Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias CREDICOAMO: Cooperativa tem sobras líquidas de R$ 98,68 milhões

 

 

cabecalho informe

CREDICOAMO: Cooperativa tem sobras líquidas de R$ 98,68 milhões

Os associados da Credicoamo Crédito Rural Cooperativa aprovaram, nesta quinta-feira (28/02), em Assembleia Geral Ordinária (AGO) ocorrida em Campo Mourão (PR), a prestação de contas e a distribuição de sobras do exercício de 2018. A Credicoamo registra ativos de R$ 2,39 bilhões, com crescimento de 9,55% e um patrimônio líquido de R$ 631,19 milhões, com crescimento de 15,72%. Na demonstração do resultado do exercício apresentou receita global de R$ 207,91 milhões e sobras no valor de R$ 98,68 milhões, com crescimento de 18,45% em relação ao ano de 2017.

Solidez - “Em 2018 a Credicoamo registrou novamente bons resultados, os quais somente foram possíveis pela efetiva participação dos associados no dia a dia de nossa cooperativa. Os resultados foram positivos também pelo profissionalismo e dedicação dos nossos funcionários”, comenta o diretor-presidente da Credicoamo, José Aroldo Gallassini. Ele diz que o grau de solvência ou índice de Basiléia de 44,15%, que é a relação do patrimônio líquido com os ativos ponderados pelo risco, é bem superior ao índice mínimo de 15%, determinado pelo Conselho Monetário Nacional, em conformidade com o Comitê da Basiléia, superando em 29.15 pontos, o que demonstra a solidez da Credicoamo.

Operações - Em 2018 foram contratadas 15.157 operações de crédito e aplicados recursos na ordem de R$ 1,46 bilhão. A cooperativa ocupou a 17ª posição entre as instituições aplicadoras de crédito rural (custeio, investimento e estocagem), conforme dados do Banco Central do Brasil, sendo que no custeio agrícola ocupou a 10ª posição. “Destacamos o expressivo volume de seguro agrícola contratado no ano 2018, com importância segurada de R$ 1,07 bilhão, para uma área de 407.852 hectares e 5.245 apólices”, destaca Gallassini. Informa ainda que foram instaladas novas agências em Itaporã e Sidrolândia, no Mato Grosso do Sul e as agências de Brasilândia do Sul, Cândido de Abreu e de Dez de Maio, no Paraná.

Fatos - Dentre os fatos relevantes ocorridos em 2018, estão o lançamento do novo site da Credicoamo, que com um visual moderno, disponibiliza várias informações como por exemplo produtos e serviços, canais de atendimento e informações institucionais. Outro marco histórico foi o lançamento do serviço de atendimento por internet banking, que agrega modernidade e comodidade para os milhares de associados da cooperativa que podem realizar consultas e transações financeiras de um jeito simples, prático e seguro. Os associados podem acessar suas contas correntes através do aplicativo no celular ou através do computador pessoal pelo site.

Crescimento - A Credicoamo encerrou o ano com 19.381 associados, com crescimento de 4,27% em relação a 2017, os quais são atendidos nas 46 agências localizadas no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. “Podemos dizer que 2018 foi de sucesso para a Credicoamo, onde não nos faltou compreensão e apoio daqueles que sempre estiveram conosco: nossos associados, funcionários, instituições financeiras, órgãos governamentais e entidades de classe. A todos, os nossos sinceros agradecimentos”, finaliza Gallassini.

Lançamento do livro - Durante a AGO da Credicoamo foi lançado um livro com a biografia do engenheiro agrônomo, José Aroldo Gallassini, idealizador e diretor-presidente da Coamo e da Credicoamo. A obra tem o título “José Aroldo Gallassini – Uma Visão Compartilhada, a inspiradora trajetória do presidente da maior cooperativa agrícola da América Latina” e foi entregue para o superintendente da Ocepar, Robson Mafioletti.

Realizações - No livro, Gallassini partilha sua experiência, empreendedorismo e cooperativismo, e mostra o que foi realizado com êxito nesses anos todos. Ele conta um pouco da sua trajetória empresarial e também da sua origem, bem como relata sua opção de vida pela agricultura e cooperativismo, e o compromisso com os associados da Coamo e da Credicoamo. (Imprensa Coamo)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias