cabecalho informe

FÓRUM DOS PRESIDENTES I: Evento virtual reúne 180 dirigentes e discute o novo planejamento estratégico do setor

“Quando há um rumo definido e objetivos para o futuro, aumentam as chances de se acertar o alvo”, afirmou o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, na abertura do 1º Fórum Digital dos Presidentes de Cooperativas do Paraná, na tarde desta terça-feira (28/07). O evento on-line reuniu cerca de 180 dirigentes cooperativistas e teve como principal tema debater a estruturação do novo plano estratégico do setor. “Até a Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Ocepar, em 2 de abril de 2021, quando a entidade completará 50 anos, pretendemos ter uma proposta elaborada, que será submetida aos cooperativistas para que decidam sobre sua continuidade”, explicou Ricken. “Com o novo planejamento estratégico do cooperativismo, o PRC200, vamos desafiar as cooperativas paranaenses a alcançar a meta de R$ 200 bilhões em faturamento. Parece audaciosa, mas é um objetivo que se pode ver no horizonte e, se a gente fizer a lição de casa, nos estruturarmos, poderemos chegar neste patamar com segurança”, disse.

Desafio - O ano de 2020 marca o fim do ciclo do PRC100, que tinha como meta financeira um faturamento conjunto das cooperativas paranaenses de R$ 100 bilhões, objetivo que será superado até dezembro, com uma estimativa de alcançar os R$ 102 bilhões, segundo estimativas da Ocepar. “Agora, o desafio é R$ 200 bilhões. Se mantivermos o mesmo crescimento dos últimos 10 anos, temos condições de chegar a esse valor em 2026”, projetou Ricken. O dirigente lembrou que, em 2014/15, quando foram traçadas as metas para o PRC100, o setor tinha um faturamento próximo a R$ 50 bilhões, e a meta de dobrá-lo em cinco anos, naquele momento também pareceu um objetivo difícil de ser realizado. “Pelo mesmo princípio, vamos agora em busca de um novo desafio. E não se trata somente da meta financeira: o planejamento estratégico é um conjunto de ações que fortalece o cooperativismo em inúmeros fatores e envolve o setor num estudo profundo que indica o que fazer para potencializar os resultados de nosso trabalho, em todas as áreas”, ressaltou. 

PRC200 - O PRC200 terá seis diretrizes fundamentais, cada qual com metas específicas cuja aplicabilidade será debatida pelo setor nos próximos meses. A inspiração para a formatação do plano foram as discussões realizadas em 2019, no Congresso Brasileiro de Cooperativismo (CBC). “Representação; Comunicação; Administração de Cooperativas; Inovação; Intercooperação e Mercado. Estes vão ser os temas de base para o novo planejamento do cooperativismo paranaense”, explicou Ricken.

Compromisso - O presidente da Ocepar ressaltou o compromisso do cooperativismo com a sociedade, neste momento de dificuldades causadas pela pandemia. “A maioria das cooperativas se manteve em plena atividade, por atuar em segmentos essenciais, contribuindo para garantir o abastecimento de alimentos e a prestação de serviços importantes para a população, sejam na saúde, no transporte, na produção agropecuária, na disponibilização de crédito aos empreendedores, entre outros setores”, disse. Segundo Ricken, as cooperativas estão fazendo um esforço constante em assegurar condições seguras de trabalho a seus cooperados e funcionários. “A saúde e a segurança das pessoas é prioridade no setor”, enfatizou.

Diferencial - De acordo com ele, em momentos extremos como o atual, ter um planejamento estratégico faz a diferença no dia a dia de uma cooperativa. “No universo dos negócios, para estar pronto a responder às dificuldades, é preciso antever riscos e ameaças, tendo um norte e um objetivo claro de crescimento. Esse suporte de informações contribui para que as decisões sejam tomadas no momento certo, sem adiamentos, com o alinhamento de todos os seus públicos”, disse. “No cooperativismo, o planejamento formal tem sido uma tarefa prioritária do Sistema Ocepar há décadas, num trabalho que ganhou força com o PRC100, um conjunto de ações que visa preparar o setor para os desafios do futuro, e que agora terá continuidade com o PRC200”, concluiu.

Indicadores - Durante o evento virtual, o presidente apresentou os indicadores econômicos e sociais do cooperativismo do Paraná. Atualmente, as 215 cooperativas ligadas à Ocepar congregam 2,6 milhões de cooperados, geram mais de 110 mil empregos diretos e promovem investimentos anuais de R$ 3,5 bilhões, principalmente em estruturas agroindustriais. O setor deve fechar o ano de 2020 com um faturamento de R$ 102 bilhões ou mais, e um resultado líquido em sobras do exercício de R$ 5,4 bilhões.

Presenças - O 1º Fórum Digital de Presidentes contou com a presença do governador e do vice-governador do Paraná, Ratinho Junior e Darci Piana, além do secretário da Agricultura, Norberto Ortigara, do vice-presidente do BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul), Wilson Bley Lipski, do diretor administrativo do BRDE, Luiz Carlos Borges da Silveira, do presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Lopes de Freitas, além dos ex-presidentes da Ocepar, João Paulo Koslovski e Dick de Geus. Também prestigiou o evento, o presidente em exercício do Crea-PR, Osvaldo Danhoni. Durante o fórum, o economista José Mendonça de Barros fez palestra sobre os cenários e perspectivas da economia brasileira e mundial, e a advogada e professora da PUCPR, Leila Dissenha, fez palestra sobre a viabilidade de constituição da Câmara de Mediação e Arbitragem do Cooperativismo.

Clique aqui para conferir a apresentação do presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias