Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias PISCICULTURA: Congresso Internacional reúne todos os elos da cadeia de pescados

 

 

cabecalho informe

PISCICULTURA: Congresso Internacional reúne todos os elos da cadeia de pescados

piscicultura 19 06 2019A produção de pescados, e nele a aquicultura, é um setor estratégico no desafio de dobrar a produção de alimentos com a mesma área de produção até 2050 para alimentar um planeta com 9 bilhões de habitantes. A eficiência na conversão alimentar desta proteína para o produtor e o apelo da saudabilidade para o consumidor levam analistas a projetarem crescimento para a produção e consumo de pescados nos próximos anos. Para se ter uma ideia, a FAO prevê um crescimento no consumo total de pescados da ordem de 33% até 2030 apenas na América Latina e Caribe.

Menor consumo per capita - Apesar de ser exportadora de peixes e grande produtora de aquicultura, a região tem o menor consumo per capita do mundo, com apenas 9,8 quilos por ano. Entretanto, a entidade espera uma alta na casa de dois dígitos para o consumo total de pescados até 2030 em todas as regiões e sub-regiões. A expectativa é de aumento de cerca 33% na América Latina, por volta de 37% na África, de 28% na Oceania e de 20% na Ásia. Em termos de consumo per capita, o consumo mundial deve atingir 21,5 quilos em 2030 com as maiores taxas de crescimento projetadas para a América Latina, com alta de 18%. Enquanto Ásia e Oceania devem avançar cerca de 8%, o consumo por habitante na África deve retrair 2% na próxima década.

 

Organização da cadeia produtiva - Diante deste quadro, uma maior organização da cadeia produtiva para atender este impulso da demanda nunca foi tão importante. O 1º International Congress Fish Congress & Fish Expo Brasil vão reunir os principais agentes deste mercado para debater os principais desafios e oportunidades de um segmento em expansão. Pela primeira vez, um evento vai reunir todos os elos da cadeia produtiva em nível internacional em uma iniciativa que vai realizar simultaneamente um congresso com debatedores de vários países e uma feira com rodadas de negócios com participantes internacionais. Serão debatedores da Europa, Ásia e Américas destacando suas perspectivas para a indústria, a produção, mercado e consumo, anunciou o presidente do International Fish Congress (IFC), Altemir Gregolin.

 

Participantes - De 17 a 19 de setembro o encontro vai receber cerca de 2 000 participantes em Foz do Iguaçu, entre aquicultores, pescadores, empresários, prestadores de serviços, compradores, decisores, profissionais do setor, pesquisadores e formadores de opinião. Em um evento único para esta cadeia, serão mais de 30 palestras sobre sistemas de produção, desafios da indústria e de mercado, tecnologias de produção e processamento, nutrição, sanidade e manejo, além de uma feira com os principais players apresentando novidades tecnológicas para a atividade e apresentação de trabalhos científicos em uma iniciativa que visa incentivar a produção de conhecimento neste segmento no País.

 

O Congresso - Com o objetivo de discutir entraves à competitividade e estratégias de desenvolvimento, o IFC vai apresentar cases de sucesso de outros países, debater formas de aperfeiçoar práticas de produção e seu desenvolvimento sustentável, além de possibilitar a produtores e empresários o acesso a novas  tecnologias e inovações para melhorar a eficiência  e competitividade da cadeia de pescados e a sustentabilidade da atividade sob os aspectos econômico, social e ambiental, destacou Gregolin. “Para isso teremos a participação dos mais renomados pesquisadores e cientistas em nível nacional e internacional, bem como governos, empresários e profissionais dos principais países produtores, como Noruega, Chile, China, Peru e Espanha, entre outros”, antecipou o executivo.

 

A Feira - Para viabilizar a inclusão de pequenos negócios na feira de exposições, sejam empresas de tecnologias, processamento, comercialização ou prestadores de serviços na aquicultura e pesca, o evento vai disponibilizar uma área para estandes com preços acessíveis e até mesmo compartilháveis, divulgou a organizadora da feira e executiva de negócios da primeira edição da Fish Expo Brasil, Eliana Panty. “A ideia é contribuir de alguma maneira com o desenvolvimento de espírito empreendedor dos participantes dos diversos elos da cadeia produtiva através deste espaço. Desta forma, queremos viabilizar aos participantes, sejam micro, pequeno e médio empreendedor aquícola e pesqueiro, o acesso a investidores e conhecimento que possam colaborar com sua formação empresarial e principalmente ser a ferramenta para o acesso a novas tecnologias e inovações no mundo dos negócios”, disse. Outras informações sobre o I International Fish Congress & Fish Expo Brasil estão disponíveis no site do evento www.internationalfishcongress.com.br, ou podem ser obtidas através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou do telefone +55 48 99980 4920.

 

International Fish Congress - Com o lema “Das águas ao consumo” o evento tem o apoio das principais entidades do setor Abipesca – Associação Brasileira da Indústria da Pesca, PeixeBR - Associação Brasileira da Piscicultura, Sindipi – Sindicado dos Armadores e Indústria da Pesca, Abrapes – Associação Brasileira de Fomento ao Pescado e Abpa – Associação Brasileira de Proteína Animal, CNA/Senar e Abras – Associação Brasileira de Supermercadistas. As discussões têm o apoio da FAO - Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação e Mapa através da Secretaria da Aquicultura e Pesca. Entre os apoiadores estão ainda BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, Fundação Terra, Governo do Estado do Paraná, Adapar e Emater. O evento tem ainda o apoio científico da Unila, Unioeste, UFFS, Univali e Instituto Federal Paraná Campus Foz do Iguaçu e Copacol. (Assessoria de Imprensa do evento)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias