Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias UNIMED MARINGÁ: No Dia Mundial da Saúde Mental psicóloga reforça cuidados

 

 

cabecalho informe

UNIMED MARINGÁ: No Dia Mundial da Saúde Mental psicóloga reforça cuidados

 

unimed maringa 10 10 2018Isolamento social, alterações das atividades cotidianas sem motivo aparente, queda no desempenho profissional e/ou acadêmico e desleixo no autocuidado são alguns sinais de que uma pessoa pode estar com a saúde mental abalada. Em outros casos, as mudanças de comportamento são mais claras e podem ser percebidas por alterações de humor repentinas e intensas, irritabilidade e/ou agitação, abatimento visível provocado pela tristeza e mudança súbita no modo de agir e de se relacionar com as pessoas.

 

Emoções - De acordo com a psicóloga Débora Scremin, do Espaço Viver Bem, da Unimed Maringá, ter saúde mental de qualidade inclui a capacidade de lidar com as emoções de modo a administrar e protagonizar a própria vida. “É a busca pelo estar bem consigo e com os outros, é identificar suas emoções e saber lidar tanto com as agradáveis quanto com as desagradáveis, é saber o modo e o momento de externalizá-las e reconhecer os limites, inclusive para pedir ajuda quando necessário”.

 

Enfermidades - Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as enfermidades de ordem emocional prejudicam mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo. Só no Brasil, de acordo com o relatório divulgado em 2017, 18,6 milhões de pessoas foram diagnosticadas com ansiedade e 11,5 milhões com depressão. Para lembrar a importância do tema, o dia 10 de outubro foi instituído em 1992 como o Dia Mundial da Saúde Mental. O objetivo é chamar a atenção pública para a questão da saúde emocional.

 

Principal dica - A principal dica, segundo a psicóloga, para ter boa saúde mental, é não dar valor desnecessário e desproporcional a algumas situações, afinal, as emoções desagradáveis fazem parte da vida. “É preciso avaliar o ‘custo-benefício’ ao gastar energia psíquica e investir em hábitos que vão potencializar a qualidade de vida mental, como a prática de exercício físico, ter sono de qualidade, alimentação equilibrada e saudável e realizar atividades de lazer e/ou relaxamento”. (Imprensa Unimed Maringá)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias