cabecalho informe

COAMO: Festival de música traz dezenas de calouros em busca de um sonho

Sessenta calouros associados da Arcam entram em cena nesta sexta-feira (20/09), no palco do ginásio da Associação Recreativa dos Funcionários da Coamo (Arcam), em Campo Mourão, para mostrar seus talentos na 33ª edição do Festival de Música da Arcam (Festicam) - considerado um dos mais tradicionais da região Sul do Brasil. Promovido pela diretoria da Arcam, através da área Social, o Festicam é aberto ao público e terá duas noites de muita música brasileira.

Eliminatória - Na sexta-feira (20) acontece a eliminatória a partir das 20 horas reunindo 37 canções de renomados artistas como Zezé di Camargo e Luciano, Paula Fernandes, Bruno e Marrone, Gustavo Lima, Jota Quest, Elis Regina, Chitãozinho e Chororó, Geovane Santos, Zé Ramalho, Michel Telo, Cláudia Leite, Mato Grosso e Matias, Jessé e Sérgio Reis. No sábado, a partir das 20h30. Os 20 classificados de sexta-feira subirão ao palco com o objetivo de ficar entre os melhores na grande final.

Histórias & sonho - Entre os 60 calouros participantes, seja em duplas, grupos ou individual, todos funcionários da Coamo de várias regiões da cooperativa nos estados do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, há muitas histórias e um único sonho: fazer bonito no palco, encantar e plateia e ser vencedor – os cinco primeiros colocados serão premiados pela diretoria da Arcam com troféus e valor em dinheiro.

Personagens - Quatro dos protagonistas do Festicam 2013 ensaiaram  nesta quinta-feira, na véspera da grande noite do Festival de Música da Arcam. O soldador/montador José Carlos de Araújo, funcionário da gerência de Engenharia e Manutenção (Gerem) há 11 anos, é conhecido pela grande maioria dos funcionários de Campo Mourão e das unidades pelo apelido de “Sabonete”. Ele valoriza o Festicam e acumulando este ano 10 participações. “O nosso festival é um negócio diferente, faz a gente famoso e conhecido, tanto que nas unidades onde vou trabalhar ninguém me chama pelo meu nome, mas  sim como  ´Sabonete´. O Festicam é uma festa, aqui não tem hierarquia, tem é muita gente que canta e muito. Mas o que eu quero mesmo é cantar bem e ganhar o festival”, deseja Araújo, que será o quarto a se apresentar nesta sexta-feira com a música “Amor de Primavera”, de Gustavo Lima.

No sangue - O maquinista de cereais Antonio Aparecido Leite, da unidade Indústria de óleo em Campo Mourão, trabalha na cooperativa há 20 anos, mas desde 2000 é presença garantida no Festicam. Este ano ele escolheu a música “Filho adotivo” de Daniel, e quer fazer bonito e encantar a torcida. “O que me motiva cantar são os amigos, o gosto pela música, o carinho e a organização da comissão que promove o festival. Quando a música está no sangue, não tem jeito, a gente tem que participar”, considera.

Dupla – O  Festicam terá este ano várias duplas, a exemplo das edições anteriores. Uma delas é a formada por José e Sebastião Pereira, que representarão as unidades Fazenda Experimental e Fiação de Algodão. Eles foram admitidos na Coamo há mais de 15 anos e têm na música uma de suas paixões. O José no dia a dia é tratorista na Fazenda Experimental, mas não deixa a vaidade de lado e o gosto pela música. “Esta é o meu quinto ano no Festicam, a gente espera por ele o ano todo, não tem explicação o que a gente sente, vai chegando a hora e o coração vai batendo mais forte. É gostoso demais”, afirma. Para o seu companheiro de dupla, Sebastião, que é operador de máquinas na Fiação de Algodão em Campo Mourão, o Festival da Arcam é diferenciado e provoca fortes emoções. “A gente canta em alguns lugares, mas quando chega o Festicam, vendo toda aquela multidão, a torcida, não tem jeito, o coração dispara e a adrenalina vai vai lá em cima. É uma sensação que só quem sobe ao palco sente, por isso é que a gente se inscreve e participa de um evento tão grande como esse”, diz Sebastião, que pela quarta vez estará na eliminatória do Festicam.

Talentos - Antonio Leite, Sabonete, José e Sebastião são apenas alguns dos muitos calouros funcionários da Coamo e associados da Arcam, que com talento e apaixonados pela música brasileira esperaram o ano todo por duas grandes noites: fazer bonito e vencer a eliminatória de sexta-feira e a grande final no sábado, e assim, realizar o sonho do pódio com a vitória e o reconhecimento no 33º Festival de Música da Arcam. (Imprensa Coamo)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias