PARANÁ: Produção industrial cresce 9,8% em julho

A produção industrial paranaense cresceu 9,8% - bastante acima da média nacional, que mostrou variação de 2,0% -, no comparativo entre julho de 2013 com o mesmo mês do ano passado. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal Regional - Produção Física (PIM-PF), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Avanço - Na comparação com junho, a atividade industrial registrou avanço de 1,9% em julho deste ano, enquanto na média brasileira houve recuou 2,0%. No mês, a maioria das atividades pesquisadas aumentou o volume de produção, com destaque para máquinas, aparelhos e materiais elétricos, veículos automotores, alimentos e madeira. De acordo com a economista do Núcleo de Macroeconomia e Conjuntura, do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), Ana Silvia Martins Franco, o Paraná apresentou a segunda maior expansão da produção da indústria no País, atrás apenas do Pará (3,0%) em julho.

Mês - Dos quatorze ramos pesquisados no Estado, dez tiveram alta no mês. No setor de máquinas, aparelhos e materiais elétricos houve aumento de 56,2%. O resultado é explicado, especialmente, pela maior produção de cabos de fibras ópticas para uso em telecomunicações e transformadores. No segmento de máquinas e equipamentos o acréscimo foi de 47,1%, puxado por equipamentos para processamento de celulose, maquinário agrícola e para a indústria têxtil e elevadores. Também houve expansão nos ramos de edição, impressão e reprodução de gravações (27,5%); minerais não metálicos (10,8%); e veículos automotores (10,4%).

Ano - No ano, a produção da indústria do Paraná acumula alta 2,6%, ante crescimento de 2,0% da média nacional. No Estado, nove dos quatorze setores pesquisados apresentaram expansão das atividades. Para a economista do Ipardes, apesar do bom desempenho, a indústria do Paraná, a exemplo da nacional, ainda sente os reflexos do encolhimento não apenas da demanda externa, provocada pela desaceleração da economia internacional, mas também da demanda interna. “Os números de julho e do acumulado do ano de 2013 sinalizam a recuperação dos níveis de produção da indústria paranaense, determinada pelo aumento da renda do agronegócio, aliados à política de atração de investimentos e da valorização do setor produtivo”, garante Ana Silvia. (Agência de Notícias do Paraná)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn