cabecalho informe

COOPERATIVISMO: Roberto Rodrigues é um dos expositores de conferência da ACI Américas

cooperativismo 23 09 2013Roberto Rodrigues, uma das referências cooperativistas – não só no Brasil, mas no mundo – tem uma nova missão diante de si: falar sobre como melhorar a economia do planeta, por meio da cultura do cooperativismo. Ele é um dos convidados de honra da 18ª edição da Conferência Regional ACI Américas. Neste ano o tema do evento é “A Década das Cooperativas: cenários e perspectivas”.

Apoio - A conferência recebe o apoio do Sistema OCB e acontece no Guarujá, litoral paulista, de 6 a 11 de outubro, e tem por objetivo “unir e articular ações conjuntas das cooperativas das Américas, para que o modelo empresarial cooperativo se consolide em 2020 como referência em sustentabilidade econômica, social e ambiental”.

Coordenador - Atualmente, Roberto Rodrigues, é o coordenador do Centro de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas. O tema de sua conferência – uma das mais aguardadas pelos conferencistas já inscritos – é “As ações de sempre não são suficientes para o desafio 2020”. A palestra está marcada para o dia 11/10.

Cooperativismo como caminho - Na visão de Roberto Rodrigues, é chegada a hora de trabalhar para consagrar o cooperativismo como o movimento econômico e social mais importante do mundo. “Estamos falando de um conceito de trabalho no qual o social é corrigido por meio do econômico. Se pensarmos que cada cooperado tem, pelo menos, três dependentes ou agregados, existem quatro bilhões de pessoas ligadas ao cooperativismo. Mais da metade da população do planeta”, acrescenta.

Terceira via - Rodrigues defende, ainda, que as cooperativas sejam vistas como uma terceira via entre o capitalismo e o socialismo estatizante de antes, do tempo do “socialismo real”. “As cooperativas são empresas, sim. Não precisa haver purismo em relação a isso”, afirma. “Mas com um diferencial, são empresas de capital socioeconômico e valores como solidariedade, democracia, verdade e honestidade, um comportamento ético frente ao mercado muitas vezes não praticado no capitalismo”, considera.

Viabilidade - Disposto a dar mais visibilidade ao cooperativismo, o embaixador defende esclarecer a opinião pública sobre as vantagens do segmento. “A ninguém interessa mais do que ao próprio cooperativismo ser saudável para mostrar e comunicar adequadamente as suas vantagens”, pondera Rodrigues.

O evento - A ACI Américas e a Confederação Nacional das Cooperativas Médicas do Brasil (Unimed) realizarão a XVIII Conferência Regional ACI Américas com o tema: “A Década das Cooperativas: cenários e perspectivas”. O evento recebe apoio do Sistema OCB.

Informações - Para mais informações sobre a XVIII Conferência Regional ACI Américas “A Década das Cooperativas: cenários e perspectivas”, acesse o site do evento: www.conferenciaaciamericas2013.com. E, para se inscrever. (Revista Saber Cooperar)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias