Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias UNIMED LONDRINA: PA é capaz de solucionar mais de 90% dos casos atendidos nos prontos-socorros

 

 

cabecalho informe

UNIMED LONDRINA: PA é capaz de solucionar mais de 90% dos casos atendidos nos prontos-socorros

Segundo um artigo do Ministério da Saúde publicado no site do Governo Federal no dia 15 de outubro de 2012, mais de 90% dos casos de emergência podem ser solucionados nas unidades de pronto atendimento (PA). Em suma, a maioria dos atendimentos realizados nos prontos-socorros (PSs) poderiam ser concluídos nos PAs. “Atualmente, nossa população não sabe utilizar o serviço de saúde. Por isso o PS está cheio, porque todos recorrem a ele primeiramente. Acontece muito do paciente estar com um quadro não tão grave e recorrer ao PS por falta de tempo para se consultar", explica Naja Nabut, médico do Pronto Atendimento da Unimed Londrina e cirurgião geral com experiência em serviço de urgência e emergência em hospitais da rede credenciada pela operadora.

Estruturas - "PA e PS têm o mesmo perfil. O pronto-socorro dispõe de estruturas como sala cirúrgica, UTI e equipamentos para exames mais complexos. Porém, o PA tem capacidade de atender casos mais graves e depois encaminhar para o pronto-socorro o paciente que necessitar de exames complexos ou internamento", detalha Nabut. A equipe do PA da Unimed Londrina é ampla e qualificada. O número de médicos atendendo nesta unidade é de ao menos cinco profissionais; nos pronto-socorros da rede de hospitais credenciadas, entre um e dois.

Atendimentos - A gerente do PA, Eliane Sedemaca, comenta que o serviço da Unimed Londrina conseguiu absorver em média 74% dos atendimentos realizados nos prontos-socorros da rede. "O PA ajudou a diminuir o índice de internações. De janeiro a outubro de 2017, foram internados 5.266 pacientes da Unimed Londrina a partir dos prontos-socorros dos quatro principais hospitais da cidade e da própria unidade da Cooperativa. No mesmo período de 2016, haviam sido 6.228, ou seja, queda de 15%", calcula Sedemaca.

Serviço diferenciado - Para o superintendente de Provimento em Saúde, Jorge Gonçalves, além do PA contar com uma equipe médica e de enfermagem qualificada, o serviço oferece uma estrutura com equipamentos de raio-x, ultrassom e laboratórios para atendimento de baixa e média complexidade. "Com esse serviço, a Unimed Londrina entende que contribui com os atendimentos realizados na rede, liberando os espaços aos pacientes críticos e oferecendo um serviço diferenciado e exclusivo aos seus beneficiários”, destaca o superintendente. (Assessoria Unimed Londrina)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias