REUNIÃO INSTITUCIONAL: 41º encontro é realizado por videoconferência com a Unimed Vale do Piquiri

Representantes da Unimed Vale do Piquiri, liderados pelo presidente da cooperativa, Sérgio Morozowski, participaram, na tarde desta quarta-feira (12/08), da 41ª reunião institucional promovida pelo Sistema Ocepar por videoconferência. Na oportunidade, foi realizada a apresentação da situação econômico-financeira da cooperativa, por meio de indicadores e comparativos com outras cooperativas paranaenses do mesmo ramo e região. A ação tem o propósito de promover o aprimoramento da gestão. Morozowski estava acompanhado do diretor vice-presidente, José Aurélio Corrêa Marcondes, e do diretor superintendente, Sidney Calixto Junior.

Abertura - O encontro foi aberto pelo coordenador da área de monitoramento da Gerência de Desenvolvimento Cooperativo (Gecoop) do Sescoop/PR, João Gogola Neto. “Devido à questão da pandemia, todos os profissionais do Sistema Ocepar estão trabalhando de forma remota, para preservar a saúde do quadro laboral. Estamos atuando nesse modelo há aproximadamente cinco meses. Mas para que não houvesse nenhuma perda em relação à qualidade do trabalho, nossa diretoria executiva estruturou todas as equipes para que pudéssemos manter esse acompanhamento, mesmo que virtualmente, da situação financeira e econômica, de desenvolvimento e capacitação das nossas cooperativas. E nós sabemos que vocês, da Unimed Vale do Piquiri, acompanham os números com bastante afinco”, disse.

Reunião da diretoria - Ele informou ainda que o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, e os superintendentes, Robson Mafioletti, da Ocepar, Nelson Costa, da Fecoopar, e Leonardo Boesche, do Sescoop/PR, estavam reunidos com os demais diretores da entidade naquele mesmo momento, discutindo temas de grande interesse para o cooperativismo, como a reforma tributária. “Estão sendo analisadas as propostas em tramitação no Congresso Nacional e o impacto delas no cooperativismo. Com base nisso, estamos buscando apoio da Frencoop (Frente Parlamentar do Cooperativismo) para que sejam aprovadas medidas que não causem prejuízos às cooperativas”, ressaltou.

Programação - Na sequência, o analista técnico Rodrigo Gandara Donini apresentou o cenário econômico e financeiro da Unimed Vale do Piquiri. Ele iniciou mostrando os números do cooperativismo paranaense e do ramo saúde no Estado. Depois, trouxe dados referentes à evolução da cooperativa em relação a diversos indicadores, como valor agregado, matriz de risco, estrutura operacional, capitalização, margem Ebtida, patrimônio líquido, tesouraria, liquidez, entre outros. Domini também abordou outro ponto levantado pela coordenação de monitoramento especialmente nesse período, que são os impactos da pandemia nos negócios do cooperativismo paranaense. Nesse trabalho, foram selecionados 20 indicadores e demonstrada a situação da cooperativa em relação a eles.

Sescoop/PR - Ao final, o coordenador de Desenvolvimento Cooperativo, Humberto Cesar Bridi, falou sobre as atividades finalísticas do Sescoop/PR, destacando o portfólio de programas e ações de capacitação profissional, promoção social, monitoramento e gestão disponíveis para as cooperativas paranaenses e em quais a Unimed Vale do Piquiri já está inserida. O presidente da cooperativa afirmou que há grande interesse no Programa de Compliance. “Essa é uma área bastante sensível. Nós temos uma preocupação em relação a essa questão porque aumentaram muito as exigências, como as da ANS (Agência Nacional da Saúde), por exemplo, em relação às operadoras dos planos de saúde. Além disso, há a circulação de muitas informações das pessoas físicas em nosso setor. Já fizemos uma sensibilização com nossos funcionários sobre o tema, mas ainda falta um pouco de expertise. Por isso, gostaria de mais informações sobre o programa, para que possamos capacitar alguns de nossos colaboradores”, afirmou.

Agradecimento - Morozowski agradeceu a apresentação feita pelos profissionais do Sistema Ocepar e comentou que, mesmo com a pandemia, a cooperativa não está tendo problemas com inadimplência, “nem por parte das empresas, nem das pessoas físicas”, frisou. “Também não tivemos nenhuma solicitação de desligamento dos planos. Então, nesse sentido, a situação está mais ou menos equilibrada”, acrescentou. De acordo com ele, a preocupação no momento é com o hospital mantido pela cooperativa com recursos próprios. Morozowski disse que houve dificuldade em acessar uma linha de crédito disponibilizada pelo governo federal para amenizar os efeitos econômicos da pandemia. Como não atendia às necessidades da cooperativa, eles desistiram do financiamento. “Dessa forma, quem vai dar essa sustentabilidade ao hospital é a própria cooperativa e nós já montamos uma pequena estratégia, na tentativa de dar um suporte”, acrescentou o presidente da Unimed Vale do Piquiri. Ainda segundo ele, a área de atuação restrita da cooperativa limita ampliar o número de médico cooperados e de beneficiários. “Mas temos nos mantido sem perdas e sempre com aumento de serviços prestados”, complementou.

A cooperativa - Com sede em Palotina, no Oeste do Paraná, a Unimed Vale do Piquiri foi fundada em 25 de novembro de 1987. Sua área de atuação abrange os municípios paranaenses de Francisco Alves, Maripá, Nova Santa Rosa, Palotina e Terra Roxa. A cooperativa possui 25 médicos cooperados, 8.405 beneficiários, de planos pessoa jurídica e pessoa física, e 62 funcionários.

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn