cabecalho informe

ARTIGO: Auxílio Emergencial e criptomoedas, as "novidades" do IR 2021

artigo 05 04 2021*Eleutério Benin

Acertar as contas com o "Leão" é um compromisso anual para muitos brasileiros e requer atenção e organização com informes e documentos. Apesar de ser inevitável para quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2020, boa parte dos contribuintes ainda repete práticas dos anos anteriores e deixa o preenchimento para a última hora. E essa correria pode induzir o declarante a equívocos que trazem problemas e, até mesmo, multas.

Em 2021, o Imposto de Renda (IR) tem novidades, como a criação de códigos para informe de criptomoedas e a obrigatoriedade da declaração do recebimento do auxílio emergencial por contribuintes não isentos. Essa pode ser uma das maiores preocupações neste ano e, por consequência, concentrar a maior incidência de erros.

Para não ter complicações com a Receita Federal, a dica é entregar a declaração pelo menos duas semanas antes do prazo, que encerra no dia 30 de abril. Assim, evita erros de preenchimento que podem ser, inclusive, de digitação. Também é mais fácil perceber a falta de documentos importantes, como os informes de rendimentos, e conseguir a informação a tempo.

Por isso, a organização continua sendo a grande aliada. O preenchimento fica mais fácil quando o contribuinte separa documentos dos dependentes, dos bens e de doações realizadas, por exemplo. Também é fundamental organizar os informes das instituições financeiras, do empregador, comprovantes de despesas com saúde, educação, além de pagamentos e rendimentos com aluguéis, caso existam. Em casos de rendimentos mais altos e muitos documentos para anexar ou analisar, o ideal é buscar informações especializadas com um profissional de contabilidade.

Não declarar o IR gera multa e outras complicações, como o bloqueio do CPF. Ao contrário, antecipar a entrega pode garantir vantagens, como a antecipação da restituição. Esse recurso extra é um bom estímulo para iniciar um novo investimento e começar de vez o planejamento do orçamento para uma vida financeira mais próspera.

*Eleutério Benin é diretor executivo da Sicredi Iguaçu PR/SC/SP, cooperativa que atua na região de Campinas (SP), no interior do Paraná e de Santa Catarina.

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias