cabecalho informe

FORMAÇÃO: Gincoop, um novo jeito de disseminar o cooperativismo

Disseminar o cooperativismo de uma forma descontraída, estimulando o trabalho em equipe. Essa é proposta da Gincoop, um treinamento em formato de gincana que tem como foco a doutrina cooperativista. “É um método muito dinâmico e lúdico, criado para trabalhar questões relevantes do cooperativismo. Outro aspecto importante é a flexibilidade pois, por ser customizável, cada cooperativa pode personalizar as atividades para sua realidade. Pode ser usado na formação de funcionários, cooperados, grupos femininos e de jovens, entre outros”, esclarece a analista do Sescoop/PR, Eliane Lourenço Goulart Festa. Ainda de acordo com ela, é preciso apenas seguir alguns critérios básicos, como desenvolver a programação baseada no conteúdo cooperativista, respeitar a carga horária mínima e a quantidade de participantes, que deve ficar entre 30 e 50 pessoas por turma.

Manual - O Sescoop/PR elaborou um manual para orientar os instrutores sobre a condução e a execução das atividades. A publicação traz as premissas básicas, o conteúdo obrigatório e recomendações a serem seguidas em cada etapa do treinamento. A metodologia vem sendo aplicada desde o ano passado pelo Sistema Ocepar, por meio do Sescoop/PR, em parceria com a Cooperativa Paranaense de Turismo (Cooptur), que é a primeira instrutoria cadastrada para utilizá-la. Foram realizadas três turmas-piloto, com colaboradores do Sistema Ocepar, com 76 participantes, no ano passado; com agentes de 14 cooperativas de diferentes ramos (40 participantes), no dia 11 de fevereiro; e com profissionais do Sistema Sicredi (21 participantes), no dia 19 de fevereiro. O novo treinamento, realizado em formato virtual, está despertando o interesse de várias cooperativas. “Nós já recebemos o pedido para a abertura de 18 turmas. As cooperativas podem ficar à vontade para nos encaminhar suas demandas pois basta combinarmos a data do treinamento com a Cooptur”, destaca Eliane.

Produto inovador - No dia 9 de março, a Cooptur irá promover uma Gincoop com a Cooperativa Castrolanda e a Lar também já solicitou a formação de uma turma. “É um produto inovador, que promove a interação, gera engajamento e a aproximação entre os participantes, apesar de ser online”, afirma Márcio Canto de Miranda, vice-presidente e diretor executivo da Cooptur. De acordo com ele, é possível desenvolver as atividades em três ou quatro horas, usando a criatividade e com muita liberdade. “O online propicia uma liberdade que você não tem no presencial. Liberdade de criação dentro do produto. Você poder customizar, dando a cara da cooperativa para aquele evento. Também é possível direcionar as atividades, a partir do ambiente em os participantes estão, seja em casa ou no trabalho, e abordar, inclusive, conteúdos que são importantes para a própria cooperativa. Tudo pode ser criado, desde que seguindo o formato e a linha proposta na nova metodologia de treinamento”, ressalta Márcio.

Inspiração - Ele disse ainda que o novo produto desenvolvido em parceria com o Sescoop/PR está inspirando a criação de outros projetos e tem contribuído para manter o equilíbrio econômico da Cooptur, que foi bastante impactada pela pandemia do novo coronavírus. “Com a Gincoop, a cooperativa deu uma guinada de 180 graus. Nós construímos um estúdio específico para fazer as lives online para a gincana. E o nosso projeto é fazer a locação desse espaço para outras pessoas que necessitarem. Estamos desenvolvendo outros produtos na linha da Gincoop também. Essa iniciativa abriu a nossa cabeça. Em agosto do ano passado, o presidente da Ocepar, José Roberto Ricken, e o superintendente do Sescoop/PR, Leonardo Boesche, nos instigaram a criar uma atividade online. Isso virou um baita de um projeto e nós temos muito orgulho de ter chegado até onde chegamos. E temos muito ainda para percorrer. O tamanho da brincadeira é o tamanho das nossas pernas”, afirmou Márcio.

Origem - Ele lembrou ainda do apoio que a cooperativa recebeu do Sistema Ocepar, desde a sua origem. “Lá atrás, nos anos 2002, 2003, se não fosse a Ocepar e o Sescoop/PR terem acreditado e investindo na criação de uma cooperativa de turismo, a gente não existiria. Sempre falamos com muito orgulho que somos a primeira cooperativa de empreendedores de turismo do Brasil, e não é à toa que nós nascemos aqui, pois se não fosse o Sistema Ocepar, o nosso cooperativismo não seria assim. E agora, mais uma vez, a Cooptur está renascendo, com a ajuda de vocês,” completou.

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias