Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias ENCONTROS DE NÚCLEOS II: Governo estadual inicia estudos de nova ferrovia para o Porto de Paranaguá

 

 

cabecalho informe

ENCONTROS DE NÚCLEOS II: Governo estadual inicia estudos de nova ferrovia para o Porto de Paranaguá

Uma nova ferrovia ligando Dourados, no Mato Grosso do Sul, ao Porto de Paranaguá, por meio de concessão à iniciativa privada. O governo do Paraná deu início a estudos do projeto “Corredor de Exportações Oeste”, que será construído de forma paralela à malha ferroviária existente. O assessor econômico da Secretaria da Fazendo do Paraná, Francisco Assis Inocêncio, participou do Encontro de Núcleos em Palotina e explicou aos dirigentes detalhes da obra que visa “dar vazão às demandas de escoamento para exportação e importação do estado, beneficiando diretamente ao setor produtivo que atua na região Oeste”, afirmou.

Prazo - Segundo Inocêncio, o projeto é de “longuíssimo prazo” e teria condições de superar os gargalos de infraestrutura que dificultam o escoamento da produção paranaense. “No curto prazo, temos que atuar para melhorar a atual estrutura ferroviária, em especial nas serras da Esperança e do Mar. Iniciamos agora os estudos de viabilidade técnica e ambiental. Finalizada essa etapa, começará o processo de concessão dos trechos à iniciativa privada”, explicou. “A ideia é conceder dois trechos – de Dourados a Guarapuava e deste município ao Porto de Paranaguá”, relatou.

ICMS – O assessor da Secretaria da Fazenda também falou aos dirigentes sobre o que qualificou da “a nova visão” do governo estadual em relação ao programa Paraná Competitivo. “A grande novidade é um incentivo importante às cooperativas, que é a possibilidade de utilização de crédito do ICMS para aquisição de bens, veículos e também materiais para obras de infraestrutura – pré-moldados, estruturas metálicas, entre outros materiais de construção civil”, disse. “Qual nosso objetivo com essa medida? É tirar esse crédito de ICMS que está na conta de ativos das cooperativas – na verdade representa um custo para elas -  e dinamizar a economia paranaense com a possibilidade de utilização desses créditos na aquisição de bens e melhoria de infraestrutura para o Paraná”, ressaltou. 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias