cooperativa está sendo feita”, reforçou Fuga. Um item importante do planejamento é o investimento na Unidade de Beneficiamento de Sementes (UBS), em Wenceslau Braz (PR), adquirida ano passado pela cooperativa.

Trabalho idealizado - O presidente-executivo conta que todo o trabalho idealizado está sendo desenvolvido, com o preparo de áreas para a produção de sementes para, inclusive, a operação total da capacidade da UBS, que pode chegar a 600 mil sacas (de 40 kg) por ano, nas safras de verão e inverno.

Indústria cafeeira - Outro segmento em que a cooperativa investiu, também em 2019, foi a aquisição de uma indústria cafeeira com sede em Pinhalão também no Paraná. “Na cafeeira foi um pouco diferente, pois estávamos planejando uma assembleia de incorporação do empreendimento, mas, com a Covid-19, não foi possível sua realização, e a incorporação não aconteceu. Isso será feito em um segundo momento. Mas os trabalhos estão acontecendo dentro da normalidade, com a comercialização do café sendo realizada pela cooperativa”.

Segundo semestre - Para o segundo semestre de 2020, o presidente-executivo está com uma expectativa positiva, com os preços das commodities continuando em bons patamares.

Relatório semestral Capal - Para apresentar os números do primeiro semestre de maneira mais detalhada, a Capal convida seus associados para a reunião semestral, que será online. Alternativa reforça a transparência da Capal na prestação de contas. Neste momento, além da apresentação do Relatório Semestral, os diretores poderão esclarecer dúvidas e comentar sobre os acontecimentos do primeiro semestre. Será nesta segunda-feira (10/08), às 19h, pelo canal da cooperativa no canal Youtube. Acesse Youtube.com, pesquise Cooperativa Capal (Imprensa Capal)

 

PRIMATO I: Segunda Reunião de Campo Digital aborda biosseguridade em tempos de Covid

primato I 10 08 2020Na terça-feira passada (04/08), foi realizada a segunda Live da Reunião de Campo Digital Primato 2020, com o tema “Importância da Biosseguridade em tempos de Covid-19”. Os convidados foram o gerente de originação da Primato, Marcio José Bach, encarregado do fomento leite, Leandro Marrassi e o zootecnista Renato Quinelato. O mediador foi o jornalista, publicitário e especialista em marketing Daniel Meneghini.

Impactos - O primeiro tópico da Live foi sobre os impactos da pandemia do Covid-19 na propriedade rural e nas atividades de pecuária de leite, corte e suinocultura. “Tanto a suinocultura quanto a pecuária de leite e corte tem seus protocolos de segurança estabelecidos antes mesmo da pandemia, porém, neste momento, foi desenvolvido e aplicado uma exigência maior, justamente para que haja a possibilidade de atendimentos in loco, mas quando necessário, afinal, a preocupação está em não levar à propriedade de nossos cooperados potencial de transmissão”, explicou Marcio Bach que complementou, “por isso nossa orientação quanto a vulnerabilidade, higienização no que tange a visitação e a higiene. E até o momento temos tido êxito e isso é fundamental para o bom andamento das atividades”.

Futuro - O tema debatido foi o impacto no futuro. “É preciso destacar que estamos buscando orientar nossos cooperados sobre a sucessão familiar, afinal, hoje menos da metade das propriedades tem sucessão bem definida. Outro ponto é o impacto econômico, tendo um primeiro e segundo semestre ainda superficial na leitura, afinal, acreditávamos que haveria baixa no consumo de leite e carne suína, mas ocorreu o oposto, um aumento, logo, o que é positivo”, destacou Renato Quinelato que complementou, “e a questão dos cuidados de biosseguridade que vieram para ficar, promovendo granjas certificadas que vão receber selo de qualidade de produto certificado, nos preparando para a missão da Frimesa a partir de 2023, além de entendermos melhor o comportamento do consumidor”.

Logística - “Precisamos destacar também o trabalho de todos os colaboradores da cooperativa, em especial da logística, afinal, seja na nutrição animal levada à propriedade, seja no transporte de suínos entre uma fase e outra, tudo ocorre de forma segura e precisa. Os motoristas recebem capacitação e toda a logística de agropecuária e também de varejo com a rede de supermercado está sendo feito de forma segura e com precisão, por isso, é preciso sim enaltecer e parabenizar todos os envolvidos”, enfatizou Leandro Marassi.

Evento - A transmissão teve boa audiência simultânea e visualização pelos canais do Youtube e Facebook da Primato. Quem quiser conferir basta acessar o canal no Youtube (primatocooperativaagroindustrial) e a página do Facebook (@CooperativaAgroindustrialPrimato).

 

 

PRIMATO II: Mercado agrícola é tema da terceira Reunião de Campo Digital

primato II 10 08 2020Dando sequência à série de Lives Reunião de Campo Digital Primato 2020, será realizada a terceira edição, nesta terça-feira (11/08), às 19h30, com o tema “Mercado, Campanha Agrícola e Controle de Cigarrinha”, com o gerente de originação da Primato, Marcio José Bach, analista de mercado, Onofre Batista da Silva e o engenheiro agrônomo Alisson dos Anjos Marchi.

Cooperativa - A Reunião de Campo Digital 2020 acontece devido à pandemia e que não há possibilidades, ainda, de reunir os cooperados e produtores rurais em estações de campo como é o modelo deste tipo de evento. “Mas o modelo da Reunião de Campo Digital está transmitindo muitas informações importantes, seja do andamento das ações da cooperativa como dos setores produtivos que atuam nossos cooperados, logo, pela audiência e alcance, estamos conseguindo obter êxito neste modelo. Nesta edição, o foco é o setor agrícola que vem cada vez crescendo na Primato”, destacou Marcio José Bach, um dos convidados da Live.

Mercado - “Vamos fazer uma análise do mercado agrícola desde o início deste ano, com resultados da safra de verão e o andamento da safra de inverno e as projeções do mercado, exportações, industrialização e câmbio”, disse o segundo convidado da Live, Onofre Batista da Silva que complementou, “além de todas as informações sobre a campanha agrícola”.

Cigarrinha - “Vamos abordar o tema controle de cigarrinha e os procedimentos corretos para esse fim, algo de extrema importância para agricultores de toda a região. Um bate papo objetivo com a intenção de auxiliar nossos cooperados a ter melhor produtividade para safra 2020/21”, enalteceu o terceiro convidado da Live, Alisson dos Anjos Marchi.

Evento - A transmissão da terceira edição da Reunião de Campo Digital Primato será feita através dos canais da Primato no Youtube (primatocooperativaagroindustrial) e também pela página do Facebook (@CooperativaAgroindustrialPrimato). (Imprensa Primato)

 

COPAGRIL: Conhecidos os primeiros ganhadores da Campanha Show de Prêmios 50 anos

A Copagril completa 50 anos em 2020 e para celebrar essa conquista preparou uma campanha especial de premiação, é a Campanha Show de Prêmios Copagril 50 ano. No sábado (08/08), véspera do cinquentenário de fundação, dia 9 de agosto, foi realizado o primeiro sorteio da campanha e houve 60 ganhadores, entre cupons específicos para cooperados e cupons para clientes gerais.

Período - A campanha começou em janeiro de 2020 e se estenderá até dia 31 de dezembro de 2020, quando será realizado o segundo sorteio, completando os 121 prêmios. Cooperados e clientes que realizaram as compras nas Lojas, Supermercados e Postos Copagril, no valor acima de R$ 50,00 puderam receber cupons da promoção. Todos os cupons depositados até a data estiveram concorrendo aos prêmios e também concorrerão ao segundo sorteio. Para ser válidos, os cupons devem ser preenchidos por completo conforme regulamento.

Transmissão ao vivo - Em decorrência da pandemia da Covid-19, o sorteio foi realizado com restrição de público, mas transmitido ao vivo pela página da Copagril no Facebook.

Ganhadores- Confira a lista dos os ganhadores:

- Cupons amarelos (exclusivos para associados da Copagril):


Forno elétrico:
Iracy Maria Klein Kasper Sinse (Quatro Pontes)

Forno elétrico: Zelia Brum (Marechal Cândido Rondon)

Forno elétrico: Leandro Ludwig (Entre Rios do Oeste)

Refrigerador: Ereneu Weber (Marechal Cândido Rondon)

Refrigerador: Arlei Adilson Sauer (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Rodolfo C. Wundrak (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Iris Kruger Petter (Toledo)

Televisor 43’: Laercio Koch (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Nedia Klein (Santa Helena)

Televisor 43’: Zeno Bloedorn (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Oldinir E. Adam (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Livar Kaiser (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Davi A. S. Schlindwein (Entre Rios do Oeste)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Neise Krampe (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Ivo Alfonso Schlinwien (Entre Rios do Oeste)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Cladis Reichert (Nova Santa Rosa)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Valdemar Lang (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Valdemar Wehrmann (Quatro Pontes)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Loureino Matte (Itaquiraí)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Ivo Alfonso Schlinwien (Entre Rios do Oeste)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Diva Gosenheimer (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Claudio Hammerschmidt (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Arlindo Osmar Abreu (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Remo Ressel (Mercedes)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Jacir Martins Chargas (Santa Helena)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Cirio Sorge (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Elizete Boeing (Santa Helena)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Andressa Pagani (Marechal Cândido Rondon)

Motocicleta Yamaha YBR Factor: Lisangela Tholken (Marechal Cândido Rondon)

Veículo Volkswagen/Gol: Ilmar G. Fanslau (Marechal Cândido Rondon)

- Cupons verdes (todos os clientes):

Forno elétrico: Cleide E. Dusmann (Marechal Cândido Rondon)

Forno elétrico: Salete Lonhardt (Marechal Cândido Rondon)

Forno elétrico: Valerio Roque Mombach (Marechal Cândido Rondon)

Refrigerador: Jhenifer Hachmann (Marechal Cândido Rondon)

Refrigerador: Marcia Bressler Monteiro (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Antonio Ferreira da Silva (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Vanessa Cristina Mittelstet (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Edi Lamberty (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Silmar Jair Fabriz (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Vanio Joaquina (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Denis Acostinho Tondini (Itaipulândia)

Televisor 43’: Rosilene Leoni Deims (Marechal Cândido Rondon)

Televisor 43’: Fabio A. Regelmeier (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Kiara Amanda Vasselai (Foz do Iguaçu)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Nathiele Samer (Nova Santa Rosa)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Rafael Henrique Bör (Nova Santa Rosa)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Roza Maria Cottica (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Luciane Trentini (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Marciana Oliveira de Souza (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Luciana O. Neinrice (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Cleuza Maria Reichert (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Rodrigo Casanova (Salto do Lontra)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Ivoni Rohde Werner (Nova Santa Rosa)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Anna Lariessa Campagnolo (Guaíra)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Milena Pereira Taborda Model (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Rovane J. S. Leindecker (Pato Bragado)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Rizia Katiani de O. Franca (Marechal Cândido Rondon)

Vale-compras (R$ 1.000,00): Deonilso A. Langaro (Marechal Cândido Rondon)

Motocicleta Yamaha YBR Factor: Elaine Schneider Conte (Santa Helena)

Veículo Volkswagen/Gol: Beatriz K. Seidel (Nova Santa Rosa)

Registro - A campanha está registrada e certificada conforme Autorização SECAP/ME Nº 06.006945/2019. O regulamento completo está disponível em www.copagril.com.br/showdepremios50anos. (Imprensa Copagril)

{vsig}2020/noticias/08/10/copagril/{/vsig}

COAMO: Alimentos Coamo está no Youtube e Instagram

A Coamo, por meio da sua linha alimentícia composta das marcas de confiança Coamo, Primê, Anniela, Sollus e Dualis, busca estar sempre presente na mesa e no dia a dia das pessoas. Para se aproximar ainda mais dos clientes e consumidores, a partir desta segunda-feira (10/08), os Alimentos Coamo estão com perfis no YouTube e Instagram.

Reforço - Segundo o gerente Comercial dos Alimentos Coamo, Wagner Schneider, o lançamento dos novos canais vem para reforçar o trabalho de comunicação das marcas de confiança. “Entramos nas redes sociais em 2016 com um perfil no Facebook, uma mídia social que está muito presente no dia a dia das pessoas. Hoje nosso perfil conta com 508.218 seguidores. Devido a todo esse sucesso e o crescimento das outras redes, decidimos iniciar um trabalho de relacionamento pelo YouTube e Instagram”, afirma.

Conteúdo - Nessas duas plataformas de internet que vêm se popularizando e crescendo a cada dia, os Alimentos Coamo vão trazer vídeos de receitas, dicas, lançamentos, ações com influenciadores e muito mais. “Siga as páginas dos Alimentos Coamo, dê seu like, faça aquela sua receita deliciosa e compartilhe! Nosso objetivo é interagir e levar um conteúdo diferente e atrativo para nossos seguidores”, adianta Schneider. (Imprensa Coamo)

Redes Sociais dos Alimentos Coamo

Instagram: @alimentoscoamo

Youtube: alimentoscoamo.com.br/youtube

Facebook: facebook.com/alimentoscoamo

SICREDI PARQUE DAS ARAUCÁRIAS: Realizada a prestação de contas semestral de forma remota

A Sicredi Parque das Araucárias PR/SC/SP realizou, no fim da tarde de quinta-feira (06/08), sua reunião de prestação de contas semestral. O encontro foi feito de forma remota, por meio da plataforma Teams, com a participação dos coordenadores de núcleo e conselheiros, a partir das agências da cooperativa espalhadas no Sudoeste do Paraná, Oeste e Meio Oeste de Santa Catarina e Noroeste de São Paulo.

Presenças - A prestação de contas foi feita pelo presidente, Clemente Renosto, pelo diretor-executivo, Fabio Vedelago Burille, e pelo diretor de operações, Alcimar Gerhard, a partir da Sede Administrativa da Sicredi Parque, em Pato Branco (PR). O encontro virtual também contou com a participação do CEO do Centro Administrativo Sicredi (CAS), João Tavares.

Resultados - Apresentar resultados de projetos e demonstrativos financeiros é essencial para a gestão da cooperativa, tendo em vista que os associados são donos do negócio. Na prestação de contas realizada na quinta-feira, foram apresentados os balanços financeiros, projetos sociais, ações e campanhas realizadas ao longo do primeiro semestre.

Pandemia - Também foram detalhadas as ações e medidas tomadas pela cooperativa por conta da pandemia de Covid-19. Além dos protocolos de prevenção, planejados e executados em conformidade com as determinações do poder público de cada localidade, a cooperativa também promoveu a campanha Máscaras do Bem, que viabilizou a doação de mais de 10 mil máscaras de tecido, acessório fundamental para a prevenção da doença.

Confecção - As máscaras foram confeccionadas por profissionais e empresas do ramo de corte e costura, como forma de estimular o comércio local nas cidades de atuação da cooperativa. (Imprensa Sicredi Parque das Araucárias PR/SCSP)

{vsig}2020/noticias/08/10/sicredi_parque_araucarias/{/vsig}

UNIMED PONTA GROSSA: Lives sobre amamentação serão realizadas em todo o mês de agosto

Em apoio ao Agosto Dourado, mês que simboliza a luta pelo incentivo à amamentação, a Unimed Ponta Grossa irá promover lives gratuitas aos beneficiários e à comunidade sobre o tema.

Primeira - A primeira acontece na próxima quinta (13/08), às 19h, e será conduzida pela pediatra Vanessa Scoss Kassai, que irá abordar os cuidados, mitos e verdades da amamentação em período de pandemia.

Semana seguinte - Na semana seguinte, dia 20, também às 19h, serão abordadas as questões de como apoiar a mulher que amamenta e também os recursos disponíveis quando há a dificuldade em amamentar. O momento será um bate-papo com duas profissionais, ambas consultoras em amamentação, Laiza Moura Luz, que é enfermeira obstetra no Hospital Geral Unimed (HGU) e Mônica Balsano, farmacêutica e proprietária do SOS Amamentação Ponta Grossa.

Encerramento - Para encerrar o ciclo de palestras online, no dia 27, às 19h, o assunto será a doação, o banco de leite e a importância nutricional do leite materno. Para falar sobre o assunto, as convidadas serão as nutricionistas Gabriella Lopes, do HGU, e Sunáli Szczerepa, do Hospital da Criança de Ponta Grossa.

Rodas de conversa - Segundo a enfermeira obstetra do HGU, Heidlane Assunção Cezar, as rodas de conversa são uma proposta para conhecimento, troca de experiências e aprendizado. “Em tempos de pandemia, a live é uma ótima maneira de promover conhecimento e troca de experiências entre as gestantes e mães de forma segura”.

Práticas - Além do apoio ao Agosto Dourado, o HGU também conta com práticas de incentivo e apoio ao aleitamento materno nos processos assistenciais junto às parturientes. “Durante todo o tempo de internamento, a paciente é auxiliada para que a amamentação seja uma experiência gratificante. Sabemos que muitas vezes não é muito fácil. Por isso, trabalhamos com muito carinho e paciência, com orientações e esclarecimento de dúvidas, para que tudo ocorra da melhor forma possível”, ressalta Heidlane. (Imprensa Unimed Ponta Grossa)

SERVIÇO

Tema: “Amamentação e Covid”

Palestrante: Dra. Vanessa Scoss Kassai, pediatra

Data: 13/08

Horário: 19h

Inscrições gratuitas: https://bit.ly/3fulfVf

Tema: “Apoio à mulher que amamenta e recursos disponíveis nas dificuldades ao amamentar”

Palestrantes: Laiza Moura Luz e Mônica Balsano, consultoras em amamentação

Data: 20/08

Horário: 19h

Inscrições: https://bit.ly/33i6bI6

Tema: “Doação de leite e a importância nutricional do leite materno”

Palestrantes: Gabriella Lopes e Sunáli Szczerepa, nutricionistas

Data: 27/08

Horário: 19h

Inscrições: https://bit.ly/2XoJ8HY

{vsig}2020/noticias/08/10/unimed_pg/{/vsig}

AGRICULTURA FAMILIAR: Publicada relação de produtos da agricultura familiar com bônus em agosto

A relação dos produtos do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) com direito ao desconto em agosto nas operações de crédito nas instituições financeiras já está disponível. A lista com os produtos e os estados contemplados tem validade de 10 de agosto a 9 de setembro deste ano, conforme a Portaria nº 27, da Secretaria de Política Agrícola, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Produtos - Os produtos com bônus são: açaí, banana, borracha natural cultivada, cacau (amêndoa), cana-de-açúcar, castanha de caju, feijão caupi, maracujá, mel de abelha e raiz de mandioca.

Bônus - Para os agricultores que têm operações de investimento sem um produto principal, que é a fonte de renda para pagamento do financiamento, há o bônus da cesta de produtos. Nesses casos, os descontos são calculados por meio de uma composição dos bônus do feijão, leite, mandioca e milho.

Estados - Os estados que integram a lista deste mês são: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Tocantins e Sergipe.

Recebimento - O recebimento de bônus do PGPAF ocorre quando o valor de mercado de algum dos produtos do programa fica abaixo do preço de referência, permitindo ao produtor utilizar o valor como desconto no pagamento ou amortização nas parcelas de financiamento no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Os descontos de todos os cultivos são calculados mensalmente pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgados pelo Mapa.

Mais informações- Para mais informações entre em contato com a equipe técnica pelos endereços eletrônicos: pgpaf.spa@agricultura.gov.br ou pronaf.spa@agricultura.gov.br. (Mapa)

SOJA: Preços firmes no mercado interno

soja 10 08 2020O mercado brasileiro da soja viu o encerramento da última semana se consolidar com preços firmes no mercado interno, impulsionados pela grande demanda de farelo e óleo de soja. De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, mesmo com alta de 1,30% o preço no porto gaúcho de Rio Grande subiu levemente vinte centavos para R$ 126,20, para a exportação e R$ 127,40 para a indústria, que pagou melhor.

Interior - “No interior, no entroncamento ferroviário de Cruz Alta a indústria também subiu mais R$ 0,50/saca para R$ 123,00, assim como R$ 123,00 também em Ijuí e Passo Fundo para final de agosto. Soja futura no porto os preços voltaram a subir R$ 1,50/saca para R$ 111,00, contra R$ 109,50 do dia anterior, para maio”, comenta.

Paraná - No Paraná, o preço para o agricultor subiu 4 reais/saca e para o mercado de lotes subiu um real em média na sexta-feira (07/08). “No mercado de balcão o preço oferecido ao agricultor na região de Ponta Grossa subiu R$ 4,00/saca para R$ 110,00, contra R$ 107,00 do dia anterior, segundo informações de mercado. No mercado de lotes, o preço da soja subiu mais 2 reais/saca para R$ 114,00, contra R$ 112,00 do dia anterior, em Ponta Grossa, entrega agosto, pagamento final de agosto. Para entrega em setembro também subiu 1 real/saca para R$ 122,00, em Ponta Grossa, pagamento final de setembro”, completa.

Centro-Oeste - No Centro-Oeste a consultoria constatou indústrias agressivas e preços firmes, por estoque baixo. “No Mato Grosso do Sul mercado de soja spot esteve forte por falta de ofertas e soja futuro começou a subir. Preços de R$ 118,00 em Dourados para o mercado disponível gerou 20.000 toneladas de negócios na semana. Para a safra 2021 foram negociadas 50.000 toneladas ao preço FOB de R$ 97,50”, informa.

Mato Grosso- “No Mato Grosso, foram negociadas 20.000 toneladas da safra 2019/2020. Comprador agressivo nas fábricas do estado (Rondonópolis/Nova Mutum Lucas Rio Verde). Estoque baixo, mercado muito especulado pelo vendedor”, conclui. (Agrolink)

 

FOCUS: Mercado financeiro projeta queda de 5,62% na economia este ano

A previsão do mercado financeiro para a queda da economia brasileira este ano foi ajustada de 5,66% para 5,62%. A estimativa de recuo do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – está no boletim Focus, publicação divulgada todas as semanas pelo Banco Central (BC), com a projeção para os principais indicadores econômicos.

Próximo ano - Para o próximo ano, a expectativa é de crescimento de 3,50%, a mesma previsão há 11 semanas consecutivas. Em 2022 e 2023, o mercado financeiro continua a projetar expansão de 2,50% do PIB.

Inflação - As instituições financeiras consultadas pelo BC mantiveram a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 1,63%, neste ano.

2021 - Para 2021, a estimativa de inflação permanece em 3%, há oito semanas consecutivas. A previsão para 2022 e 2023 também não teve alteração: 3,50% e 3,25%, respectivamente.

Abaixo do piso- A projeção para 2020 está abaixo do piso da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 4% em 2020, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é 2,5% e o superior, 5,5%.

Meta - Para 2021, a meta é 3,75%, para 2022, 3,50%, e para 2023, 3,25%, com intervalo de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo, em cada ano.

Selic - Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, estabelecida atualmente em 2% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Expectativa - Para o mercado financeiro, a expectativa é que a Selic encerre 2020 em 2% ao ano. Para o fim de 2021, a expectativa é que a taxa básica chegue a 3% ao ano. Para o fim de 2022, a previsão é 4,9% ao ano e para o final de 2023, 6% ao ano.

Tendência - Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica. Entretanto, os bancos consideram outros fatores na hora de definir os juros cobrados dos consumidores, como risco de inadimplência, lucro e despesas administrativas.

Demanda aquecida - Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Dólar - A previsão para a cotação do dólar permanece em R$ 5,20, ao final deste ano. Para o fim de 2021, a expectativa é que a moeda americana fique em R$ 5. (Agência Brasil)

CRÉDITOS ICMS: Decretos auxiliam empresas e estimulam investimento em regiões de baixo IDH

credito icms 10 08 2020Com o objetivo de fomentar a economia paranaense e estimular a retomada das atividades no pós-pandemia de Covid-19, o governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou na sexta-feira (07/08) três decretos alterando, excepcionalmente, as regras para utilização de créditos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) pelas empresas.

Adição - O primeiro documento autoriza a Secretaria de Fazenda a estabelecer uma adição de R$ 250 milhões ao limite global de valores de créditos acumulados de ICMS, no exercício de 2020, exclusiva para o pagamento de bens (exceto veículos leves produzidos em outros estados), mercadorias, energia elétrica, serviços de comunicação e de transporte de cargas, nos termos do Regulamento do ICMS aprovado pelo decreto 7.871/2017.

Mais possibilidades - Na prática, a medida oferece ao contribuinte mais uma possibilidade de utilizar os créditos acumulados, transformando-se em um mecanismo de auxílio financeiro que ajude a preservar suas atividades.

Dívida - O segundo decreto autoriza o contribuinte que possuir crédito acumulado a utilizá-lo, até dezembro de 2020, para a liquidação de débitos tributários de ICMS, multas e acréscimos legais, inscritos em dívida ativa.

Aplicação - O benefício se aplica da seguinte forma: dívidas ativas inscritas até 31/12/2017 poderão ser pagas em até 100% com créditos habilitados no Siscred; as inscritas entre 01/01/2018 a 31/12/2018 poderão ser pagas em até 90% com créditos, e o restante em espécie; e aquelas inscritas entre 01/01/2019 a 31/12/2019 poderão ser pagas em até 80% com créditos, e os 20% remanescentes em espécie.

Limite global anual- Conforme disposto no decreto, estes pagamentos não estão sujeitos ao limite global anual, ao contrário do que ocorre na modalidade prevista no Regulamento do ICMS.

Investimento - Por fim, um terceiro decreto estabelece a modalidade adicional de transferência de créditos para estimular a realização de investimentos em cidades com desempenho baixo ou médio-baixo no Índice Ipardes de Desempenho Municipal (IPDM).

Imposto incremental - Desta forma, empresas podem utilizar créditos acumulados de ICMS para pagar o imposto incremental a ser gerado a partir de empreendimentos produtivos que sejam instalados nesses municípios.

Melhora - A medida tem como objetivo proporcionar melhora nas condições socioeconômicas e gerar emprego em regiões mais carentes do estado – e, ao mesmo tempo, sendo um mecanismo de estímulo a novos investimentos e de auxílio financeiro à empresa investidora.

Esforço - “Essas medidas fazem parte do esforço econômico feito pelo Estado do Paraná para enfrentar a situação de emergência de saúde pública decorrente da pandemia de Covid-19, que resultou na declaração de calamidade pública. Acreditamos que serão um importante suporte para empresas nesse momento, e não implicam em renúncia de receita”, explica o secretário da Fazenda, Renê Garcia Junior.

IPDM - O Índice Ipardes de Desempenho Municipal mede o desempenho dos 399 municípios do Estado do Paraná, considerando três dimensões: renda; emprego e produção agropecuária; saúde e educação. Sua elaboração se baseia em diferentes estatísticas de natureza administrativa, disponibilizadas por entidades públicas.

Bases de dados - As bases de dados do Índice são estatísticas oficiais disponíveis publicamente, oriundas, em sua maioria, de registros administrativos obrigatórios. Esses grandes bancos de dados possuem periodicidade anual e recorte municipal. A escolha dos indicadores foi feita considerando-se aspectos importantes para o desenvolvimento local, o que permite subsidiar ações conjuntas das três esferas de governo e do empresariado.

Aperfeiçoamento - Em 2017, a metodologia do IPDM foi aperfeiçoada com o objetivo de melhor identificar a situação econômica e social dos municípios paranaenses para a década de 2010. A nova metodologia buscou atualizar-se em relação às fontes de informações disponíveis que melhor refletem esta realidade, utilizando-as como referência para os indicadores municipais. Em 2019, a série 2010-2015 (adicionada agora do ano de 2016), foi novamente atualizada, em função de revisão da projeção populacional, calculada pelo Ipardes, em 2018. (Agência de Notícias do Paraná)

 

CÂMARA: Para Maia, reforma tributária é o eixo de desenvolvimento do País

camara 10 08 2020O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou nesta segunda-feira (10/08) que a reforma tributária é o eixo do desenvolvimento do País e destacou que as mudanças no setor tributário vão aumentar a competitividade do setor privado brasileiro. “O sistema tributário tributa a produção, o investimento, a exportação, isso significa que a gente exporta com menos competitividade”, explicou Maia ao participar do evento Biodiesel Week, promovido pela União Brasileira de Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) nesta manhã.

Cadeias produtivas - Para o presidente, a reforma tributária deve ser olhada do ponto de vista do Estado brasileiro para organizar as cadeias produtivas. “O [atual] sistema tributário foi longe demais em relação ao que tira da sociedade, e o primeiro passo é organizar o sistema de bens e serviços e, depois, caminhar para outras distorções como a renda”, disse o presidente. (Agência Câmara de Notícias)

 

SAÚDE I: Brasil registra 3 milhões de casos de Covid-19 e 101 mil mortes

O Ministério da Saúde divulgou neste domingo (09/08) novos números sobre a pandemia do novo coronavírus (covid-19) no país. De acordo com levantamento diário feito pela pasta, o Brasil tem 3.035.422 casos confirmados da doença e 101.049 mortes registradas. Os casos recuperados somam 2.118.460. Nas últimas 24 horas, o ministério registrou 23.010 novos casos e 572 mortes.

São Paulo - O estado de São Paulo tem o maior número de casos acumulados desde o início da pandemia, com 627.126 casos e 25.114 mortes. Em seguida estão os estados da Bahia (193.029 casos e 3.953 óbitos), Ceará (188.542 casos e 7.954 óbitos) e o Rio de Janeiro (178.850 casos e 14.080 óbitos)

Investigação - De acordo com o Ministério da Saúde, 3.566 casos estão em investigação. (Agência Brasil)

SAÚDE II: Paraná soma 88.978 diagnósticos e 2.319 óbitos pela Covid-19

saude II 10 08 2020A Secretaria de Estado da Saúde informa que o Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL), responsável pelo armazenamento de resultados de exames laboratoriais, continua instável.

Registro - Neste sábado e domingo (08 e 09/08) a Secretaria registrou 1.063 novos casos e 75 óbitos pela Covid-19 no Paraná. O Estado soma agora 88.978 casos e 2.319 óbitos em decorrência da doença. Tão logo o sistema se normalize, as informações serão restabelecidas. Os dados são preliminares e sujeitos a alterações.

Internados - Neste domingo, 995 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estavam internados. Do total, 765 em leitos SUS (375 em UTI e 390 em enfermaria) e 230 em leitos da rede particular (99 em UTI e 131 em leitos enfermaria).

Resultados - Há outros 910 pacientes internados, 454 em UTI e 456 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão nas redes públicas e particulares e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

Óbitos - Os 75 falecimentos relatados neste informe são de 38 homens e 37 mulheres, com idades entre 29 e 92 anos. Um paciente morreu em 11 de julho, outro em 31 de julho e os demais entre os dias 3 e 9 de agosto.

Residência - Os pacientes residiam em Curitiba (30), Campo Largo (4), Colombo (4), Campo Mourão (3), Arapongas (2), Fazenda Rio Grande (2), Pato Branco (2), Ponta Grossa (2), São José dos Pinhais (2), Toledo (2). Há um caso confirmado em cada município de Almirante Tamandaré, Barbosa Ferraz, Braganey, Cambira, Capanema, Cascavel, Diamante D’Oeste, Foz do Iguaçu, Guaraniaçu, Guaratuba, Mandirituba, Mariluz, Nova Prata do Iguaçu, Ortigueira, Pitanga, Ramilândia, Rebouças, Salto do Lontra, Santa Mariana, Telêmaco Borba, Umuarama e União da Vitória.

Fora do Paraná - O monitoramento da Secretaria da Saúde registra 988 casos de residentes de fora. Vinte e seis pessoas foram a óbito. (Agência de Notícias do Paraná)

 

SAÚDE III: MP destina R$ 1,995 bilhão para desenvolvimento de vacina contra Covid-19

saude III 10 08 2020A Medida Provisória 994/20 destina crédito extraordinário de quase R$ 1,995 bilhão para viabilizar a aquisição de tecnologia e a produção de uma vacina contra o novo coronavírus.

Contato - O dinheiro vai custear contrato entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vinculada ao Ministério da Saúde, e o laboratório AstraZeneca. A empresa desenvolve uma vacina contra Covid-19 em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Origem- Os recursos serão oriundos de operações de crédito (emissão de títulos públicos). Do total, R$ 1,3 bilhão corresponderá à encomenda tecnológica. Bio-Manguinhos – a unidade da Fiocruz produtora de vacinas – receberá investimentos de R$ 522 milhões.

Testes voluntários - A vacina de Oxford está em fase de testes com voluntários no Brasil e em outros países. Caso a eficácia seja comprovada, o Brasil pretende produzir 100 milhões de doses, com previsão de distribuição da vacina por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) a partir de dezembro próximo até o final do primeiro semestre de 2021.

Tramitação - Conforme o Ato Conjunto 1/20, das Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, as medidas provisórias que tratam de crédito extraordinário deverão seguir um rito sumário durante a pandemia. Assim, inicialmente a MP 994 deverá ser examinada diretamente no Plenário da Câmara, sem passar antes por uma comissão mista.

Procedimentos adicionais - Como esse mesmo ato conjunto também faculta a cada Casa dispor sobre procedimentos adicionais, o Senado, por determinação do presidente Davi Alcolumbre, não pretende votar MPs de crédito extraordinário destinadas ao combate à Covid-19. Segundo Alcolumbre, a execução dessas despesas independe da aprovação de parlamentares. (Agência Câmara de Notícias)

FOTO: Gerd Altmann / Pixabay

 


Versão para impressão


RODAPE