cabecalho informe

INTEGRADA: Dólar sustenta mercado brasileiro de café

 

integrada 22 06 2018Elevar os índices de produtividade dos cafezais é uma das alternativas para que o cafeicultor eleve sua rentabilidade mesmo em tempos de oscilação de preços da saca do café. A afirmação é do gerente de comercialização da Integrada, Osmir Buso, em uma palestra realizada nessa semana para agricultores dos municípios de Ibaiti e Pinhalão, municípios localizados no norte do Paraná.

 

Momento atípico - Buso explicou a uma plateia de dezenas de cafeicultores que o mercado de café vive um momento atípico. Segundo ele, os patamares atuais de preços da saca só se têm mantido devido à alta do dólar frente ao real, isso porque o mundo está produzindo mais do que o consumo, o que elevou os estoques internacionais. Vale lembrar que os preços da saca de café são definidos pelo mercado internacional, mais precisamente pela bolsa de Nova York.

 

Preço - O preço da saca tem variado entre R$ 435 e R$ 440, mas só tem se mantido nesse patamar devido à alta da moeda norte-americana porque, novamente, os estoques mundiais estão altos. “O preço ainda está bom graças ao dólar”, afirma Buso. Devido à essa realidade do mercado, o gerente de comercialização da Integrada recomenda que os cafeicultores invistam em seus cafezais com o objetivo de manter a sua rentabilidade por meio do aumento no volume de produção, já que o cenário é que os estoques mundiais continuem altos.

 

Oferta e demanda Buso lembra que desde o ano passado o mercado internacional já estimava uma supersafra mundial de café que deve confirmar-se. Por isso, os preços só estão sendo sustentados nesse patamar no Brasil pelo câmbio. “Nos próximos meses teremos que acompanhar o dólar”, salienta o gerente da cooperativa.

 

Estimativa de safra - Nesta safra, por exemplo, a estimativa de produção brasileira é de 65 milhões de sacas de café. Para equilibrar a oferta e demanda da commodity no mercado interno, Osmir explica que o Brasil precisaria exportar 45 milhões de sacas, mas a estimativa é de que sejam comercializadas de 30 a 35 milhões de sacas. Por isso, a oferta e a demanda não estão favorecendo o preço do café.

 

Cooperados - Atualmente, a Integrada possui mais de 2 mil cafeicultores que devem produzir nesta safra mais de 240 mil sacas de café. (Imprensa Integrada)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias