Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias COCARI: Live apresentou tendências do mercado de grãos; confira detalhes sobre o evento

 

 

cabecalho informe

COCARI: Live apresentou tendências do mercado de grãos; confira detalhes sobre o evento

Trazendo informações aos produtores, clientes e parceiros sobre tendências de mercado dos cereais, a Cocari promoveu uma palestra na última quarta-feira (20/10), com o renomado consultor Alexandre Mendonça de Barros. O evento foi transmitido pela página do Facebook e canal do YouTube da cooperativa, nos perfis @cocaricoop.

Informação - Mediando o evento, o presidente da Cocari, Marcos Antonio Trintinalha, comentou sobre a importância de apresentar o cenário do mercado neste momento. “Diante dos desafios climáticos e da falta de produtos, como agroquímicos, é importante trazer para nossos associados, parceiros e clientes as principais projeções sobre as tendências de mercado”, disse.

Especialista convidado - O consultor convidado, doutor em Economia Aplicada (Esalq/USP), Alexandre Mendonça de Barros, falou sobre as perspectivas para o mercado de soja, milho e trigo, respaldado em dados atualizados que permitiram uma visão esclarecedora sobre o momento para cada cereal. Barros apresentou dados sobre o dólar, mostrou as projeções climáticas para os próximos meses, analisou a disponibilidade dos cereais no mercado mundial e opinou a respeito do melhor momento para os produtores fazerem a fixação da safra.

Panorama mundial - “O mundo vinha mostrando desequilíbrio nas cadeias de produção e agora passa por um ritmo de crescimento fortíssimo, o que causa problemas não só de produção, mas também de logística, situação em que até o mercado de máquinas agrícolas vem sentindo os efeitos. Estamos em um momento de ajuste entre demanda forte e oferta comprometida”, resumiu Barros.

Soja - De acordo com o especialista, a safra americana já está consolidada e o mundo se volta agora ao Brasil. “Estamos plantando 40,5 milhões de hectares de soja, com potencial de colher 145 milhões de toneladas se o clima contribuir, ampliando a distância contra a produção norte-americana. O quadro climático no Brasil melhorou muito e devemos passar o período de primavera/verão em um ambiente de La Niña mais fraca que no ano passado, migrando para um regime mais próximo à neutralidade, sem tantos desafios”, detalhou.

Perspectivas positivas - Barros destacou ainda que a velocidade de plantio no país é muito grande comparativamente ao ano passado. “Se considerarmos o estado que mais planta no Brasil, o Mato Grosso, não é improvável terminarmos o mês de outubro com até 85% da área já plantada. Existe alto potencial de a colheita ser realizada bem mais cedo do que no ano passado, o que permitirá o plantio de algodão e milho safrinha muito mais cedo, o que, por sua vez, diminui o risco de falta de chuva na safrinha e de frio no Paraná e Mato Grosso do Sul. Há uma leitura muito mais positiva do potencial de safra brasileiro e, obviamente, isso está afetando a formação de preços no mercado mundial, já que hoje somos o ‘gigante da soja’”, frisou.

Milho - Na avaliação de Barros, haverá uma redução considerável nas exportações brasileiras. “Não tínhamos milho para exportar, por isso vemos o alto preço do milho se descolando das paridades de exportação. Se vier uma safra grande como se espera, o milho irá buscar a paridade de exportação, não irá se sustentar nos patamares atuais, porque haverá uma disponibilidade alta por milho neste ano”, explicou.

Trigo - O consultor destacou que os preços internacionais do trigo seguem muito firmes. “A relação estoque-consumo está caindo na visão global e o trigo segue extremamente alto no mercado mundial”, disse. Com isso, o preço será vantajoso para os produtores brasileiros. “Há uma discussão de que aconteça um recuo na área de trigo de inverno devido aos insumos estarem em valores elevados na Europa, favorecendo os preços no Brasil”, comentou.

Palestra - O público interagiu pelas redes sociais da Cocari, enviando perguntas que foram sendo respondidas pelo especialista. O evento completo está disponível e pode ser acessado no canal da Cocari no YouTube pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=ltWR0PWbZ-I. (Imprensa Cocari)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias