Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias INFRAESTRUTURA: Aeroporto de Foz já tem licença do IAP para ampliação da pista

 

 

cabecalho informe

INFRAESTRUTURA: Aeroporto de Foz já tem licença do IAP para ampliação da pista

 

infraestrutura 02 10 2019O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) emitiu a licença ambiental prévia para a ampliação da pista de pousos e decolagem (PPD) do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu. O licenciamento foi solicitado pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária -Infraero. O documento foi emitido na última quinta-feira (26/09). Além da pista, um trecho da Rodovia das Cataratas que dá acesso ao aeroporto também já tem a licença emitida pelo IAP para as obras de duplicação.

 

Extensão atual - Atualmente, a pista de pousos e decolagem tem 2.200 metros de comprimento e 45 metros de largura. O prolongamento a ser construído terá extensão de 1.134 metros, dentro do Sítio Aeroportuário. São 1.074 metros de faixa de rolamento e 60 metros de stopway (área além do final da PPD destinada à segurança das aeronaves em caso de desaceleração abortiva), resultando numa extensão total de 3.334 metros.

 

Análise - O empreendimento foi analisado pela Diretoria de Avaliação de Impacto Ambiental e Licenciamentos Especiais (Diale) do IAP, com base nas informações constantes do Cadastro de Empreendimentos Viários e estudos ambientais apresentados pela Infraero. Isso não dispensa e nem substitui outros alvarás ou certidões de qualquer natureza a que, eventualmente, esteja sujeita, exigidas pela legislação federal, estadual ou municipal.

 

Ações - Para a ampliação da pista, a sequência de ações envolve levantamento topográfico, instalação do canteiro de obras, serviços de terraplanagem (corte, aterro e empréstimo de material de jazida) para nivelar o terreno da ampliação, pavimentação.

 

Drenagem - Também abrange implantação de drenagem com interligação à rede existente, repintura da sinalização horizontal (adequada ao novo comprimento e novas condições de pouso e decolagem), implantação e adequação nos equipamentos de proteção de voo.

 

Terminal - Localizado na BR-469, quilômetro 16,5 (Rodovia das Cataratas), o Aeroporto Internacional de Foz opera 24 horas e dispõe de voos com destinos aos principais pontos do Brasil. É dimensionado para atender demanda de 1,5 milhão de passageiros por ano.

 

Acesso - O IAP também emitiu autorização para duplicação de um trecho de 800 metros de extensão, entre o trevo da Rodovia das Cataratas até a entrada de acesso ao aeroporto. Esta é uma obra que vinha sendo reivindicada pela população há tempo e que vai melhorar o fluxo de veículos, já considerando a ampliação do aeroporto. A licença para a duplicação do acesso foi emitida em agosto último e faz parte do complexo do aeroporto, considerado importante pela Infraero.

 

Infraestrutura - A ampliação da pista do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e a duplicação do trecho da BR-469 foram tratadas pelo secretário da Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex, e o diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Fernando Furiatti, no Ministério da Infraestrutura, em Brasília, na semana passada.

 

Últimos termos - Em reunião com técnicos e com o presidente da Infraero, Hélio Paes de Barros Júnior, foram finalizados os últimos termos para assinatura do convênio para ampliação da pista do Aeroporto de Foz. O secretário disse que as discussões sobre a obra foram aceleradas a pedido do governador Carlos Massa Ratinho Junior.

 

Triplo de turistas - De acordo Sandro Alex, a estimativa é até triplicar o número de turistas que visitam Foz do Iguaçu com a ampliação. “A meta é transformar a cidade no destino mais procurado pelos estrangeiros no Brasil. Hoje Foz perde apenas para o Rio de Janeiro”, explicou. “Com esta ampliação poderemos ter em breve, por exemplo, um voo direto de Foz do Iguaçu para Nova Iorque”, completa o secretário.

 

Custos - A obra será custeada pela Itaipu Binacional, por meio de convênio entre Governo do Estado e governo federal que será assinado em outubro. A ideia é realizar a obra até o fim do ano que vem, antes, portanto, da concessão do aeroporto de Foz do Iguaçu para a iniciativa privada. Segundo o secretário, o pedido foi acatado também em função do bom relacionamento com o ministério.

 

Meta - De acordo com o secretário, a estimativa é de, com a ampliação, até triplicar o número de turistas que visitam Foz do Iguaçu. “A meta é transformar a cidade no destino mais procurado pelos estrangeiros no Brasil. Hoje Foz perde apenas para o Rio de Janeiro”, explicou. “Com esta ampliação poderemos ter em breve, por exemplo, um voo direto de Foz do Iguaçu para Nova Iorque”, completa o secretário. (Agência de Notícias do Paraná)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias