cabecalho informe

INTERCÂMBIO: Dirigentes do Rio Grande do Sul visitam cooperativas do Paraná

Um grupo de 41 cooperativistas gaúchos esteve, na manhã desta segunda-feira (22/10), na sede do Sistema Ocepar, em Curitiba. A visita marcou o início de um roteiro pelo Paraná e que vai contemplar, até a próxima quinta-feira, dia 25, visitas técnicas nas cooperativas Frísia, Cocamar, Coamo, Copacol, Cotriguaçu, Frimesa e Lar. A comitiva foi recepcionada pelos superintendentes Nelson Costa (Fecoopar), Robson Mafioletti (Ocepar) e Leonardo Boesche (Sescoop/PR)

Integração - “O objetivo principal é a integração. Temos aqui representadas 27 cooperativas do Rio Grande do Sul, que representam 90% do faturamento do estado. E começamos pela Ocepar porque entendemos que a organização tem protagonismo muito forte no desenvolvimento do cooperativismo brasileiro”, disse o presidente da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (Fecoagro/RS), Paulo Pires.

Autogestão - O superintendente da Organização das Cooperativas do Rio Grande do Sul (Ocergs), Gerson Lauermann, explica que o roteiro pelo Paraná foi elaborado levando-se em conta algum aspecto que a organização visitada se destaca. No caso do Sistema Ocepar, por exemplo, o objetivo foi ter um panorama geral do cooperativismo paranaense e a forma como a Fecoopar, Ocepar e Sescoop/PR atuam, bem como o interesse em conhecer com mais detalhes o Programa de Autogestão desenvolvido no estado.

Pontos de interesse - Já nas cooperativas o interesse dos cooperativistas gaúchos abrange o processo de governança, intercooperação, agroindustrialização e logística. “Na Frísia, o foco é a questão da intercooperação que envolve as cooperativas da região do ABC; a Cocamar é a questão da governança em função do modelo que a cooperativa adota e que deve ser estudado; na Coamo, maior cooperativa do Brasil, queremos conhecer melhor o processo de relacionamento com o cooperado e a capitalização; na Cotriguaçu a finalidade é a questão da logística; na Frimesa, cooperativa central que tem uma especialidade no leite e em suínos, queremos conhecer melhor o funcionamento e a participação na cadeia produtiva como um todo; já na  Copacol e Lar o objetivo é conhecer o processo de agroindustrialização”, contou o superintendente.

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias