LAR: Com um crescimento de 19,67%, faturamento chega a R$ 4,85 bilhões

 

A Lar Cooperativa Agroindustrial, com sede em Medianeira, (PR), realizou a tradicional Assembleia Geral Ordinária na manhã do dia 30 de janeiro contando com a presença de 748 produtores associados, familiares, imprensa e convidados. A AGO aconteceu, pela primeira vez, no Lar Centro de Eventos, espaço inaugurado em 20 de outubro de 2016. Os associados não tiveram dificultadas em aprovar o Relatório e Balanço 2016, por unanimidade, através do voto aberto (quando se levanta o Relatório em sinal de aprovação). Os resultados apresentaram um crescimento de 19,67 % em relação ao ano de 2015 e o faturamento – o maior em 53 anos de história da Cooperativa – atingiu a fantástica soma de R$ 4,85 bilhões.

Pronunciamentos - O diretor-presidente da Lar Cooperativa, Irineo da Costa Rodrigues disse que o ano de 2016  foi um ano difícil e, para exemplificar citou o “impeachment da presidente Dilma,  saída Britânica da União Europeia, eleição de Donald Trump, conflitos no Oriente Médio e problemas climáticos que afetaram em parte a produção de grãos na área de atuação da Lar”. Enfatizou que diante da crise, “a Cooperativa assumiu prejuízos e protegeu seus associados, enquanto diversas empresas reduziram turnos de abate, ou fecharam plantas frigoríficas ou até mesmo entraram em recuperação judicial. A família associada Lar está de parabéns”, finalizou.

Crescimento - José Roberto Ricken, presidente da Ocepar falou que o “Brasil ficou 10 % mais pobre nos últimos anos; na outra ponta, o cooperativismo tem crescido 14%. Esta é a prova que estamos no caminho certo. E não vamos parar. Estamos no caminho do PRC-100, isto é, a meta das cooperativas paranaenses, no seu conjunto, atingir o faturamento de R$ 100 bilhões”, destacou Ricken. O presidente do sistema Sicredi Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, Manfred Dasenbrock enfatizou que o diferencial nas cooperativas é o de saber ouvir os associados. “Os produtores, em todas as reuniões ou assembleias têm um microfone à disposição, isto gera confiança e transparência”. Já Evandro Roman, deputado federal (PSD), relatou que em recente viagem à China observou produtos com a marca Lar em exposição nos supermercados. “Neste momento eu senti um enorme orgulho de ser paranaenses e ser vizinho da Lar”, comemorou, ele que é uma família tradicional do município de Céu Azul (PR).

Desempenho - A Lar Cooperativa fechou o ano com  8.758 funcionários e um crescimento de 3,6 % no quadro de associados. Na produção agropecuária os números foram significativos. A recepção de soja cresceu 14,6%  chegando ao volume de 1,2 milhão de toneladas; o número de aves abatidas beirou a 100 milhões de frangos, um crescimento 17,6%; na suinocultura foram entregues 362 mil cabeças para o abate no frigorífico da Frimesa; como era esperado, a produção de leite teve queda de 20%, mesmo assim atingindo a marca de 37 milhões de litros de leite. A  Lar também  tem atividades nas áreas de produção de pintainhos, leitões, amidos de mandioca  e milho e produção de ovos.

Sobrou dinheiro - Além do excelente resultado financeiro, econômico e social, num ano de profunda crise política e recessão econômica, os 10.261 associados vão repartir um bolo de R$ 72,47 milhões, as chamadas sobras, que correspondem ao dinheiro oriundo das bonificações produtivas, conta capital e sobras à disposição da AGO, que em 2016 atingiram a soma de R$ 19,8 milhões.

Obras - Durante o ano de 2016 a Cooperativa investiu mais de R$ 270 milhões em obras de infraestrutura. Destacam-se o Lar Centro de Eventos, Laboratório Central, dois novos postos de combustíveis, unidade de recebimento de grãos de Linha Dourado, Medianeira, a de Aral Moreira, (MS) entre outras. A revitalização da marca Lar que está acontecendo nas unidades de atendimento aos associados, postos de combustíveis, supermercados, frota de veículos, indústrias e placas indicativas nas PRs e BRs  representaram um grande marco na comunicação visual.

Eleição de novos conselheiros fiscais - Na AGO foram eleitos os seis novos conselheiros fiscais para a gestão 2017, que ficou  constituído: Efetivos: Adriano José Finger, Cristian Luis Sausen, José Felisberto da Silva; Suplentes: Adriana Eliza Matte, Jakson Demétrio Lamin e Jonas Nadam Konradt. (Imprensa Lar)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn