cabecalho informe

COOPERATIVISMO: OCB sedia reunião de diretoria da Ocepar

Trabalhar pelo coletivo e construir um cooperativismo forte e sólido. Essa foi a premissa defendida pelo presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Lopes de Freitas, durante a reunião de Diretoria da Ocepar, nesta terça-feira (12/11), na Casa do Cooperativo, em Brasília.

Primeira vez - É a primeira vez que o encontro de diretores da Ocepar ocorre na sede da unidade nacional. A iniciativa simboliza o sentimento de união e integração, o que foi comemorado por todos os presentes. “É isso o que nos dá a certeza da representatividade, da legitimidade. Quem não tem conexão com a base perde essa legitimidade”, afirmou Márcio Freitas, que se disse honrado pela iniciativa.

Presenças - Além de todo o corpo diretivo da Ocepar, também participaram da reunião, a gerente geral da OCB, Tânia Zanella, a gerente Técnica e Econômica, Clara Maffia, a assessora jurídica da OCB, Ana Paula Andrade Ramos Rodrigues, conselheiros do Sescoop/PR e diretores da Federação e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Fecoopar).

Representação - A atuação do Sistema OCB junto aos Três Poderes foi elogiada pelo presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken. “Nós somos um sistema só. E o Sistema OCB começa lá nas cooperativas. Nós sabemos que só estamos bem se estivermos bem representados. E este é o caso”, destacou.

Atuação - Logo após a abertura da reunião, Tânia Zanella discorreu sobre a atuação da OCB focada em temas essenciais para o setor, em especial no que diz respeito ao ambiente das reformas que vem ocorrendo no âmbito do governo federal. Segundo ela, a OCB tem 39 propostas prioritárias de atuação junto ao Legislativo. Mas esse trabalho se estende, alcançando mais de 1,1 mil proposições em debate na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Ela explicou que, atualmente, a entidade tem colhido os frutos dessa atuação. Outro destaque apresentado é que a OCB tem entrado como amicus curiae, no Judiciário, em diversas ações de interesse das cooperativas. “Todo o nosso esforço é para assegurar que as cooperativas tenham sempre o melhor cenário para se desenvolver cada vez mais”, comenta a gerente geral da OCB.

Lei Kandir - Entre os temas de maior impacto, a OCB tem dedicado atenção especial à Lei Complementar 130/2009, às propostas que sugerem a recuperação judicial do produtor rural como pessoa física, à Solução de Consulta Cosit nº 11/2017, à proposta de revogação da Lei Kandir (PEC 42/2019), e à Reforma Tributária.

Cenário político - Foram recebidas as sugestões dos diretores e conselheiros e, após o detalhamento dessas ações, Márcio de Freitas comentou um pouco sobre o cenário político. De acordo com o presidente, “a economia dá os primeiros sinais de melhoria, o que dá esperança de que, com um pouco de sorte, teremos um Natal mais movimentado e, aos poucos, as coisas vão voltar ao normal”, afirmou.

Reunião conjunta - Conforme a agenda repassada pelo presidente da Ocepar, ao longo do dia, os dirigentes participarão ainda uma reunião conjunta dos Conselhos do Sescoop/PR e da Fecoopar. A Direção da Ocepar também participa, a convite.

Debate - Em seguida, serão debatidos registros de cooperativas; o balancete acumulado até 31 de outubro de 2019; a data base dos funcionários do Sistema Ocepar; além de demandas de reuniões anteriores.

Executivo e Judiciário - Está previsto ainda na programação, um encontro entre os paranaenses com a diretoria da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop) e, ainda, duas audiências: uma com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e, outra com representantes do Banco Central. (Assessoria OCB)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias