Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias COMÉRCIO: Embaixador no Japão pode ser novo representante na OMC

 

 

cabecalho informe

COMÉRCIO: Embaixador no Japão pode ser novo representante na OMC

A presidente Dilma Rousseff prepara-se para nomear novo representante do país na Organização Mundial do Comércio (OMC), um dos postos mais importantes da diplomacia brasileira. O Valor apurou que o nome mais forte atualmente para ocupar o cargo é o de Marcos Bezerra Abbott Galvão, embaixador no Japão e ex-secretário de Assuntos Internacionais do Ministério da Fazenda. O posto em Genebra ficará livre no começo de setembro, quando Roberto Azevêdo assumirá a direção-geral da OMC, como o primeiro brasileiro a comandar uma organização-chave da governança global.

Apoio - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, é apresentado por fontes do governo como um dos mais sólidos apoios para a nomeação de Galvão ao posto em Genebra. Galvão organiza atualmente a visita da presidente Dilma a Tóquio, prevista para o dia 25.

Dimensão - A influência das regras da OMC nos mais diferentes setores - alíquotas, saúde, ambiente e finanças - dá uma dimensão adicional ao trabalho diplomático em Genebra, o que tem aberto caminho para um cargo ministerial, de volta ao Brasil, como aconteceu com Felipe Lampreia, Celso Lafer e Celso Amorim.

Presença - Por outro lado, Dilma dificilmente irá à cerimônia de posse de Azevêdo no comando da OMC, que o governo reconhece como uma de suas principais vitórias na área diplomática. Não é habitual que presidentes participem desse tipo de cerimônia na entidade. Em contrapartida, parece provável a presença do ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel. Ontem, a presidente brasileira agradeceu às autoridades portuguesas pelo empenho na vitória de Azevêdo na disputa pela direção da OMC. (Valor Econômico)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias