cabecalho informe

PRÊMIO OCEPAR II: Workshop reúne jornalistas na sede do Sistema Ocepar

Cerca de 60 jornalistas de Curitiba e região, estiveram reunidos nos dias 13 e 14 de dezembro, na sede do Sistema Ocepar, participando do lançamento do 14º Prêmio Ocepar de Jornalismo e do Workshop Jornalismo 4.0 e Marketing Digital, promovido pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (Sindijor/PR), Sistema Ocepar, Unimed Paraná, Central Sicredi PR/SP/RJ e portal Saúde Debate.

Mara Luquet – A jornalista, escritora e economista Mara Luquet, com passagem pelos jornais Gazeta Mercantil, Valor Econômico, Folha de São Paulo, revistas Veja e Exame, Rede Globo, Globo News, Rádio CBN, entre outros veículos de comunicação, realizou uma palestra com foco nas oportunidades que os profissionais de comunicação têm com as mídias sociais. Por decisão pessoal, após mais de três décadas no jornalismo de massa, decidiu sair de um emprego seguro e abrir no Youtube um canal próprio, o MyNews. “Está sendo uma experiência diferente bastante produtiva, estou ainda aprendendo a lidar com as mídias sociais”. Ela destaca que o público do seu canal são pessoas com mais de 40 anos. Não podemos ver as mídias sociais como nossa adversária, nossa profissão não irá acabar. Pelo contrário, nunca se precisou tanto de jornalistas. Nunca se precisou tanto de produção de conteúdo de qualidade como agora”, lembrou.

Palestras – Durante o evento, também realizaram palestras o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken que falou sobre as perspectivas e desafios das cooperativas do Paraná e o diretor de mercado e comunicação da Unimed Paraná, Alexandre Gustavo Bley com o tema: uma pauta chamada saúde. Ricken apresentou os principais avanços e conquistas das cooperativas do Paraná, que deverão fechar o ano com uma movimentação econômica de R$ 85 bilhões e de que não existe mais diferença entre o campo e a cidade. Já o diretor da Unimed Paraná falou sobre as Fake News que impactam as pessoas e acabam confundindo, especialmente na prevenção de algumas doenças. “Segundo uma pesquisa sobre diagnósticos médicos via internet aponta de que sete de cada 10 pacientes recebem informações falsas. Isso é muito preocupante por se tratar da saúde das pessoas envolvidas”. Alexandre Bley que é médico lembrou algumas notícias que viralizaram e que eram Fake News: vacina anticâncer; água de coco quente é cura do câncer; estudo associa omeprazol com tumores no estômago; gelo causa câncer ou vacinas causam autismo. Tudo mentira e o trabalho para esclarecer acaba sendo difícil pois a notícia real acaba não tendo a mesma repercussão. E sabemos que a melhor forma de esclarecer a população é também através do jornalismo responsável”, destacou.

Marketing Digital – No sábado (14/12), os participantes tiveram uma capacitação sobre Jornalismo 4.0 e Marketing Digital, no Workshop conduzido pelo jornalista Almir Rizzatto que é especialista na área e fundador da agência RZT Comunicação e da Escola Digitalista, em 2006, em São Paulo. Dez anos depois, começou a ministrar cursos para jornalistas, já tendo capacitado mais de 600 profissionais pelo país. Durante todo dia, ele deu diversas dicas aos profissionais como utilizar melhor as redes sociais para poder potencializar o trabalho na área da informação. Rizzatto disse que concorda plenamente com a afirmação da jornalista Mara Luquet de que nunca se precisou tanto de jornalistas como agora, especialmente na produção de bons conteúdos para a internet. “Vivemos um momento rico para informação qualificada e nós profissionais de comunicação estamos sendo demandados cada vez mais no mercado, especialmente para se combater as Fake News, que já existem há muitos anos”, lembrou.

Clique aqui para conferir o áudio sobre o evento

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias