DEFESA SANITÁRIA II: Pecuaristas têm obrigação de atualizar cadastro de rebanho; prazo vai até o dia 30 de novembro

 

defesa sanitaria II 14 11 2019Os pecuaristas paranaenses têm prazo até o dia 30 de novembro para atualizar o rebanho de sua propriedade. A ação é obrigatória e está prevista no Decreto Estadual n.º 12.094/2014. Caso não seja feita até o fim de novembro, o pecuarista ficará impedido de movimentar os animais. Além disso, a legislação prevê penalidades, entre elas o pagamento de multa.

 

Sistema de vigilância - “O Estado do Paraná não vacina mais o rebanho contra a febre aftosa, mas continua obrigatório, a cada seis meses, renovar o cadastro de quantos animais o produtor com vistas a alimentar o sistema de vigilância. Pelo serviço de defesa agropecuária, a Adapar, o governo quer saber como o rebanho se movimenta para ter a possibilidade de agir pronta e eficazmente se houver um eventual problema”, disse o secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.

 

Animais - Entre os animais que precisarão ser cadastrados estão bois, búfalos, cabras, ovelhas, suínos, cavalos, jumentos, mulas, galinhas, peixes, além do registro de quantidade de caixas de abelhas. O registro pode ser feito pela internet (veja o passo a passo), nos escritórios regionais da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), no sindicato rural ou na unidade de atendimento agropecuária municipal. (Agência de Notícias do Paraná)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn