ARTIGO: Índice de saúde financeira

artigo 03 09 2021*Rodrigo Martimiano da Rocha

Existem coisas que são inerentes a todas as pessoas, e cuidar de nossas finanças é uma delas, seja diretamente, seja dentro de relações familiares, ou até mesmo por meio da contratação de profissionais para auxiliar neste quesito. Todos, de alguma forma, já passaram por situações de problemas financeiros a serem resolvidos: às vezes mais dolorosos, como excessos de gastos que levaram ao estouro de orçamentos, queda na receita pessoal ou familiar que geraram apertos financeiros, ou emergências financeiras inesperadas; mas também alguns problemas um pouco mais tranquilos de lidar, como a dúvida de como investir seus recursos. Como tudo na vida, quanto mais informação e ajuda tivermos para lidar com este quesito, melhor.

Para auxiliar os brasileiros, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), em parceria com o Banco Central, universidades e mais de 70 profissionais que atuam no mercado financeiro, desenvolveram seguindo critérios internacionais uma calculadora para determinar o índice de saúde financeira do brasileiro.

O índice é calculado respondendo um questionário disponível gratuitamente - e para todas as pessoas -, no site da instituição no link https://indice.febraban.org.br/calcule-seu-indice. O questionário é impessoal (não há necessidade de cadastro ou informar qualquer tipo de dado) e leva em consideração itens relacionados às habilidades de lidar com seu dinheiro, comportamento financeiro, segurança e liberdade financeira. O intuito do questionário é informar como está seu índice e em quais áreas de finanças pessoais você tem que buscar mais auxílio/conhecimento para melhora da sua saúde financeira.

A ferramenta serve para que cada um possa descobrir como está seu índice, mas também serve como um banco de dados para levantamento da situação de toda a população e, assim, auxiliar na geração de conteúdo direcionado para cada necessidade. Algumas informações já podem ser analisadas com o auxílio dos resultados obtidos, como o fato de a pesquisa apontar que as regiões sul e sudeste possuem os melhores indicadores no país. Também pode ser observado que apenas 34% das pessoas se dizem capazes de reconhecer um bom investimento e, mesmo assim, apenas 38% das pessoas percebem que precisam buscar orientação financeira. Outra informação importante que aparece é que 64% das pessoas não têm segurança sobre seu futuro financeiro.

Aproveite mais esta ferramenta, calcule seu índice e não deixe de buscar formas para ter uma melhora na sua saúde financeira.

Ficou com dúvida? Escreva para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

*Rodrigo Martimiano da Rocha é colaborador Uniprime e profissional com Certificação CFP®.

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn