cabecalho informe

FACIAP: Presidente da entidade é reconduzido à nova gestão

faciap 14 11 2018O empresário Marco Tadeu Barbosa foi reconduzido ao cargo de presidente da Faciap na Assembleia Geral realizada durante o Congresso Empresarial Paranaense, em Foz do Iguaçu, no dia 9 de novembro. Com isso, a chapa Tempo de Fazer, com Marco Tadeu Barbosa e os novos Conselhos Superior e de Administração, permanece à frente da federação para a gestão 2019-2020. “Assumir um segundo mandato é uma responsabilidade ainda maior”, disse o presidente diante de mais de cem presidentes de associações comerciais que compareceram à Assembleia.

Pautas - Além de dar sequência ao trabalho de aproximação da Faciap com as associações comerciais, principalmente as menores, e ajudá-las a se desenvolver, o presidente acredita que há pautas de Estado que estão sob o olhar do sistema. “Criamos frentes de trabalho para acompanhar de perto assuntos como a logística do Paraná e os contratos de pedágio”, disse ele.

Concessões de rodovias - Segundo ele, a discussão em torno das concessões de rodovias, que vencem em 2020, e da elaboração de novos contratos, mais modernos e que não onerem o setor produtivo, têm a presença de representantes da Faciap. Assim como a construção de um projeto de malha ferroviária para baratear a produção e melhorar a infraestrutura do Estado. “O crescimento econômico do Paraná é uma preocupação constante”, afirmou o presidente.

Aproximação com entidades - O Congresso Empresarial Paranaense também foi uma oportunidade de os presidentes de associações comerciais conversarem com a diretoria da Faciap. Os vice-presidentes que formam o Conselho de Administração (CAD) ficaram na entrada do espaço do evento e receberam todos os representantes de entidades.

Assembleia Geral - Também foi marcada uma reunião antes da Assembleia Geral para que todos os presidentes de associações se apresentassem e pudessem conversar com a diretoria da Faciap. “Quisemos acolher essas lideranças, fazer com que eles se sentissem próximos da federação, porque entendemos que o canal do diálogo precisa estar sempre aberto para que o sistema se fortaleça”, disse Maria Inês Guiné, vice-presidente da Faciap. (Assessoria de Imprensa da Faciap)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias