Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias SICREDI UNIÃO: Programa A União Faz a Vida é lançado em Cafeara

 

 

cabecalho informe

SICREDI UNIÃO: Programa A União Faz a Vida é lançado em Cafeara

sicredi uniao 11 10 2018Cafeara, com cerca de 2,8 mil habitantes, localizado no Norte do Paraná, é o mais novo município a receber o programa “A União Faz a Vida”, desenvolvido pela instituição financeira cooperativa Sicredi União PR/SP. A solenidade de formação e início do programa na cidade foi realizada na noite de 8 de outubro, no Centro de Convivência, e reuniu diretores da cooperativa, autoridades e professores. A solenidade contou ainda com a palestra do educador Nailor Marques Jr sobre “Educação para o Hoje”.

Envolvimento - O programa será desenvolvido nas duas instituições de ensino do município: a Escola Municipal de Cafeara e o Centro de Educação Infantil São Judas Tadeu, envolvendo 280 crianças e 52 professores. “Estamos muito contentes com o desenvolvimento do programa em nossa cidade, principalmente porque nos traz aprendizagem e envolve professores, alunos e comunidade”, disse a secretária de Educação do município, Ivonete de Albuquerque Guastala. Ela ressaltou que é importante ver o quanto a cooperativa se preocupa com o município e com as crianças.

Princípios - O programa, criado há 20 anos pelo Sicredi e desenvolvido há 10 anos nas regiões de atuação da Sicredi União PR/SP, foi idealizado para difundir a cultura da cooperação nas crianças a partir dos princípios do cooperativismo e tem como diretriz a valorização das pessoas. “É a oportunidade que nós temos de formar cidadãos melhores por meio da educação, da formação de pessoas, da cidadania e do empreendedorismo. É a oportunidade que temos de deixar pessoas melhores para este mundo”, disse o presidente da cooperativa, Wellington Ferreira.

Metodologia de ensino - O “A União Faz a Vida” é o principal programa social da Sicredi e propõe um novo jeito de ensinar, por meio do qual o aluno é protagonista e não um mero receptador de informação. Ele começa a aprender e a contribuir com a construção do conhecimento, com o planejamento do que irá estudar. O educador (professor), por sua vez, passa a ser o orientador e não mais o fazedor. Trata-se de uma metodologia de ensino criada por mestres e doutores da área da Educação para ajudar na formação de cidadãos cooperativos. “Ele foi idealizado para difundir a cultura do cooperativismo nas crianças, pois acreditamos que o caminho para a construção de um mundo melhor passa pela solidariedade, cidadania e cooperação”, destacou Ferreira.

Fomentar - O gerente Regional de Desenvolvimento David Conchon destacou que este é mais um passo no relacionamento da Sicredi União com Cafeara – a cooperativa instalou sua agência Smart Container na cidade em março deste ano – que não pode ser dado sozinho. “O papel da Sicredi é o de fomentador. O programa só funciona se todos nós estivermos trabalhando juntos e os professores são os protagonistas desta história”, disse. Ele lembrou que o programa já funciona em 34 cidades da Regional Norte da Sicredi União PR/SP.

Autoridades - Estiveram presentes à solenidade, entre outras autoridades, o prefeito Oscimar José Sperandio; o secretário Regional de Educação, Amauri Monge Fernandes; a presidente da Apae de Cafeara, Rosimeire do Carmo Guastala; o diretor de Desenvolvimento da Sicredi União PR/SP, Constantino Junior; o gerente da agência da Sicredi em Cafeara Eder Romeiro da Silva; e o coordenador local do programa, Gustavo Curan.

Palestra - Encerrando a solenidade, os professores foram brindados com a palestra do professor Nailor Marques Jr, que falou sobre “Educação para o Hoje ou O caminho da excelência”.

Premissas básicas - De forma descontraída e envolvente, o professor falou das premissas básicas que envolvem o processo de aprendizagem (curiosidade, confusão, entendimento, excelência); e dos “nós” da educação brasileira, citando que: “Educação de qualidade é arroz-com-feijão bem-feito, não lasanha metida a besta”; “O futuro é hoje, precisamos parar de prever o passado (não-lienar)”, “Processo ensino-aprendizagem é diferente de educação (regras – princípios – valores)”; “Sem sentido e confiança não há aprendizagem”, “Ensinar é conectar tradição e contemporaneidade”, “Quanto mais o estudante for autônomo, menos o explicador trabalha”, e “Educar por projetos, PBL (Aprendizagem baseada em problemas) ou transversalmente, mantém o estudante preso ao todo e não à fragmentação positivista.” (Imprensa Sicredi União PR/SP)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias