Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias RAMO SAÚDE: Cooperativas conhecem modelo alemão de financiamento

 

 

cabecalho informe

RAMO SAÚDE: Cooperativas conhecem modelo alemão de financiamento

 

ramo saude 22 07 2019Dirigentes de cooperativas brasileiras de saúde encerraram na sexta-feira (19/07), na Alemanha, um roteiro técnico voltado para o financiamento dos serviços de saúde e o trabalho de serviços de prevenção. A comitiva de 18 líderes contou com representantes dos sistemas Unimed e Uniodonto, da Federação Nacional de Cooperativas Médicas e da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), que organiza a missão técnica internacional.

 

Reuniões - A delegação incitou as reuniões em Bruxelas, na Bélgica, onde teve a oportunidade de se encontrar com a Aliança Cooperativa Internacional e com a Federação Belga de Cooperativas. O grupo foi também recebido pelo diretor para Sistemas de Saúde, Produtos Médicos e Inovação da Comissão da União Europeia, que compartilhou informações sobre a integração dos sistemas de saúde nos 28 países membros da União Europeia.

 

Alemanha - Já na Alemanha, a delegação buscou informações junto aos principais atores da provisão de serviços de saúde na maior economia europeia. Com apoio da Embaixada do Brasil em Berlim, foram mantidos encontros com agentes públicos e privados responsáveis pela oferta, financiamento e promoção do acesso aos serviços médicos no país.

 

Fundos estatutários - O primeiro compromisso na capital alemã foi um encontro com a Associação Nacional dos Fundos Estatutários. O sistema de fundos estatutários é responsável pela oferta de serviços de saúde para 90% da população. Trata-se de uma parceria público-privada fundada no final do século XIX em que paciente e seu empregador dividem o custo do financiamento de um valor pago mensalmente a um fundo.

 

Financiamento - Durante o encontro, a comitiva teve a oportunidade de conhecer detalhes do financiamento dos serviços de saúde, gestão de hospitais e serviços de medicina de prevenção na Alemanha. A apresentação também abordou os principais desafios encontrados pela organização na expansão da cobertura dos serviços de saúde.

 

Associação Médica - A delegação também se reuniu com a Associação Médica Alemã, entidade que representa 506 mil médicos alemães, tem funções similares à Conselho Federação de Medicina, no Brasil. O grupo pôde conhecer os projetos que fomentam a integração entre os setores público e privado na promoção dos serviços de saúde.

 

Embaixada - A convite do Embaixador do Brasil, Roberto Jaguaribe, a comitiva visitou a Embaixada do Brasil em Berlim. O grupo apresentou ao representante do Governo Brasileiro o panorama do cooperativismo no Brasil e, especificamente, sobre os objetivos da missão. O Embaixador ressaltou a importância do cooperativismo para o adensamento das relações políticas e de cooperação entre o Brasil e a Alemanha.

 

Seguros - A delegação foi ainda recebida por dirigentes da Associação Nacional dos Seguros Privados de Saúde, modalidade equivalente aos planos de saúde no Brasil. Também foi realizada uma visita à Fundação de Ciências da Saúde, entidade recentemente criada pelos agentes de saúde no país para promover o acesso às informações de qualidade sobre saúde e bem-estar.

 

DGRV - A comitiva também teve a oportunidade de se encontrar com dirigentes da Confederação Alemã de Cooperativas, a DGRV. Parceira da OCB há 30 anos, a entidade de cúpula do cooperativismo alemão representa mais de cinco mil cooperativas, que congregam 1 em cada 5 habitantes da Alemanha.

 

Ministério da Saúde - Buscando aprofundar o conhecimento sobre a interação entre governo e setor privado na Alemanha, a delegação brasileira foi recebida pelo Ministério Federal da Saúde. O grupo conhecer aspectos importantes das parcerias público-privadas no país e os pactos que poderiam ser replicados no Brasil. (Informe OCB)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias