cabecalho informe

ENCONTRO ESTADUAL XI: O cooperativismo é um princípio ético e uma filosofia de vida

O filósofo e doutor em Educação, Mário Sérgio Cortella, ministrou a palestra com o tema “Qual é a tua obra? Inquietações propositivas sobre gestão, liderança e ética” no Encontro Estadual de Cooperativistas Paranaenses. Para Cortella, é preciso ampliar os investimentos em educação. “Houve melhoras, diria que estamos saindo da UTI (Unidade de Terapia Intensiva), mas ainda estamos no hospital nas questões educacionais. Se fizer um esforço nacional, e entendermos educação como uma questão de estado e não de governo, e firmar parcerias de cooperação, vamos, talvez, poder chegar a 2022, quando teremos 200 anos da Independência do Brasil, com um crescimento que honre a 6ª economia mais rica do planeta, que é a de número 66 em educação. Essa defasagem é criminosa”, disse.

Única alternativa - Na opinião do filósofo, o cooperativismo é a única alternativa de uma sociedade baseada na partilha, que “não vitime homens e mulheres em qualquer lugar do planeta com a incapacidade de uma condição de vida que seja mais coletivamente digna. O cooperativismo não precisa ser feito de um único modo, mas seus princípios são os princípios da vida humana. O cooperativismo não é apenas um modo de fazer negócio, uma maneira de organizar a produção, ele é, acima de tudo, um jeito de viver. É um princípio ético e uma filosofia de vida”, concluiu.

Formação e carreira - O professor Mário Sérgio Cortella é graduado em Filosofia, Mestre em Educação pela PUC/SP e Doutor em Educação pela PUC/SP. Também é professor titular da PUC-SP, professor-convidado da Fundação Dom Cabral e da FVG/SP. Comentarista da rádio CBN e do Jornal da Cultura, na TV Cultura, Cortela é ainda membro do Conselho Técnico Científico de Educação Básica da CAPES/MEC. Foi assessor especial da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, em 1989, e chefe de gabinete do professor Paulo Freire na Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, em 1990. Foi secretário municipal de Educação de São Paulo, entre 1991 e1992. Professor "Honoris Causa" da Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo, é, ainda auto de diversas obras consagradas, entre as quais, “Qual é a tua Obra? Inquietações Propositivas sobre Gestão, Liderança e Ética”, tema da palestra ministrada no Encontro Estadual.

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias