cabecalho informe

COMPLIANCE: Ex-ministro que colaborou com a regulamentação da Lei Anticorrupção participa de lançamento do Programa

O ex-ministro-chefe da Controladoria Geral da União (CGU) e sócio da Warde Advogados, Valdir Simão, que colaborou com a regulamentação da Lei n° 12.846/13, conhecida como Lei Anticorrupção, será um dos palestrantes convidados do evento de lançamento do Programa de Compliance do Cooperativismo Paranaense que ocorrerá dia 29 de abril, na sede do Sistema Ocepar, em Curitiba.

A Lei - Em vigor desde 2013, a Lei Anticorrupção pune empresas por atos de corrupção contra a administração pública. As empresas serão responsabilizadas por práticas ilícitas e poderão pagar multa de até 20% de seu faturamento. Elas também terão que adotar mecanismos de controle e políticas internas anticorrupção, em que se contempla um código de ética, treinar a equipe em relação à Lei Anticorrupção e ter um canal de denúncia. No dia 29, Simão irá tratar sobre o tema em sua palestra intitulada “Governança e Compliance: novo paradigma no ambiente de negócios”.

Mais - Já o professor da PUCPR, Jelson Oliveira, abordará a questão “Diálogo sobre Compliance: responsabilidades, desafios e perspectivas para as cooperativas”, na segunda palestra que faz parte da programação, que será aberta pelo presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, e pelo decano da Escola de Negócios da PUCPR, Bruno Henrique Rocha Fernandes.

Apresentação - A apresentação do Programa de Compliance do Cooperativismo Paranaense para os presidentes, dirigentes e gestores das cooperativas do Paraná ficará a cargo do superintendente do Sescoop/PR, Leonardo Boesche. “O Sistema Ocepar, por meio do Comitê de Autogestão do PRC 100, o planejamento estratégico do cooperativismo paranaense, identificou a necessidade de promover a estruturação de mecanismos de integridade nas cooperativas do Paraná. Nosso objetivo é contribuir com a implantação de um Programa de Compliance efetivo, alinhado às demandas da sociedade e contemplando aspectos éticos, legais e de gestão, com o propósito de promover a cultura de integridade nas sociedades cooperativas, envolvendo todos stakeholders”, afirma Boesche.

O Programa - O Programa contempla uma série de atividades, entre as quais, a realização de um curso para formação do agente de Compliance, que deverá ocorrer nas cooperativas que aderirem,tendo como público-alvo a equipe que atua ou irá atuar nessa área. Serão tratados os seguintes temas: Diagnóstico, Avaliação de risco, Código de conduta, Controles internos, Gestão de terceiros, Relacionamento com cooperados, Treinamento e comunicação, Canal de Denúncias, Monitoramento e auditoria. Além da parte teórica, os agentes de Compliance vão ainda poder aliar os conhecimentos à prática, por meio de um Programa de mentoria.

Certificação - Uma outra meta importante é preparar as cooperativas do Estado para que elas obtenham diferentes certificações que atestem a qualidade de sua gestão.

Mais informações - Mais informações sobre o evento de lançamento do Programa de Compliance do Cooperativismo Paranaense podem ser obtidas com Alfredo K. Souza (41 3200 1144 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ). Inscrições com Tiago Fernandes Gomes (41 2300 1148 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ).

compliance folder 23 04 2019

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias