cabecalho informe

CASTROLANDA: Cooperativa abrirá duas novas unidades em 2019

castrolanda 11 12 2018A Cooperativa Castrolanda recebeu o financiamento de R$ 50 milhões através da agência paranaense do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo (BRDE). A cooperativa tem sua matriz na cidade de Castro e tem mais de 800 cooperados e três mil colaboradores, que são divididos em unidades no estado do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro.

Leite em pó - O dinheiro será usado para abrir uma fábrica de leite em pó integral em Castro, anexa a uma unidade de beneficiamento de leite já existente, que terá capacidade de produção de três mil quilos por hora. A nova fábrica deve ser inaugurada em agosto de 2019. O investimento possibilitará ainda a ampliação em 5% da produção de creme de leite.

Produção de leitões - E a outra fábrica será uma unidade de produção de leitões na cidade de Piraí do Sul, com capacidade de alojamento de 6.500 matrizes e produção semanal de 3.750 leitões. A produção seguirá orientações de bem-estar animal, onde os dejetos gerados serão tratados e utilizados como biofertilizante para a produção agrícola. A previsão é que essa unidade seja inaugurada no primeiro semestre de 2019.

Três turnos - De acordo com o presidente da Castrolanda, Frans Borg, a fábrica de leite em pó vai funcionar em três turnos e deve gerar 50 empregos diretos. “É uma área muito automatizada, diferente da cadeia de suínos, que hoje conta com uma mão de obra expressiva”, explica. Já na unidade de leitões, a previsão é que duplique as vagas de emprego nesse setor da cooperativa. “Na indústria são cerca de 1,5 mil colaboradores, fora os produtores. Com essa ampliação, devemos gerar oportunidades para umas três mil pessoas”, afirma.

Entre as maiores - A cooperativa está entre as maiores empresas do Paraná e teve lucro líquido de R$ 78,3 milhões no ano passado. As operações giram em torno dos produtos e processamentos de carnes, leite, batata e feijão. O financiamento aumentará o ganho de eficiência e a ampliação da capacidade produtiva da Castrolanda. Além disso, contribuirá para a geração e distribuição de renda no campo para os associados, colaboradores e parceiros da cooperativa.

BRDE - Dos cerca de R$ 800 milhões financiados pela agência paranaense do BRDE neste ano, aproximadamente R$ 450 milhões foram disponibilizados para as cooperativas. Os recursos representam um quarto do investimento do sistema cooperativo em 2018, que é de R$ 1,9 bilhão. (Diário dos Campos)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias