Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias UNIMED PONTA GROSSA: Cooperativa aposta em lives para reforçar a transparência com públicos internos e clientes

 

 

cabecalho informe

UNIMED PONTA GROSSA: Cooperativa aposta em lives para reforçar a transparência com públicos internos e clientes

unimed ponta grossa 10 07 2020Nesta semana, a Unimed Ponta Grossa promoveu duas lives para reforçar o compromisso da cooperativa no enfrentamento à pandemia. Na segunda-feira (06/07), cooperados e colaboradores puderam participar de um bate-papo online com Elias Leite, presidente da Unimed Fortaleza, e Fernanda Colares, diretora do hospital próprio da Unimed Fortaleza.

Troca de experiências - O intuito foi promover uma troca de experiências com a cooperativa cearense que, até 30 de junho, contabilizou mais de 1.300 pacientes internados devido ao novo coronavírus. Os 43 leitos regulares de UTI foram expandidos para mais de 140 e a Unimed Fortaleza chegou a ter 10 mil beneficiários em monitoramento durante os períodos mais críticos da pandemia.

Situação diferente - “Quem diz que está entendendo tudo o que está acontecendo, não está prestando atenção. Enfrentar uma pandemia na proporção que enfrentamos foi uma situação quase de guerra, diferente de tudo que a gente já viveu”, observou Leite.

Aprimoramento - De acordo com o presidente da Unimed Ponta Grossa, Rafael Francisco dos Santos, o intuito de promover a live com o público interno foi de continuar aprimorando o plano de contingência local. Além da Unimed Fortaleza, a Unimed Ponta Grossa também buscou vivências em outras cooperativas que atravessaram períodos graves da pandemia. “Temos trabalhado com a contingência na nossa Unimed desde março e, com essa troca com a Fortaleza, podemos pensar em mais formas de prevenção quando o momento mais crítico chegar à nossa região, a partir da experiência vivenciada por outras Unimeds”.

Transparência com clientes - Já na terça (07/07), o presidente da Unimed Ponta Grossa conversou com os diretores e gestores das cooperativas clientes da operadora de saúde.

Dados - Durante a conversa online, Rafael Francisco dos Santos, apresentou os dados relacionados à evolução da doença nos atendimentos do HGU, como número de internações, de testes realizados, do quadro funcional, de profissionais afastados e das taxas de ocupação ao longo dos últimos quatro meses.

Contextualização - Além disso, contextualizou o plano de contingência do HGU e demonstrou os investimentos estruturais e financeiros feitos até o momento pelo hospital para o enfrentamento à pandemia. “Entendemos, que numa situação de crise de saúde como essa, a transparência também é fundamental. As instituições hospitalares podem e devem apresentar dados, informações e esclarecimentos, para contribuir com o entendimento da população sobre o avanço a doença e com os gestores e órgãos públicos no enfrentamento da pandemia”, finaliza Santos. (Imprensa Unimed Ponta Grossa)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias