Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias SICREDI UNIÃO PR/SP II: Em Floraí, cooperativa incentiva leitura para crianças e adolescentes

 

 

cabecalho informe

SICREDI UNIÃO PR/SP II: Em Floraí, cooperativa incentiva leitura para crianças e adolescentes

sicredi uniao 13 11 2019A agência Floraí da Sicredi União PR/SP, no Noroeste do Paraná, está promovendo ação de incentivo à leitura para crianças e adolescentes de escolas municipais e estaduais, mas a iniciativa também é aberta ao público. A programação, iniciada na segunda-feira (11/11), seguiu até 21 horas desta terça-feira (12/11), na Praça João Marques, com contação de história sobre o livro ‘O Pequeno Príncipe’, entrega de gibis e apresentação de teatro sobre educação financeira.

Projeto - A iniciativa faz parte do projeto Casa Mágica Florescendo, que objetiva tirar o foco das crianças e adolescentes dos celulares e apresentar a elas um universo lúdico e de conhecimento por meio dos livros. “Já recebemos mais de 700 alunos aqui nas apresentações e cerca de 350 deles saíram daqui e foram fazer a carteirinha na biblioteca. Estamos muito felizes por motivar o gosto pela literatura”, ressalta a gerente de Negócios da agência, Neiva Natália da Silva Gregati.

Apresentações - Ao longo do dia são realizadas cerca de 15 apresentações de contação de história em uma tenda. Na sequência, os participantes entram no caminhão estande da Sicredi União PR/SP para um bate-papo sobre a lição de vida do Pequeno Príncipe e para reforçar a reflexão sobre a importância da leitura. Por fim, recebem um kit com gibis da Turma da Mônica sobre educação financeira - edição especial lançada pelo Sistema Sicredi e Maurício de Sousa Produções.

Teatro - Na noite desta terça-feira também houve a apresentação do teatro ‘Brincando de Circo’, que faz parte do projeto Caravana Kids, da Sicredi União PR/SP. Na história, os atores Hudson Zanoni e Alexandre Penha interpretam os palhaços Adalberto Pé de Chinelo e Cajuíno Castanho, respectivamente. Juntos, eles sonham em ter o próprio circo, mas sem dinheiro precisam poupar e se desdobram para fazer os personagens da trupe circense.

Pais - “Embora o foco da ação seja crianças e adolescentes, os pais também estão muito participativos e isso é muito importante, porque as crianças falam que eles também ficam muito tempo no celular. Por isso a importância de mudar esse hábito para que haja mais interação entre pais e filhos por meio da leitura de livros e da contação de histórias”, frisa Neiva. (Imprensa Sicredi União PR/SP)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias