cabecalho informe

CAFÉ: Concurso Qualidade Paraná abre período de inscrições

A Câmara Setorial do Café do Paraná e a Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento divulgaram o novo regulamento do 18º Concurso Café Qualidade Paraná. O objetivo é valorizar e fortalecer a produção de cafés especiais, na busca de novas oportunidades de negócios para os produtores.

Inscrições - As inscrições são gratuitas e devem ser feitas nas unidades regionais do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater (IDR-Paraná) até o dia 2 de outubro de 2020.

Manutenção - Mesmo com a pandemia do novo coronavirus, a Comissão Organizadora Estadual avaliou que é importante manter o concurso. “O agronegócio não para, e o concurso é um forte estímulo para continuar melhorando a qualidade da produção”, diz o gerente da Câmara Setorial do Café do Paraná, Francisco Barbosa Lima.

Qualificação - Para o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, o evento estimula a qualificação dos agricultores paranaenses. “É um meio de garantir aumento da renda aos cafeicultores e sustentabilidade à produção”.

Categorias - O concurso será realizado em duas categorias: Café Natural (via seca) e Café Cereja Descascado ou Despolpado (via úmida). A cerimônia de premiação dos vencedores está prevista para o início de novembro.

Avaliação - Os lotes serão avaliados por uma Comissão Julgadora, constituída pela Comissão Organizadora Estadual e composta por classificadores e degustadores de reconhecida competência no âmbito estadual e nacional.

Julgamento - O julgamento vai acontecer no Centro de Pesquisa em Qualidade do Café do IDR-Paraná em Londrina. Todos os detalhes do regulamento estão disponíveis no site www.cafequalidadeparana.com.br. Nos próximos dias, as informações sobre o cronograma também serão atualizadas.

Vencedores - Na última edição, os cafeicultores Valdeir Luiz de Souza, de Tomazina, e Edson Messias de Carvalho, de Joaquim Távora, foram os grandes vencedores nas categorias cereja descascado e natural, superando 120 lotes que participaram da disputa. Edson ganhou também um prêmio em reconhecimento à sustentabilidade de sua produção.

Premiação - Os lotes classificados até o 5º lugar de cada categoria terão garantia de compra pela Comissão Organizadora a preço da BM&F do dia anterior ao evento de encerramento, acrescido de, no mínimo, 50%.

Sustentabilidade - Outra categoria do concurso é a de Sustentabilidade. Os produtores que optarem em participar desta avaliação, precisam preencher uma planilha com informações detalhadas que incluem temas como a gestão da propriedade, rastreabilidade, gestão ambiental, planejamento ambiental, manejo e conservação do solo, manejo de pragas e doenças, armazenagem, qualificação, saúde e bem-estar dos trabalhadores.

Produção - Para a safra 2019/2020, a expectativa de produção de café no Paraná é de 56,3 mil toneladas em uma área de 36,1 mil hectares, concentrada principalmente no Norte do Estado, segundo o Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento.

Investimento - “Embora o café não esteja entre as culturas mais expressivas do Estado em termos de volume, os produtores têm investido cada vez mais em qualidade e em cafés especiais”, diz o economista do Deral e responsável pela Comissão Organizadora Estadual, Paulo Franzini.

Parceria - Os parceiros desta edição são a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores Familiares do Paraná (Fetaep), Sistema Federação da Agricultura do Paraná (Faep), Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Sebrae, Sistema Ocepar, Fortaleza Coffee, Cooperativa Intregrada, Grupo 2 Irmãos, Sicredi, Crea-PR, Bratac, Sociedade Rural do Paraná, Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), Probat, Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), Cocamar, Cocari e Copacol. (Agência de Notícias do Paraná)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias