Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias ANS: Agência realiza reunião sobre Atenção Primária à Saúde no contexto da pandemia

 

 

cabecalho informe

ANS: Agência realiza reunião sobre Atenção Primária à Saúde no contexto da pandemia

ans I 21 05 2020A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) realizará, nesta quinta-feira (21/05), às 13h30, a reunião virtual “Atenção Primária à Saúde (APS) em tempos de Covid-19”. O objetivo do encontro é apresentar um panorama geral sobre o novo papel da atenção primária no contexto da pandemia.

Experiência - Na reunião, será apresentada a experiência da Cambridge Health Alliance (CHA) nos Estados Unidos e abordados temas como o “novo normal” em Atenção Primária à Saúde e o papel das operadoras de planos de saúde nesse contexto. Clique aqui para acessar a programação completa do evento.

Gratuito - A participação é gratuita, aberta a todos os interessados, e poderá ser acompanhada por meio do seguinte link. A ação é uma iniciativa da ANS em parceria com o Institute for Health Care Improvement (IHI), a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) e o Hospital Alemão Oswaldo Cruz, que compõem a equipe responsável pelo Projeto Cuidado Integral à Saúde - Projetos-Piloto em APS, e faz parte de uma série de ações que a Diretoria de Desenvolvimento Setorial (DIDES) da Agência vem realizando no contexto da pandemia.

Programa de Certificação de Boas Práticas em Atenção à Saúde - A ANS possui diversas ações de indução de melhoria da qualidade em saúde, dentre elas, o Programa de Certificação de Boas Práticas em Atenção à Saúde, que tem como primeiro módulo o Programa de Certificação em APS. Instituída pela Resolução Normativa nº 440/2018, é uma iniciativa de adesão voluntária e tem o objetivo de incentivar a adoção da atenção primária na saúde suplementar brasileira.

Pilares - O Programa tem como base os principais pilares nacionais e internacionais de estruturação dos cuidados primários à saúde, tais como:

- APS como porta de entrada do sistema – primeiro contato e acolhimento;

- Longitudinalidade do cuidado;

- Alta coordenação do cuidado;

- Integralidade do cuidado;

- Heterogeneidade das demandas;

- Centralidade no paciente e sua família; e

- Orientação ao paciente e à comunidade.

Saiba mais clicando aqui.

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias