Imprimir
cabecalho informe

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 5153 | 13 de Setembro de 2021

JURÍDICO: LGPD e Compliance são temas do 2º painel do Seminário de Direito Cooperativo da Região Sul

 

Num mundo conectado, proteger os dados pessoais e garantir transparência no uso das informações virou prioridade. Não à toa, esses temas viraram pautas recorrentes em debates, afinal é preciso encontrar caminhos que nos permitam usufruir do que o mundo tem a oferecer, sem riscos à individualidade e a integridade das organizações. Pela atualidade e relevância, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e o Compliance foram os temas do segundo painel do Seminário de Direito Cooperativo da Região Sul 2021, realizado na última sexta-feira (10/09), por meio digital, com a presença das advogadas Evelyn Moreno Weck e Camila Jimene.

 

Referência - Ao fazer a abertura, o superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem do Paraná (Sescoop/PR), Leonardo Boesche, lembrou que esse evento é referência para o cooperativismo, principalmente quando se trata do direito cooperativo. Boesche também destacou como uma oportunidade para refletir sobre como o cooperativismo pode se destacar no momento que vivenciamos. “O mundo pós-pandemia não será o mesmo, mas vejo com otimismo a nossa posição enquanto sociedades cooperativas. Eu já atuo no cooperativismo há mais de 30 anos e a gente sempre buscou o reconhecimento junto à sociedade. E, hoje, sentimos que há ventos favoráveis a isso. Os temas trazidos para este encontro demonstram tudo o que eu enxergo como oportunidade, porque envolvem questões que o cooperativismo já vem fazendo há muito tempo”, disse.

 

Governança cooperativa - Segundo Boesche, a governança é um exemplo do quanto as sociedades cooperativas saíram na frente em relação às sociedades empresariais. “Temos um modelo próprio de governança extremamente eficiente. A gente vê o mundo corporativo exigindo sustentabilidade ESG, instituições financeiras exigindo que as organizações tenham boas práticas ambientais, sociais e de governança. E, por natureza, as cooperativas são organizações alinhadas ao ESG por excelência porque elas têm isso dentro dos seus princípios e valores. O que faltam, talvez, sejam as boas práticas. Da mesma forma, o compliance é um tema alinhado com o cooperativismo porque significa conformidade e integridade, é o fazer o certo. E a honestidade e a transparência são valores cooperativistas.  Então, como organizações cooperativas, nós já temos o compliance como filosofia”, afirmou.

 

Valorização das Pessoas - O superintendente do Sescoop/PR destacou ainda que o mundo começa a observar que, para ter uma economia forte, é preciso pessoas e inteligência humana, e essa conjugação, mais uma vez, é a prática do cooperativismo. “A LGPD busca a proteção dos dados pessoais, ou seja, é a valorização do ser humano. E a cooperativa é uma sociedade de pessoas, por excelência, por isso me sinto extremamente otimista com o momento que vivemos porque acredito que o mundo está caminhando para uma realidade muito mais cooperativa do que a gente viveu até então. Precisamos aproveitar este momento, pois temos um modelo de negócio atual e moderno. Acredito que o ciclo de palestra desta edição do Seminário de Direito Cooperativo vai contribuir com a construção do que fazemos no dia a dia”, frisou.

 

O Seminário - O Seminário de Direito Cooperativo da Região Sul é promovido pelos sistemas Ocepar, Ocesc e Ocergs, unidades estaduais da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). É destinado a advogados e assessores jurídicos que atuam no cooperativismo. O Sistema Ocepar é o anfitrião desta edição que, ao todo, contempla quatro painéis, em formato on-line. O primeiro foi realizado no dia 3 de setembro, e os próximos serão nos dias 17 e 24 de setembro, sempre com duração de duas horas cada. No dia 17, o tema Medidas atípicas do processo de execução para recuperação de crédito, alienação fiduciária e decisão do STF será discutido com a presença de Liliane Maria Busato Batista e Oksandro Gonçalves. O evento encerra no dia 24, com Cinthia Obladen de Almeida Freitas e Amanda Souto, no painel sobre Gestão eletrônica de documentos e assembleias digitais. As inscrições para os próximos painéis podem ser efetivadas pelo link: https://bit.ly.3CCbPE5.

 

Áudio - Clique aqui e confira o áudio produzido pelo jornalista Alexandre Salvador sobre o tema.

 

{vsig}2021/noticias/09/13/juridico/{/vsig}

GETEC: Informe nº 44 apresenta expectativas de mercado sobre indicadores econômicos

getec destaque 13 09 2021A Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar (Getec) divulgou, nesta segunda-feira (13/09), mais uma edição do Informe Expectativas de Mercado, com base nas informações do Boletim Focus, do Banco Central (BC), levantadas com instituições financeiras sobre as projeções relativas à economia nacional, contemplando o Produto Interno Bruto (PIB), IPCA (Índice de Preços ao Consumidor), taxa Selic e câmbio para 2021, 2022 e 2023.

Clique aqui para conferir o Informe Expectativas de Mercado Semanal

 

INOVACOOP: Coops vão escolher startups nesta semana

inovacoop 13 09 2021O encontro entre o problema e a solução. É essa a expectativa da série de evncontros entre as cooperativas e as empresas de soluções tecnológicas que fazem parte do programa Inovacoop Conexão com Startups, que ocorrerá entre os dias 13 e 17 de setembro, durante a Semana InovaCoop.

Desafios - Ao longo dos últimos meses, o Sistema OCB, que realiza o programa, e a empresa de consultoria parceira Innoscience, selecionaram os desafios propostos por cooperativas. Com a divulgação dos desafios do programa, em seguida as startups fizeram suas inscrições.

Avaliação - Segundo a coordenadora do Núcleo de Inovação do Sistema OCB, Samara Araujo, na última etapa do programa as cooperativas concluíram a avaliação das startups indicadas, chegando ao número de três opções para cada desafio. “E, nesta semana, elas vão definir qual das startups poderá seguir no programa, desenvolvendo a solução de seu interesse”, explica Samara.

Objetivo - O objetivo do programa é que, com base na inovação aberta, ou seja, que ocorre com parcerias ou intercooperação, as coops possam solucionar seus desafios, aumentar a eficiência de seus projetos, reduzir custos e riscos, aumentar o retorno sobre os investimentos a ampliar as oportunidades e fontes de receita.

Agenda - Confira abaixo o dia de cada um dos desafios e as startups que foram selecionadas:

SEGUNDA 13/09

9h30 às 11h

Desafio: Comunicação interna e rastreabilidade de informações

Startups: Colaborativa, Screencorp e WorkSphere

11h às 12h30

Desafio: Gestão de ações sociais

Startups: Apporte, Prosas e Bússola Social.

 

TERÇA 14/09

9h30 às 11h

Desafio: App de oferta de serviços (marketplace)

Startups: Cazco, Coopersystem e Ideia no Ar

11h às 12h30

Desafio: App para solução em transporte de cargas

Startups: Frete Rápido, GoFlux e Vuxx

 

QUARTA 15/09

9h30 às 11h

Desafio: Gestão e rastreabilidade da produção de café

Startups: E agro, PariPassu e SafeTrace Café

11h às 12h30

Desafio: Gestão de dados

Startups: Dados Legais, Pulses e Software Lucca

 

QUINTA 16/09

9h30 às 11h

Desafio: Pesquisa de satisfação e relacionamento

Startups: Amplifique-me, Binds.co e Solucx

11h às 12h30

Desafio: Agenda eletrônica unificada e informações em tempo real

Startups: Adm&Med, Prontlife e Magma Digital

 

SEXTA 17/09

14h às 16h

Desafio: Prontuário eletrônico e informações em tempo real

Startup: Amplimed, Magma Digital, Prontlife e Prontmed

16h às 17h30

Desafio: Gestão de acessos a áreas restritas no hospital

Startup: Instituto SENAI, Pmetric System Ltda e Sensorweb

 

Participe - A Semana Inovacoop é um evento aberto a todas as coops e a programação conta com palestras, debates, lançamentos de produtos e serviços, apresentações de cases e pitches das startups, interação e muito conteúdo de valor tanto para você quanto para sua coop.

Acesso - “A nossa ideia é proporcionar o acesso a ideias inovadoras e soluções criativas em vários momentos, por isso a nossa programação é tão intensa e diversificada”, explica a superintendente do Sistema OCB, Tânia Zanella.

Site - Vale destacar que toda a programação ocorre de maneira virtual, acesse o site do evento: https://semanainova.coop.br. (OCB)

 

EVENTO: Carf promove VII Seminário de Direito Tributário e Aduaneiro

evento 13 09 2021O Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) realizará a partir do dia 28 de setembro, às 9h, o VII Seminário CARF de Direito Tributário e Aduaneiro, em formato virtual, com transmissão aberta, pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap). O evento conta com o apoio da Confederação Nacional das Cooperativas (CNCoop).

Sociedade - Em 2021, o Carf completa 96 anos de serviços voltados à promoção da segurança jurídica e à garantia do direito ao princípio constitucional do contraditório e da ampla defesa. Nesse sentido, a realização desse evento – que visa debater com a sociedade temas do contencioso tributário fiscal – representa mais um serviço destinado à sociedade brasileira.

Participação - A atividade contará com a participação de professores-doutores de prestigiadas universidades brasileiras; magistrados federais e autoridades fazendárias. A conferência de abertura terá como tema a Transformação Digital do Poder Judiciário e o evento contará com mais quatro painéis nos quais será abordado o seguinte:

- Novas formas de solução de controvérsias, compliance e a realidade brasileira;

- Tratados internacionais e tributação;

- Desafio da legalidade do direito tributário e a evolução da teoria dos precedentes;

- Influência do processo judicial no processo administrativo tributário.

Interlocução e debate - Para a gerente da CNCoop, Jucélia Ferreira, o evento é um espaço de interlocução e de amplo debate de questões relevantes no âmbito do contencioso administrativo fiscal federal, que conta com a participação das Confederações representativas dos setores econômicos integrantes do Fórum das Confederações - Poder Executivo, incluindo a CNCoop.

Indicação - “Conforme Regimento Interno do Carf, o Sistema OCB, por meio da CNCoop, tem a prerrogativa de compor o Conselho por meio da indicação de representantes em lista tríplice; assim, dado o reconhecido nível de excelência dos debates, os quais podem contribuir para as matérias de interesse das cooperativas junto ao Conselho, o Sistema OCB apoia a realização do evento”, explicou a gerente.

Atuação - A superintendente do Sistema OCB, Tânia Zanella, reforça que “Desde 2016, atuamos no âmbito do Carf em temas de relevância para o cooperativismo, acompanhando os julgamentos e promovendo a interlocução com os conselheiros do Órgão, no sentido de reforçar o adequado tratamento tributário do ato cooperativo e a importância de pacificar as matérias que dizem respeito ao setor cooperativista no âmbito do contencioso administrativo fiscal federal”.

Apoio - Além da Enap e da CNCoop, apoiam o encontro a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e as confederações que realizam a indicação de profissionais para o exercício do mandato de conselheiro representante dos contribuintes no Carf - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA); Confederação Nacional do Comércio, Serviço e Turismo (CNC); Confederação Nacional das Instituições Financeiras (CNF); Confederação Nacional da Indústria (CNI); Confederação Nacional da Saúde (CNS); e a Confederação Nacional dos Transportes (CNT).

Evento - Agende o evento no YouTube Enap. Veja a Íntegra da Programação.

(OCB, com Informações do Carf)

 

COPROSSEL: Governador destaca novos investimentos sustentáveis da cooperativa

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou, na sexta-feira (10/09), das comemorações de 30 anos da Cooperativa de Produtores de Sementes Coprossel, em Laranjeiras do Sul, na região central do Estado. Na solenidade, foi lançada a pedra fundamental da nova fábrica de ração para bovinos de corte e leite, com capacidade de produção de 32 mil toneladas por ano, que pode ser expandida para produzir ração para peixe.

Usina fotovoltaica - Também foi inaugurada uma usina fotovoltaica na Unidade de Beneficiamento de Sementes (UBS), que vai gerar energia suficiente para atender quase toda a demanda da unidade. Uma segunda planta deve ser instalada para produzir energia também para a fábrica de rações.

Alinhamento - A iniciativa da Coprossel, destacou o governador, está alinhada a projetos do Governo do Estado para a geração de energia limpa, como o programa Paraná Energia Rural Renovável (RenovaPR), que dá apoio à geração distribuída de energia elétrica a partir de fontes renováveis, como solar, biogás e biometano, em unidades produtivas rurais. Para viabilizar esses projetos, o Estado mantém uma linha de crédito com juros subsidiados, por meio do Banco do Agricultor Paranaense.

Pequenos produtores - “Os pequenos agricultores paranaenses têm a mesma oportunidade que a Coprossel de instalar uma usina fotovoltaica. O Estado subsidia os juros do empréstimo para fazer projetos de energia solar para nossas granjas, aviários, para micro e pequenas cooperativas”, explicou Ratinho Junior. “Isso é planejar o futuro, promover o desenvolvimento econômico do Estado e fazer agricultura de ponta, moderna e sustentável que é exemplo para o mundo”.

Reconhecimento - “Graças a projetos como esse, o Paraná foi reconhecido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) como exemplo mundial de sustentabilidade”, disse o governador. “Estamos na era da agroecologia industrial, com respeito ao meio ambiente e proteção às bacias hidrográficas, matas ciliares e geração de energia sustentável”.

Cooperativismo - Ratinho Junior também ressaltou o papel das cooperativas do Paraná para promover o crescimento dos pequenos produtores e a industrialização dos alimentos. “O cooperativismo é uma mola propulsora para o desenvolvimento do Paraná e é tão importante que entrou para o currículo da rede pública de ensino”, afirmou.

Investimentos - A usina fotovoltaica da Coprossel possui 1.176 módulos de 390 Watts-pico (Wp), gerando 54,8 mil kWh de energia anualmente. Para o presidente Paulo Pinto, o investimento da unidade geradora vai além da economia de energia para a cooperativa, por meio da captação da energia solar, mas é também exemplo da Coprossel em incentivar ações de sustentabilidade.

Sustentabilidade - O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, explicou que o caminho adotado pela Coprossel é o mesmo que o governo enxerga para o Paraná. “Nossa visão de ser sustentável é essa. É proteger as nascentes de água, recolher as embalagens de agrotóxico, ter o solo sempre coberto, guardar água e produzir a própria energia. São todos conceitos modernos que a Coprossel está fazendo”, disse.

Empregos diretos - Já a fábrica de rações deve ser concluída em março de 2022 e deve gerar 15 empregos diretos. para bovinos de corte e leite. A proposta é agregar ainda mais valor ao produto regional, gerando mais lucratividade aos cooperados e atendendo os associados que trabalham com a produção pecuária.

Crescimento - “Demos mais um passo para o crescimento da cooperativa, em termos de aumento de produtividade, melhoria de renda dos nossos cooperados. A industrialização agrega valor à produção”, afirmou o presidente da Coprossel, Paulo Pinto de Oliveira. “Assim, seguimos fortes na previsão de crescer cerca de 30% ao ano. Através da cooperativa, podemos levar melhoras a todos os nossos cooperados, além de melhorar a nossa produtividade”, completou.

Cooperativa - Sediada em Laranjeiras do Sul, a Coprossel conta com 12 unidades, localizadas nos municípios de Rio Bonito do Iguaçu, Porto Barreiro, Virmond e Nova Laranjeiras. A cooperativa foi inaugurada em 11 de setembro de 1991, com 20 sócios fundadores e seis funcionários, e conta atualmente 1.195 cooperados, a maioria pequenos produtores, e 300 colaboradores.

Difusão de tecnologia - Na produção de sementes, a difusão de tecnologia está presente na soja, feijão, trigo e triticale, com parceria com as principais empresas do agro. A cooperativa tem capacidade instalada de armazenamento de grãos superior a 103 mil toneladas. Com crescimento acima da média, a Coprossel faturou R$ 380 milhões no ano passado e prevê ultrapassar esse valor neste ano.

Recebimento de grãos - Nos últimos 10 anos, entre 2010 a 2020, a Coprossel aumentou em 251% o recebimento de grãos e aumentou seu faturamento em 798%. Nesse período, foram investidos mais de R$ 200 milhões em estruturas físicas novas e melhorias das já existentes. Com isso, ampliou seu escopo para além da produção de sementes.

Moinho de trigo - A cooperativa conta com um moinho de trigo, que produz a farinha Trigosel. Além da nova fábrica de ração que está sendo construída, ela também investe para ampliar a cadeia do leite, por meio da intercooperação com a Cooperativa dos Produtores de Leite de Virmond (Colervi) para industrializar e agregar valor ao leite tirado pelos produtores cooperados.

Loja agropecuária - A Coprossel ainda está iniciando a construção de uma loja agropecuária para atender toda a região, além de uma nova unidade de armazenamento em Virmond.

Renova - O RenovaPR é desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento e o Instituto de Desenvolvimento Rural-Iapar-Emater (IDR-Paraná), e foi criado para ajudar os produtores rurais de distintas cadeias produtivas na viabilidade e competitividade de seus negócios.

Objetivo - O programa tem o objetivo de ampliar a oferta de energia no meio rural com o uso de fontes renováveis, especialmente a solar e de biomassa, em estímulo à competitividade, sustentabilidade e eficiência dos sistemas produtivos. O Banco do Agricultor Paranaense é ferramenta indispensável para alcançar esse objetivo, com a oferta de linhas de financiamento e equalização de taxas de juros.

Incentivos tributários - O RenovaPR conta também com incentivos tributários e de aproveitamento de créditos; um cadastro público de empresas e profissionais habilitados à elaboração e execução de projetos; e a divulgação de conteúdos promocionais que estimulem a adoção de fontes de energia renovável pelos produtores, suas organizações e entidades de representação.

Presenças - Participaram da solenidade o chefe da Casa Civil, Guto Silva; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; os deputados estaduais Gugu Bueno, Artagão Júnior e Paulo Litro; o diretor-presidente do IDR-Paraná, Natalino Avance de Souza; o prefeito de Laranjeiras do Sul, Beto Silva; diretores da cooperativa e outros prefeitos da região. (Agência de Notícias do Paraná)

FOTO: José Fernando Ogura / AEN

{vsig}2021/noticias/09/13/coprossel/{/vsig}

COPAGRIL: Suinocultores participam de palestra sobre manejo de creche

Produtores rurais, integrados da Copagril no sistema de Suinocultura fase de Creche participaram de palestra sobre manejo dos animais em evento técnico realizado na quinta-feira e sexta-feira (09 e 10/09), no Salão Social da AACC, em Marechal Cândido Rondon (PR). Marco Kunrath, nutricionista de suínos da Agroceres Multimix, falou sobre os manejos relacionados à ambiência, regulagem de comedouros, limpeza e desinfecção das instalações e ações da primeira semana de alojamento. “Manejos básicos, mas que garantem o bom desenvolvimento dos leitões”, reforça Marco.

Conceitos básicos- O supervisor do Fomento Suínos da Copagril, Francis Junior Kummer, explica que o evento teve por objetivo relembrar os conceitos básicos de manejo e cuidado com os animais na fase de creche. “Relembramos vários pontos, desde qualidade de água e do fornecimento de ração à qualidade de ambiência que é o cuidado com o conforto térmico dos animais conforme a fase dentro das instalações”, explica Francis ao falar do encontro como um elemento fundamental de alinhamento e padronização do manejo para que o associado e a cooperativa tenham o melhor desempenho.

Efetivos - Marco comenta que na suinocultura os manejos básicos ainda são efetivos. “O cuidado com o recebimento dos leitões, limpeza e desinfecção, regulagem de comedouros e o conforto térmico são muito importantes para a vida do leitão. Se ele passa frio não consome e se não consome não ganha peso”, diz o especialista ao reforçar que os manejos básicos refletem diretamente em melhoria de ganho de peso e de conversar alimentar, por conseguinte em melhoria de rentabilidade para toda cadeia de produção de suínos.

Boas práticas - A palestra tratou especialmente das boas práticas de manejo no pós-desmame, com foto no trabalho dos primeiros 10 dias de alojamento dos leitões. “Ao fazer um manejo bem-feito nos primeiros dias o leitão terá um bom desenvolvimento. Por exemplo, leitão que não consome ração nas primeiras 48 horas tem três vezes mais chances de problemas no desenvolvimento”, complementa Marco.

Dia a dia - “O manejo básico existe e nunca, digamos, vai sair de moda. É como nosso dia a dia, por exemplo: escovar os dentes, tomar o café e o horário de almoço. No comparativo, na atividade de suínos é o básico que precisamos fazer diariamente para garantir o sucesso na atividade”, completa Francis. (Imprensa Copagril)

{vsig}2021/noticias/09/13/copagril/{/vsig}

CAPAL: Cooperados participam de campanha de combate à Covid-19 e arrecadam R$115 mil

Associados e funcionários da Capal Cooperativa Agroindustrial, apoiados pela cooperativa, participaram de uma campanha de arrecadação de fundos para combater a proliferação do coronavírus. A ação foi realizada em 12 municípios do Paraná e São Paulo que possuem unidades da Capal.

Total - As doações totalizaram R$ 115.801,45, e o montante arrecadado foi repassado para hospitais e Secretarias de Saúde para custear a compra de aparelhos e equipamentos de proteção.

Arapoti - O hospital de Arapoti (PR) recebeu dois carrinhos de emergência, um concentrador de oxigênio, três cadeiras de rodas, equipos para soro, quatro macas hospitalares, entre outros itens de proteção individual.

Taquarituba - Em Taquarituba (SP), foram comprados novos freezers e geladeiras para armazenamento de vacinas e medicamentos, enquanto as equipes de saúde de Carlópolis (PR) e Itararé (SP) renovaram os itens essenciais para a recuperação dos pacientes, como bomba de infusão e equipo Macro Flex, utilizado para a infusão de soro e demais medicamentos.

Outras unidades- Outras unidades da Capal fizeram doações de álcool em gel e equipamentos de proteção individual (EPIs), como máscaras pff2, luvas, jalecos e face shields.

Municípios contemplados - No Estado do Paraná, os municípios contemplados com a campanha são Curiúva, Ibaiti, Wenceslau Braz, Pinhalão, Joaquim Távora e Santana do Itararé. Já no sudoeste de São Paulo, as prefeituras e hospitais que receberam as doações estão localizadas nos municípios de Fartura, Taquarivaí, Capão Bonito, Itapeva e Buri.

Compromisso com a sociedade - Para Alessandra Heuer, responsável pelas ações sociais da Capal, a iniciativa interna, com adesão de cooperados e funcionários, fortalece o compromisso do cooperativismo com a sociedade. “Estamos atentos às necessidades da comunidade e buscamos envolver o nosso público nas ações, mostrando a atuação do cooperativismo não só nos negócios, mas também no sentido mais puro da palavra, unindo forças e recursos para o bem comum”, comenta.

Sobre a Capal Cooperativa Agroindustrial - Fundada em 1960, a Capal conta atualmente com mais de 3,3 mil associados, distribuídos em 21 unidades de negócios, nos estados do Paraná e São Paulo. A cadeia agrícola responde por cerca de 65% das operações da cooperativa, produzindo mais de 750 mil toneladas de grãos por ano, com destaque para soja, trigo, milho e café. A área agrícola assistida ultrapassa os 153 mil hectares. O volume de leite negociado mensalmente é de 12 milhões de litros, proveniente de 320 produtores. Além disso, a cooperativa comercializa mais de 31 mil toneladas de suínos vivos. (Imprensa Capal)

{vsig}2021/noticias/09/13/capal/{/vsig}

COCAMAR: Maior cooperativa do Sistema Sicredi no Brasil é parceira do Rally Cocamar

cocamar 13 09 2021Entre os parceiros mais tradicionais do Rally Cocamar de Produtividade - já em sua sétima edição consecutiva e que começa no final deste mês para acompanhar o ciclo da safra de soja 2021/22 nas regiões atendidas pela Cocamar nos estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul -, a Sicredi União PR/SP tem registrado um forte crescimento em sua carteira de crédito rural.

Números - Durante o período compreendido entre julho de 2020 a julho de 2021, a instituição de crédito cooperativa atingiu o montante de R$ 1,559 bilhão em tal rubrica, contra R$ 1,033 bilhão no ciclo imediatamente anterior.

A melhor opção - Para o gerente de Desenvolvimento Agro, Vítor Pasquini, a expansão mostra que o Sicredi tem se tornado a melhor opção em crédito para o produtor. “Crescemos em todas as regiões”, afirma Pasquini, informando que são 111 agências distribuídas nas regiões de Maringá, norte e noroeste do Paraná, centro leste e centro de São Paulo, fazendo negócios com cerca de 400 mil pessoas. É a maior cooperativa do Sistema Sicredi no país.

Evolução expressiva - Pasquini destaca que se a evolução tem sido expressiva em crédito rural, o mesmo se pode dizer em relação aos financiamentos de longo prazo (bens duráveis), que subiram para R$ 258 milhões, um salto de 36% sobre os R$ 190 milhões do ano anterior.

Grandeza do agro - A respeito do Rally, Pasquini comenta que a realização retrata bem a grandeza do agro regional, ao visitar propriedades para acompanhar o desenvolvimento das lavouras e apresentar as tecnologias sustentáveis que contribuem para o sucesso dos produtores na atividade.

Dinamismo - “A cada edição eu acompanho várias viagens do Rally e fico empolgado com o que vejo, é um setor muito dinâmico em que os produtores são, na verdade, empresários rurais, que conduzem seus negócios com as melhores tecnologias e a preocupação em preservar os recursos naturais”, completa o gerente.

Patrocínios - Além do Sicredi, os principais patrocinadores do Rally Cocamar de Produtividade são a Fairfax do Brasil Seguros Corporativos, Basf, Viridian e a concessionária Zacarias Chevrolet. A realização conta também com o patrocínio institucional da Cocamar Máquinas, Texaco, Estratégia Ambiental e Irrigação Cocamar, e o apoio da Aprosoja/PR, Cesb e Unicampo. (Imprensa Cocamar)

 

AGRÁRIA: Fundação Cultural Suábio-Brasileira realiza II Recital de Alunos em 2021

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 e a flexibilização de algumas medidas restritivas de combate à doença, a Fundação Cultural Suábio-Brasileira (FCSB) tem retomado, aos poucos, o ritmo de suas atividades. No dia 18 de setembro, acontece o II Recital de Alunos de 2021. Esse é o primeiro evento que a FCSB realiza de maneira totalmente presencial desde o início da pandemia.

Local - O Recital ocorrerá no palco do Centro Cultural Mathias Leh, no Distrito de Entre Rios, na região Centro-Sul do Estado, e será divido em dois blocos, cada um com cerca de 60 minutos. O primeiro começará às 15h30 e o segundo às 17h30. Mais de 30 alunos devem participar, mostrando sua dedicação durante as aulas dos 18 instrumentos oferecidos pela FCSB.

Medidas de prevenção - Durante o evento, que é gratuito e aberto à comunidade, serão tomadas todas as medidas de prevenção à Covid-19. (Imprensa Agrária)

 

agraria 13 09 2021

 

UNIMED PONTA GROSSA: Encontro aberto sobre inovação será realizado na sexta-feira

Na próxima sexta (17/09), a Unimed Ponta Grossa, em parceria com o Vale dos Trilhos, promove o 1º Open Inova, encontro aberto sobre inovação.

Compartilhamento - O evento será online, das 14h às 16h, e tem o intuito de compartilhar boas práticas na área da saúde voltadas à inovação e tecnologia. Na programação, Hugo Morales, cofundador e CMO da startup Laura, irá abordar “Linhas de Cuidado Inteligentes”. Na sequência, serão apresentados alguns cases internos da cooperativa médica.

Experiência interna - A ideia de realizar um encontro de inovação aberto surgiu a partir da experiência interna que a Unimed Ponta Grossa já realiza há um ano, o Encontro Inova Unimed PG. Todas as sextas-feiras, durante uma hora, colaboradores, diretoria, gestores e os times de inovação se reúnem em uma videochamada e participam de uma conversa com um convidado externo, que compartilha projetos e ideias de inovação implantados na empresa onde atua. O encontro conta também com um espaço reservado a colaboradores, que compartilham experiências nas áreas em que trabalham.

Realizados - Até o momento, foram 47 encontros realizados, com a participação de profissionais da área da saúde, mas também de tecnologia, transporte, poder público, startups, logística, Sistema Unimed, cooperativas e educação.

Visibilidade - A iniciativa ganhou visibilidade local e resultou no convite do Vale dos Trilhos, ecossistema de inovação de prefeitura de Ponta Grossa, para uma parceria em promover o evento aberto. De acordo com Giovane Piques, consultor de Projetos da Unimed Ponta Grossa e idealizador do Encontro Inova, o Open Inova pode contribuir na disseminação da cultura da inovação fora da cooperativa.

Soluções - “Cada vez mais, as empresas buscam soluções e tendências para aprimorarem serviços, produtos e se manterem competitivas. Compartilhar com a comunidade algumas alternativas e iniciativas existentes no mercado é uma forma de levarmos esse conhecimento para mais pessoas e, consequentemente, incentivar novas ideias”.

Inscrições - O 1º Open Inova é gratuito e com vagas limitadas. As inscrições podem ser feitas pelo link: https://bit.ly/2YAydhw (Imprensa Unimed Ponta Grossa)

 

unimed ponta grossa 13 09 2021.JPG

CRESOL I: Ratinho Junior participa de agenda com diretores da instituição financeira

cresol I 13 09 2021O presidente do Sistema Cresol Baser, Alzimiro Thomé, e o superintendente Adriano Michelon receberam, na manhã de sexta-feira (10/09), a visita do governador do Estado do Paraná, Ratinho Júnior, que estava acompanhado do deputado e presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano, do deputado estadual e secretário Chefe da Casa Civil, Guto Silva, além do Deputado Estadual Paulo Litro e do prefeito de Francisco Beltrão, Cleber Fontana.

Pauta- A pauta da visita foi conhecer um pouco mais da instituição financeira cooperativa que nasceu no Paraná e que vem crescendo além do estimado nos últimos anos. Thomé deu boas-vindas aos representantes e agradeceu a visita. “Estamos muito felizes com a presença do governador e dos deputados em nossa sede, conhecendo um pouco mais da instituição financeira e do nosso diferencial”, disse o presidente que também falou aos visitantes sobre constante crescimento da cooperativa: “no último ano, quando a pandemia começou, direcionamos nosso foco ao cooperado, questionando qual era a sua necessidade para aquele momento de incertezas. Todo esse cuidado fez com que nosso crescimento fosse superior a 40% e, neste ano, intensificamos nosso trabalho para continuarmos fornecendo crédito para quem precisa de auxílio”.  

Impressionado - O governador agradeceu a recepção, destacou os investimentos futuros no Paraná e falou sobre a importância da Cresol no desenvolvimento do estado. “Ficamos muito impressionados ao ver o tamanho dessa instituição que nasceu no interior do Paraná e que segue se desenvolvendo aqui, com uma estrutura tão bonita e que valoriza o potencial que o interior do estado tem”, destacou.

Importância - O superintendente da Cresol destacou aos representantes o papel fundamental que as cooperativas e as agências de relacionamento têm. “Hoje as cooperativas do Paraná representam mais de 50% das movimentações da nossa central. Nossa história começou aqui e por isso decidimos manter nossa estrutura de central em Francisco Beltrão, pois sabemos da importância que temos para o local, mas a estratégia de expansão para novas regiões do estado continua forte”, disse Michelon.

Convites - Aproveitando a agenda, o diretor superintendente da Cresol Tradição, Anderson Wolff, entregou os convites para as inaugurações das novas agências em Maringá e também em Francisco Beltrão. As estruturas que estão inaugurando serão as primeiras do Brasil a receber a certificação HBC (Healthy Building Certificate) que se refere às construções sustentáveis para a promoção do bem-estar dos usuários dos espaços e construções e, por isso, baseia-se em rigorosas avaliações dos elementos que compõem uma obra, desde seu projeto até sua execução.

Sobre a Cresol - Com mais de 26 anos de história, a Cresol é hoje um sistema que se destaca entre as principais cooperativas de crédito do Brasil. Possui mais de 650 agências, 660 mil cooperados e 5 mil colaboradores em 17 estados do Brasil. A solidez e a confiança da instituição também são expressas em outros números, como em mais de R$ 15 bilhões em ativos e uma carteira de crédito de mais de R$ 11 bilhões. (Imprensa Cresol)

 

CRESOL II: Projeto on-line tem encontros semanais com jovens de 17 estados brasileiros

cresol II 13 09 2021A Cresol está realizando, pelo segundo ano consecutivo, o projeto Juventude Conectada, que tem por objetivo fomentar o relacionamento da Cresol com o público jovem, instigando o desenvolvimento pessoal e profissional dos participantes. O projeto tem conexão com os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) na Educação de Qualidade; Igualdade de Gênero; Redução das Desigualdades e no Consumo e Produção Responsáveis.

Formato virtual - Reformulado no último ano, em razão da pandemia do Covid-19, o projeto precisou se adequar ao formato virtual. A edição de 2020 fez tanto sucesso que neste ano mais de 280 jovens, entre 18 e 25 anos, de 17 estados do país estão participando.

Conteúdos - Responsável pela condução do projeto, o Cresol Instituto elabora os conteúdos educativos voltados à educação cooperativista, financeira e desenvolvimento pessoal e profissional dos participantes em uma jornada de aprendizagem de 14 semanas com encontros nas quintas-feiras, totalizando 110 horas.

Temáticas - “Nestes eixos, trabalhamos diversas temáticas com os jovens, desde o funcionamento de uma cooperativa até o planejamento para o orçamento financeiro familiar focado no mercado de trabalho e na realização dos sonhos desses jovens. Além disso, o projeto estimula a aprendizagem pelas redes sociais e podcasts, onde todos compartilham conhecimento e experiências com os encontros on-line”, explicou José Vandresen, gerente do Cresol Instituto.

Aperfeiçoamento - Alzimiro Thomé, presidente do Cresol Instituto, destacou o formato e a linguagem trabalhadas com os jovens no decorrer do projeto. “Avaliamos cada nova edição e o envolvimento dos jovens para aperfeiçoarmos as atividades com os participantes. Esse trabalho traz muito mais que trocas de experiências, ele inspira o jovem a ser protagonista da sua jornada pessoal e profissional, conectando-se com a essência cooperativista por meio de uma experiência de aprendizagem que agrega valor, potencializa resultados e fortalece o relacionamento”, destacou.

Novas percepções - Para o jovem João Pedro Baia, de Mantenópolis no Espírito Santo, participar do projeto permitiu vivenciar experiências que o levaram a ter novas percepções para suas futuras escolhas. “O projeto Juventude Conectada me mostrou que é possível, mesmo sendo jovem e vivendo no interior, crescer profissionalmente e ingressar no mercado financeiro. A cada aula conheci histórias de outros jovens que partilhavam dos mesmos objetivos e problemas que eu, contudo, vi que nunca estive sozinho e que era capaz de ir muito além”, disse.

Novidades - Já para a jovem Jessyca Christina Christo, de Ministro Andreazza em Rondônia, o projeto apresentou muitas novidades e expectativas para sua vida profissional. ''O Juventude Conectada me trouxe muito conhecimento sobre o cooperativismo, educação financeira e liderança. Um projeto que foi muito objetivo e de fácil compreensão, com várias dinâmicas que ajudaram em meu posicionamento no mercado de trabalho”, destacou a jovem.

Gamificação - Atrelado ao conteúdo educativo, todo o projeto é gamificado, ou seja, no decorrer da jornada o jovem acumula pontos para concorrer a prêmios. Essa é uma estratégia para valorizar e engajar os participantes na aprendizagem durante toda a edição do projeto.

Sobre a Cresol - Com mais de 26 anos de história, a Cresol é hoje um sistema que se destaca entre as principais cooperativas de crédito do Brasil. Possui mais de 650 agências, 660 mil cooperados e 5 mil colaboradores em 17 estados do Brasil. A solidez e a confiança da instituição também são expressas em outros números, como em mais de R$ 15 bilhões em ativos e uma carteira de crédito de mais de R$ 11 bilhões. (Imprensa Cresol)

 

SICREDI PARANAPANEMA Cooperativa alcança índice de satisfação recorde com associados

sicredi paranapanema 13 09 2021Focado em prestar atendimento diferenciado por meio do relacionamento próximo com seus mais de 5 milhões de associados, o Sicredi, instituição financeira cooperativa com presença em todas as regiões do país, tem conquistado reconhecimento nesse quesito. Em julho deste ano, o índice de satisfação nacional entre os associados atingiu o patamar de 74,4%, resultado 4,33 pontos percentuais superior ao registrado no mesmo período de 2020. É o melhor índice conquistado pelo Sicredi desde o início da utilização do método em 2011.

Sicredi Paranapanema - Já na região da Sicredi Paranapanema PR/SP, o índice é ainda maior, 78,4% dos associados indicariam o Sicredi para amigos e familiares para se relacionarem. Este índice reflete a atuação da cooperativa na região do norte do Paraná e Sudoeste de São Paulo, que coloca o associado ao centro, oferecendo a melhor experiência tanto no ambiente digital como físico, além de incluir o associado nas decisões sobre os rumos da cooperativa e na partilha dos resultados ao final de cada período, onde cada associado recebe parte dos lucros de acordo com as movimentações realizadas.

Missão - Para o presidente da Sicredi Paranapanema PR/SP, Claudio Marcos Orsini, a missão do Sicredi é muito clara e colocada em prática todos os dias. “No Sicredi nós valorizamos o relacionamento próximo com os associados, queremos estar sempre ao seu lado oportunizando as melhores alternativas para realização de seus sonhos e projetos para agregar renda e melhorar a sua qualidade de vida e também da sociedade. Temos um orgulho imenso de ver que nossa atuação tem gerado impacto positivo para nossos associados e que somos reconhecidos por eles como uma instituição financeira completa e diferente das demais”, afirma Orsini.

Aferição - Para aferir o nível de satisfação de seus associados, a instituição utiliza a metodologia Net Promoter Score (NPS), criada pela Bain & Company e aplicada por companhias do mundo todo. Os fatores “atendimento na agência” e “atendimento do gerente” foram os mais bem avaliados pelos associados, sendo descritos como o motivo de 74% das notas promotoras (9 e 10 em uma escala de 0 a 10).

Destaque em ranking do Banco Central e Canais Digitais - Outro fator que demonstra a eficiência do Sicredi no relacionamento com os associados é o ranking de reclamações contra instituições financeiras desenvolvido pelo Banco Central. Recentemente, foi divulgada a lista contemplando os registros do segundo trimestre do ano no Brasil, com foco em bancos e instituições financeiras. Assim como já havia ocorrido no primeiro trimestre de 2021, o Sicredi manteve seu patamar e não teve nenhuma reclamação considerada procedente entre os meses de abril e junho.

Sem queixas - “Mais uma vez não termos nenhuma reclamação procedente no ranking do Banco Central nos traz muito orgulho, pois somos uma instituição com milhões de associados e um portfólio de mais de 300 produtos e serviços, então não é tarefa fácil gerar boas experiências em todos esses pontos de contato”, contextualiza a ouvidora do Sicredi, Marçalina Hoenisch Ávila. Atenção - “Acredito que a chave para esse sucesso é a atenção que dedicamos a cada um dos nossos associados por meio da integração de equipes que realizam os atendimentos e desenvolvem soluções tanto no ambiente físico como no digital”, complementa.

Pesquisa - O sucesso do atendimento prestado pelo Sicredi aos seus associados também foi constatado na pesquisa do Buzzmonitor. O site realizou análise de performance e atendimento das 15 melhores instituições financeiras brasileiras, tendo como referência o ranking elaborado recentemente pela Forbes em parceria com a Statista.

Desempenho de marcas - Na análise de desempenho de marcas com atuação no Brasil realizada pelo Buzzmonitor, o Sicredi foi destaque entre os aplicativos de instituições financeiras na Google Play Store. A instituição obteve 94 pontos de satisfação (de um total de 100) e recebeu 8,4 mil avaliações. De acordo com o Buzzmonitor, o Sicredi também está entre os players com menor volume de reviews, o que demonstra a eficiência dos canais.

Avaliação - Com a possibilidade de avaliação até o máximo de cinco estrelas, atualmente a média das avaliações dos usuários que baixaram o aplicativo da instituição pela App Store ficou em 4,9 estrelas, enquanto na Google Play a nota alcança a marca de 4,8 estrelas. Os resultados foram gerados por meio de mais de 430 mil avaliações e mantém o aplicativo do Sicredi há dois anos na posição de mais bem avaliado entre as instituições financeiras.

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 24 estados* e no Distrito Federal, com mais de 2.000 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br). (Imprensa Sicredi Paranapanema PR/SP)

*Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

FOCUS: Instituições financeiras elevam estimativa de inflação para 8%

focus 13 09 2021A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial do país, subiu, novamente, de 7,58% para 8%, neste ano. É a 23ª elevação consecutiva na projeção. A estimativa está no boletim Focus desta segunda-feira (13/09), pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC), com a projeção para os principais indicadores econômicos.

Próximos anos - Para 2022, a estimativa de inflação é de 4,03%. Para 2023 e 2024, as previsões são de 3,25% e 3,03%, respectivamente.

Acima da meta - A projeção para 2021 está acima da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,75% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é de 2,25% e o superior de 5,25%.

Alta - Em agosto, puxada pelos combustíveis, a inflação subiu 0,87%, a maior inflação para o mês desde o ano 2000, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com isso, o indicador acumula altas de 5,67% no ano e de 9,68% nos últimos 12 meses, o maior acumulado desde fevereiro de 2016, quando o índice alcançou 10,36%.

Taxa de juros - Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, estabelecida atualmente em 5,25% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Para o mercado financeiro, a expectativa é de que a Selic encerre 2021 em 8% ao ano. Para o fim de 2022, a estimativa é de que a taxa básica fique nesse mesmo patamar. Tanto para 2023 como para 2024, a previsão é 6,5% ao ano.

Aumento - Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, a finalidade é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Desse modo, taxas mais altas podem dificultar a recuperação da economia.

Redução - Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é de que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

PIB e câmbio - As instituições financeiras consultadas pelo BC reduziram a projeção para o crescimento da economia brasileira este ano de 5,15% para 5,04%. Para 2022, a expectativa para Produto Interno Bruto (PIB) - a soma de todos os bens e serviços produzidos no país - é de crescimento de 1,72%. Em 2023 e 2024, o mercado financeiro projeta expansão do PIB em 2,30% e 2,50%, respectivamente.

Expectativa - A expectativa para a cotação do dólar subiu de R$ 5,17 para R$ 5,20 para o final deste ano. Para o fim de 2022, a previsão é que a moeda americana também fique em R$ 5,20. (Agência Brasil)

FOTO: Banco Central do Brasil

 

COMBUSTÍVEL: Publicada resolução que reduz percentual de biodiesel no óleo diesel

combustivel 13 09 2021O presidente Jair Bolsonaro aprovou a decisão do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) de reduzir o teor do biodiesel no óleo diesel de 13% para 10%. A mudança vale para o 82º Leilão de Biodiesel, destinado ao suprimento dos meses de novembro e dezembro de 2021.

Resolução - A Resolução nº 16/2021 foi aprovada pelo CNPE no último dia 6 e publicada nesta segunda-feira (13/09) no Diário Oficial da União com o despacho presidencial.

Objetivo - De acordo com o governo, a redução tem por objetivo evitar “incremento excessivo” no preço do diesel ao consumidor final, “o que implicaria em efeitos negativos à economia do país”. “A medida decorre dos efeitos da valorização do custo do óleo de soja nos mercados brasileiro e internacional, combinados com a desvalorização cambial da moeda brasileira frente ao dólar, que tem impulsionado as exportações de soja e também encarecido o valor do biodiesel produzido nacionalmente”, explicou a Secretaria-Geral, em nota.

Momentânea - De acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME), que preside o CNPE, a redução do teor de biodiesel na mistura é “momentânea e temporal”. A pasta espera “em breve, com as condições adequadas”, aumentar a produção e uso dos biocombustíveis no Brasil, de acordo com os objetivos da Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio).

Soja - A soja é a principal matéria-prima do biodiesel brasileiro, com cerca de 71% na composição. O restante é oriundo de sebo bovino e outros óleos.

Novo modelo - A pasta destacou ainda que o novo modelo de comercialização do biodiesel, definido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em substituição aos leilões públicos, entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 2022, com a contratação direta entre o produtor de biodiesel e o distribuidor de combustíveis. A ação regulatória da agência deve ser concluída até outubro deste ano.

Aderente - “A proposta visa tornar o modelo mais aderente ao novo cenário downstream [atividades de pós-produção, como refino, transporte e comercialização de produtos petrolíferos], mais aberto e mais dinâmico, permitindo, entre outros aspectos, o estabelecimento de contratos de longo prazo, dando maior previsibilidade ao mercado e beneficiando produtores, distribuidores e consumidores”, explicou o MME. (Agência Brasil)

FOTO: Pixabay

 

LEGISLATIVO I: O futuro da agroindústria é tema de debate na quarta-feira

legislativo 13 09 2021A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados promove audiência pública na quarta-feira (15/09) para debater sobre o futuro da agroindústria no País.

Solicitação - A realização do debate foi solicitada pelo deputado Otto Alencar Filho (PSD-BA). Segundo o deputado, a agroindústria está inserida no setor que movimenta 22% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. "O nosso agro não se restringe às grandes lavouras. As agroindústrias estão presentes, agregando valor aos mais diversos produtos originários do campo e, dessa maneira, fazendo parte da vida das pessoas a todo momento", diz.

Convidados - Para a discussão, foram convidados:

- representante da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa);

- o presidente-executivo da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), João Dornellas; e

- o engenheiro agrônomo e especialista em administração rural Ênio Bergoli.

Local e horário - O debate será realizado no plenário 5, às 16 horas, e terá transmissão interativa por meio do e-Democracia. (Agência Câmara de Notícias)

FOTO: Jaelson Lucas / Agência de Notícias do Paraná

 

LEGISLATIVO II: Comissões fazem reunião conjunta para debater aumento nos planos de saúde

legislativo II 13 09 2021O reajuste dos planos de saúde, autorizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) em 2021, será tema de debate, na quinta-feira (16/09), na Câmara dos Deputados. As comissões de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa e de Defesa do Consumidor realizam audiência pública conjunta, por videoconferência, para discutir o assunto.

Autores do pedido - Os deputados Denis Bezerra (PSB-CE) e Felipe Carreras (PSB-PE) são os autores do pedido de realização do debate.

Convidados - Foram convidados:

- o presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Rogério Scarabel;

- representante da Defensoria Pública da União;

- representante do Ministério da Saúde; e

- representante do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça.

Horário e local - A audiência pública está marcada para as 10 horas, no plenário 12, com transmissão interativa pelo e-Democracia. (Agência Câmara de Notícias)

FOTO: Depositphotos

 

SAÚDE I: Brasil registra 293 óbitos por Covid neste domingo

Neste momento, o Brasil registra 20.999.779 casos confirmados da Covid-19, sendo 10.615 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h. Em relação aos óbitos, o Brasil tem 586.851 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registrados 293 óbitos nos sistemas oficiais, sendo que 163 ocorreram nos últimos três dias – outros 3.434 permanecem em investigação.

Curadas - O país já registra 20.050.471 pessoas curadas da Covid-19. O número de recuperados no país é maior do que a quantidade de pacientes em acompanhamento médico (362.457). O registro de pessoas que se recuperaram da doença representa expressiva maioria do total de casos acumulados (95,5%). As informações foram atualizadas pelo Ministério da Saúde às 18h15 deste domingo (12/09) – os dados são enviados à pasta pelas secretarias estaduais e municipais de Saúde. (Ministério da Saúde)

 

a091b365-c343-4922-bcc4-e824c9d1c7e1

SAÚDE II: Sesa divulga mais 1.954 casos e 54 mortes pela Covid-19 no Paraná

saude II 13 09 2021A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou neste domingo (12/09) mais 1.954 casos e 54 mortes pela Covid-19 no Paraná. Os números são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas. Os dados acumulados do monitoramento mostram que o Paraná soma 1.471.763 casos e 37.859 óbitos pela doença.

Meses - Os casos confirmados divulgados nesta data são de maio (53), junho (106), julho (20), agosto (255) e setembro (1.520) de 2021.

Internados - De acordo com o boletim deste domingo, 876 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 640 em leitos SUS (365 em UTI e 275 em clínicos/enfermaria) e 236 em leitos da rede particular (141 em UTI e 95 em clínicos/enfermaria).

Exames - Há outros 1.351 pacientes internados, 740 em leitos UTI e 611 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

Óbitos - A Sesa informa a morte de mais 54 pacientes. São 23 mulheres e 31 homens, com idades que variam de zero a 92 anos. Os óbitos ocorreram entre 30 de junho e 10 de setembro de 2021.

Municípios - Os pacientes que foram a óbito residiam em Curitiba (21), Londrina (5), Cascavel (4), Pinhais (3), São José dos Pinhais (2), Sarandi (2) e Colorado (2).

Uma morte - O informe registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Tuneiras do Oeste, São Mateus do Sul, Porecatu, Ponta Grossa, Piraquara, Paranavaí, Nova Esperança, Matinhos, Laranjeiras do Sul, Foz do Iguaçu, Fazenda Rio Grande, Cornélio Procópio, Cambé, Bocaiúva do Sul e Alto Paraíso.

Fora do Paraná - O monitoramento da Sesa registra 6.375 casos de não residentes no Estado – 220 pessoas foram a óbito. (Agência de Notícias do Paraná)

Confira o informe completo.

Acesse os relatórios de Exclusão e de Correções de municípios.    

 

SAÚDE III: Paraná recebe 303 mil vacinas contra a Covid-19 nesta segunda-feira

saude III 13 09 2021

O Ministério da Saúde confirmou o envio de 303.030 vacinas contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech nesta segunda-feira (13/09) ao Paraná. Os imunizantes fazem parte da 50ª pauta de distribuição e são destinados integralmente à aplicação de primeiras doses (D1).

Três envios - Segundo o governo federal, serão três envios. As doses começam a desembarcar no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, às 13h55 no voo AD 4830. Em seguida, o voo G3 1106 deve pousar às 14h35 e, por último, às 15h30, o voo LA 4791 finaliza a carga destinada ao Estado.

Cemepar - Do aeroporto, as doses seguem para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) onde passarão por conferência e armazenamento até que sejam descentralizadas para as 22 Regionais de Saúde. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) aguarda a divulgação do Informe Técnico referente a esta remessa para iniciar o processo de distribuição.

Número elevado - O Paraná não recebe um número tão grande de vacinas destinadas exclusivamente à D1 há, pelo menos, uma semana, devido à necessidade de doses para completar o esquema vacinal (D2), principalmente de imunizantes da Pfizer e AstraZeneca, que possuem intervalo de 12 semanas entre as doses. Com este prazo perto de vencer, o Ministério da Saúde tem cumprido com o cronograma e enviado vacinas em tempo hábil para garantir a imunização dos paranaenses.

Vacinômetro - De acordo com os dados do Vacinômetro nacional, o Paraná já aplicou 11.729.836 doses, sendo 7.673.102 D1, 321.649 doses únicas (DU) e 3.735.085 D2. Entre D1 e DU, o Estado já atingiu 91,6% da população adulta, estimada em 8.720.953 pessoas com ao menos uma dose. Já considerando D2 e DU, 46,5% dos paranaenses com mais de 18 anos estão completamente imunizados com a doença. (Agência de Notícias do Paraná)

FOTO: AméricoAntonio / Sesa

 

 

ARTIGO: Cinco dicas para melhorar sua saúde financeira

artigo 13 09 2021*Rodrigo Martimiano da Rocha

As pessoas estão sempre atentas à saúde do corpo e da mente e, geralmente, sabem como cuidar disso quase que de uma maneira intuitiva: procuram fazer exames de check-up, academia, cuidam da alimentação e tem momentos de lazer, seja através de passeio, viagens ou algum esporte que auxilie esvaziar a mente. Mas a verdade é que poucas pessoas sabem como melhorar a sua saúde financeira, sendo sobre isso que falaremos hoje.

Não é nenhuma fórmula mágica ou truque mirabolante, ou mesmo algo que acabou de ser inventada, mas sim dicas básicas e que estão por aí há muito tempo e ajudam muita gente a ter uma vida financeira mais saudável.

Dica 1) Guarde uma parte de tudo aquilo que você ganha: isso é uma coisa fácil de compreender, mas boa parte das pessoas não faz. Se condicione a guardar pelo menos 10% de tudo que entrar de receita, em pouco tempo você verá suas reservas aumentarem e poderá ter a tranquilidade de ter dinheiro investido;

Dica 2) Pague a você mesmo primeiro: você está acostumado à rotina de pagar todas as contas, seja água, energia, telefone, entre outras, mas a primeira conta que você deve pagar é aquela que você deve a você e ao seu futuro. Sempre que obtiver a entrada de uma receita, o primeiro ato deve ser guardar a sua parte do dinheiro, não caia no erro de querer aplicar o que “sobra” no final;

Dica 3) Tenha um orçamento de gastos e siga-o: monte uma planilha financeira considerando todas as despesas, tanto fixas quanto variáveis, lembrando também de provisionar dinheiro para as despesas sazonais (seguro, impostos, material escolar, viagem de final de ano, etc.). Ajuste este orçamento dentro da sua renda de acordo com suas prioridades e siga ele rigorosamente. Um orçamento não serve para privá-lo de nada, mas sim para ajudar no autocontrole financeiro. Lembre-se de que quem monta o orçamento é você, com auxílio da sua família, considerando prioridades e objetivos futuros;

Dica 4) Dinheiro é um assunto de família: sempre discuta abertamente a situação financeira familiar com todos dentro da sua casa (cônjuge, filhos e quem mais morar com você). Esse assunto é de responsabilidade de todos e, com auxílio e comprometimento, tudo fica mais simples;

Dica 5) Não caia na tentação de querer fazer fortuna do dia para noite: acumular patrimônio e construir uma boa saúde financeira requer autocontrole, conhecimento, tempo e, principalmente, disciplina. Se afaste daquelas ideias milagrosas que prometem dinheiro fácil ou rendimentos financeiros astronômicos, daqueles que parecem bons demais para ser verdade, porque na grande maioria das vezes são golpes. Na hora de cuidar de seu dinheiro, busque segurança, se aconselhe com pessoas bem-sucedidas neste quesito e busque muito auxílio de especialistas de sua confiança.

Gostou das dicas? Se ficar com dúvidas, não deixe de nos escrever em contato@uniprimebr.com.br

*Rodrigo Martimiano da Rocha é colaborador Uniprime e profissional com Certificação CFP®

 


Versão para impressão


RODAPE