cabecalho informe

AGRÁRIA: Diretores realizam ação de segurança no trabalho com colaboradores

 

O alarme de emergência soou nas três unidades da Agrária – Guarapuava, Pinhão e Vitória – na manhã de segunda-feira (29/04). De forma organizada, assim como ocorre sempre que há um simulado ou emergência real, os colaboradores das áreas industriais e operacionais evacuaram as áreas e se reuniram nos pontos de agrupamento. A surpresa foi geral quando, nos locais, estavam sendo aguardados pelos diretores da cooperativa.

 

Dia Mundial - O objetivo da diretoria foi reunir os colaboradores para dialogar sobre a importância da segurança no trabalho para o bem-estar das pessoas na cooperativa, bem como o papel de cada um para o atingimento da meta de zero acidente com afastamento. A ação foi alusiva ao Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho, instituído pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) e celebrado no dia 28 de abril.

 

Envolvimento - Em torno de 600 pessoas foram envolvidas diretamente na ação. Como todas as áreas foram evacuadas, tal como se houvesse uma emergência real, participaram também colaboradores terceiros e motoristas que estavam nas unidades.

 

Conversa - O diretor presidente Jorge Karl conversou com os colaboradores da unidade Guarapuava, enquanto o vice-presidente Manfred Majowski foi à unidade Pinhão, e o diretor financeiro Arnaldo Stock e o diretor secretário Edmund Gumpl falaram com a equipe da unidade Vitória.

 

Chacoalhada - “A ideia foi dar uma chacoalhada na rotina dos colaboradores, começando a semana de forma diferente, soando o alarme e retirando as pessoas do seu trabalho para falar sobre segurança”, explicou o coordenador do departamento de Saúde, Segurança e Meio Ambiente, Cauê Mohler dos Santos. “Isso mostra às pessoas o quanto esse é um tema importante para a Cooperativa, porque podemos parar o trabalho, parar tudo o que estamos fazendo, em nome da segurança. Não é comum ter um diretor falando diretamente sobre isso no dia a dia dos colaboradores, por isso foi bem impactante”.

 

Preocupação - De acordo com Jorge Karl, a ação foi importante para mostrar que, muito além da meta corporativa de zero acidente, a Agrária se preocupa com a saúde e o bem-estar dos colaboradores. “Não é aceitável que qualquer pessoa tenha um acidente grave no trabalho. Por isso, a meta é zero”, destacou. “É preciso que todos estejam plenamente envolvidos com esse propósito. Cada um deve olhar para a segurança – sua e a do próximo. Precisamos nos responsabilizar pela segurança no trabalho em toda a cooperativa, realmente agindo para termos um resultado melhor e mais saúde e segurança para todos. É nisso que a Agrária acredita”.

 

Propósito estratégico - O propósito estratégico AGIR 500 tem como meta zero acidente com afastamento em todos os cinco anos do ciclo (de 2019 a 2023), assim como era projetado para o último ano do propósito estratégico SER, encerrado em 2018. (Imprensa Agrária)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias