COSUD: Sul e Sudeste alinham estratégia para evitar desabastecimento

cosud 24 03 2020O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou nesta segunda-feira (23/03) de uma videoconferência com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, juntamente com os demais governadores dos estados que formam o Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud).

Produtos essenciais - O colegiado decidiu que as divisas ficarão abertas ao transporte de produtos essenciais para evitar o desabastecimento. Ratinho Junior destacou as medidas adotadas pelo Paraná para não prejudicar a circulação de caminhões. Ele citou o reforço na estrutura de apoio aos motoristas em Paranaguá.

Ambiente favorável - “Criamos um ambiente favorável para atender esses profissionais neste momento tão difícil, mostrando que o Paraná se preocupa com essa atividade tão importante para a população”, afirmou o governador. “Uma área para saúde, higienização e acomodação para os caminhoneiros. Também estamos trabalhando para garantir a alimentação dessas pessoas”, disse.

Saúde - Os governadores também trataram de questões de saúde envolvendo a pandemia de coronavírus, como a necessidade da viabilização de mais testes, assim como o reforço na estrutura hospitalar de todo o País, com a disponibilização de leitos.

Decreto - Ratinho Junior ressaltou que o Governo do Estado emitiu decreto estabelecendo as 33 atividades essenciais que precisam manter o funcionamento mesmo com a orientação para se evitar a circulação. Basicamente, serviços de interesse público. Entre eles, lembrou o governador, está o transporte e entrega de cargas em geral. “Estamos atuando em sintonia constante com o governo federal”, afirmou.

Preocupação - O ministro da Infraestrutura revelou que a União busca uma unidade sobre o tema entre os Estados, impedindo que qualquer determinação mais abrangente impeça a circulação de mercadorias e remédios. “Não podemos permitir que falte produtos nos supermercados, farmácias e hospitais”, disse Gomes de Freitas.

Motorista - Entre as preocupações colocadas pelo ministro está a atenção aos motoristas. “O mesmo vale para restaurantes e oficinas localizadas na beira de estradas. Se o caminhão estragar, precisa ser concertado. E os caminhoneiros precisam se alimentar”, completou.

Compromisso - Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo se comprometeram a manter as divisas abertas, mas com reforço na fiscalização para evirar a circulação do vírus.

Agenda - O grupo voltará a se reunir virtualmente nesta quarta-feira (25/03) para avaliar as decisões tomadas pelo Governo Federal em relação ao combate ao COVID-19. Os governadores dos Estados do Sul e Sudeste também esperam agenda com o presidente da República Jair Bolsonaro.

Participantes - Participaram da reunião os governadores Eduardo Leite (Rio Grande do Sul), Carlos Moisés (Santa Catarina), João Dória (São Paulo), Wilson Witzel (Rio de Janeiro), Romeu Zema (Minas Gerais) e Renato Casagrande (Espírito Santo); os secretários de Estado Guto Silva (Casa Civil), Renê Garcia (Fazenda), Sandro Alex (Infraestrutura e Logística) e Beto Preto (Saúde); Eduardo Bekin, diretor-presidente da Invest Paraná; e o diretor-geral da Secretaria da Saúde, Nestor Werner Junior. (Agência de Notícias do Paraná)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn