Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias REUNIÃO INSTITUCIONAL III: Questões relativas ao ramo transporte são debatidas na apresentação dos indicadores da Coopitran

 

 

cabecalho informe

REUNIÃO INSTITUCIONAL III: Questões relativas ao ramo transporte são debatidas na apresentação dos indicadores da Coopitran

O presidente da Cooperativa dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Pitanga (Coopitran), Josélio Ferreira Prates, participou, na tarde desta segunda-feira (21/09), da 65ª reunião institucional virtual promovida pelo Sistema Ocepar com o objetivo de apresentar a situação econômico-financeira da cooperativa, por meio de indicadores e comparativos com outras cooperativas paranaenses do mesmo ramo e região. Prates estava acompanhado dos cooperados Edson Laconski e Luís Fernando. No encontro, eles também tiveram a oportunidade de levantar as demandas do segmento e esclarecer dúvidas. A videoconferência foi conduzida pelo analista técnico do Sescoop/PR, Jesse Rodrigues.

Adaptação - Ele começou lembrando que, em tempos normais, a equipe técnica do Sistema Ocepar inicia as reuniões institucionais a partir do mês de abril, começando pelas grandes cooperativas. Mas, com o advento da pandemia, em março, a entidade teve que se adaptar à nova realidade. “Todas as reuniões que fizemos até agora foram on-line, com objetivo de evitar qualquer problema. Nós sabemos que há empresas que estão voltando às atividades normais, mas estamos buscando a maior segurança possível visando evitar o contágio da doença. Ainda não temos autorização para viajar e estamos realizando tudo de forma virtual. Em Curitiba, o prédio da Ocepar está fechado, sofrendo algumas adaptações e até melhorias, para que possamos voltar gradualmente às atividades presenciais com menor risco possível, enquanto não houver uma solução para essa pandemia”, explicou.

Acompanhamento - Rodrigues destacou ainda que, diariamente, a diretoria executiva do Sistema Ocepar se reúne com os gerentes e coordenadores da entidade para fazer um acompanhamento sobre as mudanças que estão ocorrendo em virtude desse estado de pandemia, especialmente na legislação, e os reflexos delas no cooperativismo paranaense, com o propósito de desencadear as ações necessárias. “O objetivo sempre foi minimizar os impactos negativos no setor e aproveitar as oportunidades. Principalmente no começo, houve um grande problema relacionado aos caminhoneiros, com as rodovias fechadas, e o Sistema também esteve mobilizado, por meio da OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras), para possibilitar que as cooperativas de transporte continuassem mantendo suas atividades. Várias questões foram tratadas com a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), como multas e registro de caminhões, que tiveram o prazo prorrogado, evitando problemas para o setor. O ramo transporte, além do agropecuário, por exemplo, é muito importante, pois está entre as atividades consideradas essenciais e atua levando especialmente alimento para os mais diversos lugares”, frisou.

Mais ações- Ao discorrer sobre o trabalho de representação institucional, o analista do Sescoop/PR ressaltou a atuação do Sistema Ocepar contemplando outros segmentos do cooperativismo paranaense, como as propostas encaminhadas ao Ministério da Agricultura para o Plano Safra 2020/21, as diversas reuniões realizadas com a ministra Tereza Cristina, com o Banco Central, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), outras instituições financeiras, com o governador Ratinho Junior, o vice-governador, Darci Piana, secretários de estado, entre outras autoridades e entidades parceiras. “Todas as ações estão sendo realizadas no sentido de defender os interesses das cooperativas”, acrescentou Rodrigues. Ele também apresentou o propósito e as diretrizes estratégicas da entidade referente à gestão 2019/2013, os números do cooperativismo paranaense e do ramo transporte, além do cenário econômico-financeiro da Coopitran e o levantamento sobre o impacto da pandemia do novo coronavírus nos negócios da cooperativa e do setor.

Programação - A reunião contou ainda com a participação do analista da Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar (Getec), Moisés Tokarski, que falou sobre os indicadores da economia brasileira, como PIB, IPCA, câmbio e Selic, complementando com informações sobre pedágio e as propostas que a entidade está apresentando em relação às novas concessões rodoviárias no Paraná. A videoconferência encerrou com a apresentação feita pelo coordenador de Desenvolvimento Cooperativo, Leandro Macioski, sobre o portfólio de programas e soluções disponíveis para a cooperativa nas áreas de formação profissional, promoção social, monitoramento e gestão.

Sobre o ramo e a Coopitran - No Paraná, há atualmente 37 cooperativas do ramo transporte registradas no Sistema Ocepar, das quais 33 atuam com carga rodoviária e quatro com transporte de passageiros, somando uma frota de 3.368 veículos e 3.496 cooperados. No ano passado, elas faturaram R$ 354,3 milhões. A Coopitran, sediada em Pitanga, na região Centro-Oeste do Paraná, tem 57 cooperados, quatro funcionários e frota de 58 caminhões. Em 2019, alcançou a cifra de R$ 21,7 milhões em faturamento. A cooperativa atua no transporte de cargas, principalmente grãos. Também fornece peças e combustível aos cooperados.

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias