REUNIÃO INSTITUCIONAL: Indicadores do Programa Autogestão confirmam evolução da Uniodonto Londrina

O Sistema Uniodonto é um dos líderes do segmento de planos odontológicos, seja pelo número de usuários ou pela diversidade dos planos que oferece aos seus clientes. No Paraná, o grupo possui cerca de 48,9 mil beneficiários, dos quais 18 mil são clientes da Uniodonto Londrina, cooperativa odontológica com 30 anos de atuação no norte do Estado. O atendimento aos beneficiários da Uniodonto Londrina é realizado por 121 cirurgiões-dentistas cooperados. Um time de profissionais de alto nível e que, durante a pandemia da Covid-19, pode perceber ainda mais os diferenciais de integrar uma cooperativa. 

Apoio ao cooperado - Para apoiar seus cooperados que tiveram perda nos rendimentos durante a pandemia, a Uniodonto Londrina concedeu valores extras para cada beneficiário atendido. Também foram acordadas parcerias com cooperativas de crédito para facilitar acesso a créditos especiais aos cooperados, e distribuídas sobras ao final do período. “Os resultados foram bastante positivos. Comercialmente não houve perda de beneficiários e ainda fortalecemos os vínculos com os nossos cooperados”, avalia o presidente da Uniodonto Londrina, Marcelo Faneco Fontana.

A atuação - A saúde financeira da Uniodonto Londrina foi o assunto da reunião institucional realizada pelo Sistema Ocepar, na manhã desta quinta-feira (08/07), com diretores da cooperativa. “Apresentamos os indicadores que constam no nosso Programa de Autogestão, referentes ao ano passado, e falamos sobre as expectativas para 2021. A Uniodonto Londrina vem demonstrando uma boa evolução ao longo dos últimos anos, elevando seus indicadores de resultados e mantendo um nível baixo na matriz de risco. Isto é bastante positivo”, avalia o coordenador de Monitoramento do Sescoop/PR, João Gogola Neto. 

Avaliação - “Em relação aos números do ano passado, não há nenhuma surpresa, porque a gente se programou para gerar esses resultados. Conseguimos manter a a saúde financeira da cooperativa e ainda apoiar financeiramente nossos cooperados no momento que ele mais precisava”, comenta o gerente Claudio Braga. “E para 2021, estamos caminhando para o mesmo resultado. A partir do segundo semestre, acho que teremos um pouco mais dificuldades em função de uma possível queda das vendas e aumento da sinistralidade, mas temos algumas estratégias para trabalhar essa questão”, completa Marcelo Fontana.

Monitoramento - Por determinação legal, o Sistema Ocepar, por meio do Sistema Ocepar, faz o monitoramento econômico e financeiro das cooperativas filiadas. A ferramenta utilizada para esse fim é o Programa Autogestão, desenvolvido pela organização. Alimentado com dados encaminhados mensalmente pelas cooperativas, o Autogestão faz um diagnóstico completo do desempenho da cooperativa, sinalizando aspectos que precisam de mais atenção, o que possibilita corrigir rumos e tomar decisões estratégicas mais assertivas.  “Fazemos uma análise fria dos números, por isso realizamos as reuniões institucionais, porque assim podemos ouvir quem está do outro lado e, desta forma, saber como é o dia a dia, as dificuldades enfrentadas e também as boas práticas adotadas. No caso da Uniodonto Londrina, parabenizamos pela condução da cooperativa”, disse Gogola Neto.

Pauta - Nas reuniões institucionais também entram em pauta temas de interesse das cooperativas, bem como os projetos de formação e capacitação apoiados pelo Sescoop/PR e as soluções criadas pelo Sistema S das cooperativas para apoiar o desenvolvimento do setor, a exemplo de programas de Compliance, Gestão Estratégica, Inovação, entre outros.

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn