cabecalho informe

PRIMATO II: Atuação em compliance é intensificada

primato II 10 10 2017O papel da auditoria interna é de informar e assessorar os gestores e demais responsáveis pela unidade ou processos, auxiliando-os na busca da constante melhoria do desempenho das áreas da organização e de seus sistemas gerenciais. “O setor de auditoria interna, como o nome diz, é para verificar os processos internos, antes que a auditoria externa ocorra. Além da parte burocrática de sistema, que envolve relações trabalhistas, fiscais, contábeis e finanças, atuamos na verificação dos processos”, explica o auditor interno Leandro Felippe Chiella.

Ajustes - Segundo o auditor, como a cooperativa teve um crescimento muito grande nos últimos anos, os processos ainda estão em fase de ajustes. “Importante frisar que como a Primato cresceu exponencialmente nos últimos anos, os processos ainda estão sendo desenvolvidos, logo, a auditoria também tem o papel de alinhamento e ajustes das conformidades, mas vejo como positivo, pois integra os responsáveis na concepção dos mesmos, assim, envolvendo-os nos processos”.

Organograma - Leandro explica que dentro do organograma, a auditoria interna está ligada diretamente ao conselho de administração, diretores, aliado à qualidade. “Por ter que analisar as conformidades nos processos, em todos os setores, a auditoria interna está ligada diretamente à diretoria e o conselho fiscal. Vale ressaltar que além disso, é um dos setores que se envolve com todos os outros da cooperativa, sendo um grande desafio, pois a Primato hoje atua em segmentos distintos, como agropecuário, industrial, varejo, entre outros”.

Riscos - Os riscos podem originar-se tanto de ambientes externos em que a cooperativa está inserida, assim como nos ambientes internos. “Neste sentido, temos o olhar para fora, que trata-se do monitoramento dos concorrentes, consumidores, oscilações do mercado financeiro, mudanças regulatórias e de leis, novas tecnologias, bem como as expectativas das demais partes interessadas, como stakeholders, sociedade, governo, comunidade local e meio ambiente”, explica o auditor que faz o comparativo, “o olhar para dentro é feito através do monitoramento das diversas camadas do negócio, como processos, sistemas, governança e gestão, infraestrutura e profissionais. É onde a auditoria faz o diagnóstico, priorização e soluções dos riscos, em busca de apresentar processos dinâmicos, contínuos e cruciais para a boa governança cooperativista”.

Compliance - A definição da palavra compliance é conformidade. Ele vem para verificar os processos fazendo com que os mesmos não sejam fraudados ou alterados. “O compliance é uma das ferramentas mais importantes dentro da auditoria, afinal, para que uma cooperativa desenvolva a sua atividade com excelência, não existe o jargão ‘os fins justificam os meios’. Os processos precisam ser claros, e o resultado baseado em conformidade do início ao fim”, enalteceu o auditor que ainda contemplou, “advinda da palavra em inglês comply, que significa agir em sintonia  com as regras, é estar em alinhamento absolutamente com normas, controles internos e externos, além de todas as políticas e diretrizes estabelecidas para o negócio”.

Fases - Segundo Leandro, o compliance é composto por três fases. Assegurar as conformidades, balizamento no código de ética e evitar o suborno. “Algumas áreas ou departamentos estão mais suscetíveis, principalmente para receber presentes, mimos, enfim, o suborno, por isso, a transparência é fundamental no desenvolvimento da compliance”.

Implementação - “O auditor interno é uma ferramenta de gestão, um parceiro”, enalteceu Leandro que  concluiu, “como estamos implementando a auditoria interna dentro da Primato, temos muitos desafios, porém, também a oportunidade de envolver os encarregados de cada setor, segmento, para que juntos possamos desenvolver processos e procedimentos em conformidade, com muito mais engajamento e entendimento de sua importância, o que é o grande diferencial neste grande desafio”. Os pontos relevantes da implementação passam desde influenciar as pessoas pela busca da excelência na gestão, trazer processos respeitosos e transparentes nas auditorias, além de relatórios corretivos e preventivos. (Imprensa Primato)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias