cabecalho informe

GESTÃO: Profissionais de cooperativas do PR são orientados sobre Programa de Integridade

Nos dias 9, 10 e 13 de novembro, o Sistema Ocepar promoveu, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/PR), o Seminário de Compliance nas cidades de Cascavel, Maringá e Ponta Grossa, respectivamente. Participaram 107 representantes de 33 cooperativas paranaenses dos ramos agropecuário, crédito, saúde e trabalho. Os eventos foram destinados a profissionais que atuam nas áreas de controles internos, compliance, gerenciamento de riscos, auditoria, jurídica, administrativo/financeira, pessoal, entre outros.

Programa de Integridade - O objetivo foi apresentar os passos para estruturar e implementar um Programa de Integridade, de acordo com o previsto na legislação que trata sobre o tema, o Decreto º 8.420/15, que regulamenta a Lei Anticorrupção nº 12.485/13. “Os mecanismos de integridade visam contribuir para o fortalecimento do processo de governança, promover maior transparência para as partes interessadas, como fornecedores, colaboradores, associados, clientes e sociedade, além de aprimorar o ambiente de controles internos”, explica o coordenador técnico da Gerência de Desenvolvimento Cooperativo do Sescoop/PR, Alfredo Kugeratski Souza.

Continuidade - Ainda de acordo com ele, o Seminário de Compliance foi realizado dando continuidade aos conteúdos abordados no 2º Fórum de Excelência em Gestão – Governança, Ética e Transparência, ocorrido dia 26 de outubro, em Curitiba. Na oportunidade, o superintendente do Sescoop/PR, Leonardo Boesche, explicou que a criação do fórum foi proposta pelo Comitê de Autogestão do Planejamento Estratégico das Cooperativas Paranaenses, o PRC 100, com o propósito de capacitar os gestores e demais profissionais das cooperativas para fazer frente ao grande desenvolvimento do cooperativismo paranaense.  

Suporte - O PRC 100 tem como um dos principais objetivos viabilizar o aumento do faturamento das cooperativas do Paraná para o valor de R$ 100 bilhões até 2020. “A nossa preocupação vai além dessa meta, pois isso exige novos conceitos e conhecimentos para que a gestão possa, além de atender as necessidades do mercado, suportar essa grande expansão”, acrescentou. 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias