cabecalho informe

POLÍTICA: Bolsonaro faz concessões e fecha acordos no Congresso

 

politica 12 06 2019O presidente Jair Bolsonaro celebrou nesta terça-feira (11/06) acordos com partidos do centro e até da oposição. As negociações foram bem-sucedidas - o Congresso Nacional aprovou, por unanimidade, projeto de lei que libera crédito extra de R$ 248,9 bilhões, a ser destinado ao pagamento de despesas correntes. Com isso, a "regra de ouro" da política fiscal será cumprida. Prevista pela Constituição, o dispositivo proíbe que a União se endivide além do orçamento previsto para investimentos públicos.

 

Pagamentos - Sem possibilidade de cumprir a regra de ouro, Bolsonaro vinha ameaçando não pagar benefícios sociais e abortar o Plano Safra. A aprovação do crédito suplementar resolve o problema. O presidente só teve sucesso após fechar acordo que redireciona R$ 2,8 bilhões para a área de educação, obras do Minha Casa, Minha Vida e bolsas do CNPq.

 

Novas concessões - Em outra frente, num dia em que governadores desembarcaram em Brasília para pedir a manutenção de Estados e municípios na reforma da Previdência, o governo demonstrou disposição de fazer novas concessões. Nos bastidores, avalizou algumas mudanças que deverão constar do parecer do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP): um novo sistema de transição para contemplar servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada, além de regras distintas para homens e mulheres nas aposentadorias de professores. O relatório deve ser apresentado amanhã pelo relator.

 

Danos - Ambos os movimentos foram feitos enquanto o governo buscava reduzir possíveis danos causados pela divulgação de mensagens trocadas entre o ministro da Justiça, Sergio Moro, e integrantes da força-tarefa da Lava-Jato. O presidente recebeu Moro no Palácio da Alvorada pela manhã, de onde seguiram de barco para uma solenidade às margens do Lago Paranoá. Chancelado no cargo, Moro seguiu para o Senado e conversou com líderes. Ele deve participar de audiência pública, no dia 19, para dar explicações sobre as mensagens.

 

Interlocução - Bolsonaro tenta iniciar nova fase em sua interlocução com o Congresso. Após comemorar nas redes sociais mais uma redução do preço da gasolina, aproveitou para retomar contato com o setor produtivo. Encerrou o dia ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes, em evento promovido por empresários e industriais na Fiesp. (Valor Econômico)

 

Foto: Agência Brasil

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias