Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias BATAVO: Alunos participam de palestra sobre o Programa Cooperjovem

 

 

cabecalho informe

BATAVO: Alunos participam de palestra sobre o Programa Cooperjovem

batavo 05 09 2013Na segunda-feira (02/09), os alunos inseridos no Programa Cooperjovem das escolas municipais de Carambeí: Fátima Augusta Bosa, Tonia Harms, Zilda Arns, Limpo Grande e Theresa Seifarth,  participaram de uma palestra sobre cooperativismo, proferida pelo coordenador do Programa Cooperjovem na Batavo, Luciano Tonon Silva, que abordou a importância e o objetivo principal do cooperativismo no mundo.

Exemplo - O tema “O que é uma cooperativa” teve como principal exemplo a região de Carambeí, que se formou através de uma associação de produtores imigrantes holandeses, e resultou na Sociedade Holandesa de Laticínios Batavo, a primeira cooperativa de produção do Estado. “Hoje, os descendentes de holandeses correspondem a 35% do quadro associativista. Os outros 65% são compostos de diversas etnias que compõem a Cooperativa Batavo, mostrando que o cooperativismo é feito da multiplicidade de imigrantes que, juntos, construíram uma cooperativa sólida, com um dos maiores índices de produtividade agropecuária do país”, relatou o coordenador aos alunos.

União - Para ilustrar o cooperativismo de fato, a união foi o principal fundamento apresentado como essencial para a prática. Três vídeos interativos foram passados aos alunos, para mostrar casos típicos da natureza onde ocorre o cooperativismo, como o trabalho das formiguinhas.

Contato - De acordo com a pedagoga Sônia Valdete Aparecida Lopes Lima, que acompanhou as palestras, o contato da cooperativa com o ambiente da escola, no universo dos alunos, é uma proximidade sadia, pois motiva e sensibiliza os participantes a praticarem o cooperativismo cada vez mais, fortalecendo a cultura da Cooperação.

Resgate de princípios - “Através dos casos concretos apresentados, e a função de uma cooperativa estruturada, os alunos percebem que o cooperativismo realmente vale à pena, resgatando princípios importantes para a vida e interação dos mesmos com a sociedade”, esclarece a pedagoga. Também participou das visitas nas escolas a responsável pelos programas sociais da Cooperativa Batavo, Camilla Baumayer, que atribui as palestras o aspecto transformador do Cooperjovem no modo de pensar e agir dos alunos.

Valores - “Acompanhamos a implantação do programa nas escolas e notamos que, ao reforçar os princípios cooperativistas às professoras, conseguimos resgatar nos alunos valores que servirão para a vida toda, contribuindo pata uma sociedade de futuros cidadãos conscientes e com respeito para com o próximo”, relata.

Visitas - Até o final da próxima semana, todas as escolas inseridas no programa serão visitadas, somando ao todo mais de 500 alunos beneficiados pelo Cooperjovem, englobando as cidades de Ponta Grossa, Imbituva, Teixeira Soares e Tibagi. (Imprensa Batavo)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias