cabecalho informe

SICOOB UNICOOB: Equipe da Central debate o tema “Gestão de Riscos e Controles Internos”

 

sicoob unicoob 09 08 2018Colaboradores da área de qualidade, membros da diretoria administrativa e da superintendência operacional do Sicoob Metropolitano participaram, no dia 1º de agosto, da discussão sobre Gestão de Riscos e Controles Internos com base na Metodologia COSO.

 

Agência Escola - Realizada na Agência Escola da cooperativa, a apresentação sobre o tema foi feita por dois representantes da equipe de Governança, Riscos e Conformidade (GRC) do Sicoob Central Unicoob, o supervisor de Controles Internos, Osvaldo Ribeiro da Silva e o supervisor de Riscos e Conformidade, Francisco Paulo Puton.

 

Otimização de processos - O objetivo foi avaliar como a cooperativa pode otimizar os processos, visando eficiência e eficácia operacional, ganhos financeiros, redução de riscos e melhoria dos controles internos.

 

Gestão - Para Osvaldo, a discussão sobre o assunto é importante para melhorar as formas de gestão do processo. “Melhora também as atividades operacionais, minimiza riscos e desenvolve o potencial de resultado da cooperativa”, explica.

 

Melhores práticas - Segundo o superintendente Administrativo Financeiro do Sicoob Metropolitano, Walter Schon, a singular busca incessantemente as melhores práticas de gestão e de controles em suas atividades, por isso a importância e relevância do tema. “Treinamentos como este demonstram ainda mais o comprometimento que cooperativa e seus órgãos de administração têm com a ética, compliance e governança”, disse.

 

Metodologia COSO - Em 1992, o Comitê das Organizações Patrocinadoras do Treadway (COSO) desenvolveu um modelo para avaliação de controles internos. Por controle interno, o COSO entende como sendo todo processo conduzido pela diretoria, conselheiros ou outros empregados de uma companhia, no intuito de prover uma razoável garantia com relação ao cumprimento das metas de organização.

 

Modelo - Em decorrência da globalização e padronização internacional das técnicas de gestão de riscos, as recomendações do COSO relativas aos controles internos, bem como seu cumprimento e observância, são amplamente praticados e tidos como modelo e referência no Brasil e na maioria dos países. (Imprensa Sicoob Unicoob)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias