Imprimir
cabecalho informe

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 4818 | 08 de Maio de 2020

SOLIDARIEDADE: Dia C é lançado no Paraná com presença virtual de quase 200 cooperativistas

 

solidariedade 08 05 2020Dar visibilidade às ações de prevenção ao Covid-19 e mostrar que, em seu conjunto, o cooperativismo consegue impactar positivamente milhões de pessoas. Este é o foco da edição deste ano do movimento Dia C (Dia de Cooperar). Para explicar como os trabalhos vão transcorrer este ano, apresentar a campanha digital de comunicação e orientar sobre as ações que podem ser inscritas, foi realizado na tarde desta quinta-feira (07/05) o Lançamento Estadual do Dia C. Participaram por videoconferência mais de 200 cooperativistas dos ramos agro, crédito, saúde e transporte. “O Dia C é uma exaltação ao sétimo princípio cooperativista, que é o interesse pela comunidade. Não existe cooperativismo desassociado da comunidade. E o Dia C é um bom canal para divulgar tudo o que é feito”, disse o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken. 

 

1 milhão de pessoas - A gerente de Comunicação do Sistema OCB, Daniela Lenke, explicou que a estratégia deste ano está totalmente voltada para os meios digitais. “Temos diversas peças de marketing prontas e colocamos todo esse material à disposição das cooperativas. São e-mails marketing, capa para redes sociais, filtros de Instagram, figurinhas para Whatsapp e vídeos. Temos também uma ferramenta de monitoramento para medir o alcance das ações. A meta é impactar 1 milhão de pessoas”, destacou Daniela. “Todo o nosso esforço de trabalho está no digital. Isso tudo é uma nova forma de trabalhar. Um pouco antes da pandemia já estávamos com tudo pronto, mas redesenhamos toda a campanha para adaptar o Dia C à nova realidade do mundo”, disse. Clique aqui e confira a apresentação com as estratégias de comunicação do Dia C 2020.

 

#DiaC - “Nossos números são gigantes, mas precisamos que vocês nos digam o que estão fazendo”, afirmou a gerente de Desenvolvimento Social de Cooperativas do Sescoop Nacional, Geane Ferreira. Para isso, é importante que as cooperativas registrem suas ações do sistema do Dia C e também, no momento da divulgação, incluir hashtag como #DiaC e #somoscoop

 

Números - O superintendente do Sescoop/PR, Leonardo Boesche, lembrou que apesar do nome remeter para um dia (Dia de C), as ações são rotineiras e contínuas. “Todo dia é dia de cooperar. As cooperativas realizam ao longo do ano uma série de ações. O objetivo com o Dia C é somarmos as ações, mensurar de forma conjunta, e mostrar o quanto o cooperativismo impacta positivamente a sociedade. E agora, mais do que nunca, isso é necessário, porque estamos vivendo um momento de muita dificuldade”, disse.

 

Inscrição e divulgação - Durante o lançamento de ontem, a analista técnica do Sescoop/PR, Fabianne Ratzke, falou sobre a importância de inscrever todas as ações, inclusive, aquelas já realizadas ou andamento. Já o coordenador de Comunicação do Sistema OCB, Samuel Zanello Milléo Filho, reforçou a necessidade das cooperativas divulgarem o que fizerem e lembrou que os meios de comunicação da unidade estadual irão contribuir para divulgar as ações. Clique aqui e confira as informações que o Sistema Ocepar repassou durante o lançamento de ontem.

 

Ouça aqui a matéria de rádio sobre o lançamento do Dia C no Paraná

 

COVID-19 I: Comitê de Acompanhamento do Sistema Ocepar divulga comunicado 32

covid 19 I 08 05 2020O Comitê de Acompanhamento e Prevenção do Covid-19 do Sistema Ocepar divulgou na tarde desta quarta-feira (06/05), o comunicado 32, com mais informações sobre medidas adotadas para amenizar os impactos da pandemia. O Sistema Ocepar informa que suas atividades estão sendo desenvolvidas de forma remota, não havendo atendimento presencial. Informações e contatos podem ser realizados pelo site www.paranacooperativo.coop.br.

1. Nesta quinta-feira, 07 de maio, o Grupo Técnico de Crédito Rural, que é conduzido pela OCB com a participação da OCEPAR, demais organizações estaduais e cooperativas dos ramos agropecuário e crédito, reuniu-se por videoconferência com os técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA para discutir a estruturação do Plano Safra 2020/21.

2. No dia 07 de maio, aconteceu a videoconferência de lançamento do Dia C 2020 no Paraná, contando com a participação de profissionais do Sistema OCB, Sistema Ocepar e Cooperativas. Foi apresentada a estratégia elaborada pelo SESCOOP Nacional, para mostrar aos mais de 180 participantes como atitudes simples movem e mudam o mundo, em especial, em tempos de pandemia.

3. No dia 06 de maio, a Secretaria da Saúde do Paraná publicou a Resolução nº 632, que dispõe sobre medidas complementares de controle sanitário a serem adotadas para o enfrentamento da COVID-19. Clique aqui e acesse a Resolução nº 632.

O Comitê - O Sistema Ocepar constituiu o Comitê de Acompanhamento e Prevenção do Covid-19 com objetivo de monitorar, receber, avaliar e comunicar seus públicos sobre as informações mais recentes ligadas à disseminação e precauções que devem ser tomadas diante da epidemia da doença. O grupo é formado pela Diretoria Executiva, coordenações de Gestão Estratégica e de Comunicação Social, com assessoramento jurídico e colaboração da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa).

COVID-19 II: Confira as ações do cooperativismo que foram destaque na semana

 

covid 19 II 08 05 2020A Área Covid-19 do Portal Paraná Cooperativismo atualiza toda sexta-feira as notícias que foram destaque durante a semana no Informe Paraná Cooperativo e na Rádio Paraná Cooperativo. Lá, é possível acessar também os comunicados do Comitê de Acompanhamento e Prevenção da Covid-19 da entidade. Há ainda uma seção de perguntas e respostas, com esclarecimentos relativos à pandemia. Clique aqui e confira.

 

RAMO AGROPECUÁRIO: Sistema Ocepar realiza reunião institucional com a cooperativa Bom Jesus

 

Na manhã desta sexta-feira (08/05), representantes do Sistema Ocepar e da Cooperativa Agroindustrial Bom Jesus realizaram uma reunião institucional virtual. O objetivo foi apresentar e discutir a situação econômico-financeira da cooperativa, por meio de indicadores e comparativos com outras cooperativas paranaenses do mesmo ramo e região. O acompanhamento do desempenho da cooperativa é parte do trabalho contínuo do Sistema Ocepar e visa manter a qualidade da gestão, credibilidade perante terceiros, transparência perante o quadro social e, principalmente, a solidificação do sistema cooperativista. 

 

Indicadores - Durante a reunião, realizada por videoconferência, foram demonstrados também os indicadores do cooperativismo do Paraná, bem como os dados referentes ao crédito rural no estado, com o comparativo entre demanda e recursos efetivos em cada programa direcionado ao setor agropecuário. Participaram do evento, o presidente da Bom Jesus, Luiz Roberto Baggio, o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, o superintendente do Sescoop/PR (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo), Leonardo Boesche, o superintendente da Ocepar, Robson Mafioletti, além de profissionais de várias áreas da cooperativa e do Sistema Ocepar. A reunião foi coordenada por João Gogola Neto, coordenador de Desenvolvimento Cooperativo do Sistema Ocepar.

 

{vsig}2020/noticias/05/08/reuniao_institucional/{/vsig}

COMUNICAÇÃO: JN destaca a força do agronegócio e mostra que Coamo mantém ritmo de produção

 

comunicacao 08 05 2020“No Paraná, a Coamo, maior cooperativa da América Latina, mantém o ritmo da produção. Com a colheita da soja na fase final, ela está fabricando óleo de soja, margarina, café, farinha e outros produtos para o mercado interno.” Esta é uma citação na reportagem desta quinta-feira (07/05) no Jornal Nacional (JN) da TV Globo – “Indústria sente efeitos da queda na demanda por causa do isolamento”.  

A matéria destaca que o agronegócio continua produzindo, fábricas essenciais não pararam, e que toda a cadeia de suprimentos e logística está em operação garantindo o abastecimento da população.

 

Trabalho continua - Segundo a reportagem, muitas atividades como construção civil e a indústria, não pararam. Assim como toda a cadeia de abastecimento e logística. Como transportadoras, serviços de entrega e a produção agropecuária.“Os dados da produção industrial brasileira em março ilustram isso. Os itens não essenciais - como roupas, artigo de viagem e calçados e automóveis - registraram forte queda. Já os itens básicos - como alimentos e produtos de limpeza - chegaram a registrar um avanço na produção.”

 

Alimentos - O presidente-executivo da Associação Brasileira de Indústria de Alimentos (ABIA), João Dornelas, entrevistado na matéria, e que está na edição de abril da Revista Coamo na seção “Entrevista”, informa sobre a normalidade nas vendas dos alimentos. “As vendas continuam normais, e a indústria continua produzindo normal. Satisfatoriamente, a gente pode dizer que o Brasil não enfrenta problemas de abastecimento de alimentos”, diz. Outro ponto importante abordado no JN é a tranquilidade na questão do abastecimento, não havendo nenhum indicador e nenhum sinal de problema de abastecimento em nenhuma indústria. 

Clique aqui para ver na íntegra a matéria do JN

 

SISTEMA FINANCEIRO: Cooperativismo de Crédito é apoio certo em meio à incertezas

 

sistema financeiro 08 05 2020400 mil cooperados. O número, que representa um crescimento exponencial do Sicoob Unicoob nos últimos anos, é resultado da expansão realizada pelas cooperativas de crédito durante o ano de 2019. Um motivo de orgulho para todos, nas palavras de Carlos Alessandro Schlick, Gerente de Crédito do Sicoob Central Unicoob, cuja sede é em Maringá. A conta que atingiu a marca foi registrada pelo Sicoob Integrado, na agência de Louveira. O fato do cooperado número 400 mil ter vindo em plena pandemia do coronavírus é a prova de que o Cooperativismo de Crédito é, mesmo em momentos turbulentos, uma escolha sólida em meio à incertezas, diz Schlick. Ouça aqui

EMPREGO: Enquanto muitos demitem, cooperativas contratam

 

emprego 08 05 2020Para comemorar o Dia do Trabalho, celebrado na última sexta-feira (01/05), lideranças, funcionários e produtores ligados a cooperativas reforçam a nobre missão de produzir alimentos. A C.Vale fez bem mais do que preservar seu número de funcionários. Como parte do esforço em favor de um mundo mais próspero, vai abrir mais de dois mil postos de trabalho num período em que os empregos serão a maior necessidade dos brasileiros. Ouça aqui.

 

ALEGRA: Mulheres compõem quase a metade do quadro de funcionários

alegra 08 05 2020O chão de fábrica já foi um ambiente quase que totalmente ocupado por homens. Hoje, as mulheres estão cada vez mais em igualdade de posições no setor industrial e, melhor ainda, conquistando cargos de liderança. Ainda há um longo caminho a seguir. Em todo o Paraná, apenas 32% dos 609 mil trabalhadores da indústria são mulheres, segundo dados da Federação das Indústrias do Estado. Mas em algumas fábricas a balança já está quase equilibrada. Na Alegra, indústria de alimentos de carne suína, dos 1.500 colaboradores, 46% são mulheres. Ouça aqui

 

SICREDI: Desafio Covid-19: soluções digitais para o agronegócio

 

sicredi 08 05 2020Conheça as startups selecionadas para participar do "Desafio Covid-19: soluções digitais para o agronegócio". As parceiras escolhidas pela Bayer, Orbia, Sicredi e AgTech Garage oferecerão gratuitamente seus serviços aos produtores rurais, pelo período de dois meses. A ideia é ajudar a cadeia agrícola a enfrentar os desafios que surgiram em decorrência da pandemia  Nos últimos quatro meses, os impactos da pandemia do novo coronavírus começaram a estabelecer novas formas de relacionamento no mundo todo. 

 

No Brasil, estes efeitos passaram a ser vivenciados mais especificamente, a partir do mês de março, quando medidas de distanciamento social foram implementadas em estados e municípios. Diante deste cenário e também ciente de que, o agronegócio precisa manter suas atividades para garantir o abastecimento e o acesso da população aos alimentos, a Bayer, em parceria com Sicredi, Orbia e o AgTech Garage, lançou, em 31 de março, o "Desafio Covid-19: soluções digitais para o agronegócio ". A iniciativa foi criada com o objetivo de promover a difusão e a adoção de soluções confiáveis e de alto impacto desenvolvidas por startups para produtores rurais. 

 

Soluções digitais - O "Desafio Covid-19: soluções digitais para o agronegócio" é uma iniciativa criada pela Bayer, Sicredi, Orbia e o AgTech Garage, que reúne startups interessadas em oferecer, de maneira gratuita, soluções digitais para empoderar o produtor rural e contribuir para a produção e distribuição de alimentos para a população, assegurando o abastecimento e o fortalecimento da economia. "A evolução do novo coronavírus no Brasil é uma preocupação também para o mercado agrícola, pois a Covid-19 impactou não apenas a área da saúde, ele tem afetado diversos setores da sociedade. Para minimizar os efeitos da pandemia, medidas restritivas de circulação foram adotadas na maioria dos Estados, de maneira que estas estratégias de isolamento social mudaram o nosso estilo de viver, de trabalhar, de consumir, de se locomover, enfim, mudou tudo", explica o responsável pela iniciativa, Dirceu Ferreira Junior, diretor do Centro de Expertise em Agricultura Tropical da Bayer Brasil. 

 

Identificar oportunidades - Para Cesar Bochi, diretor de administração do Sicredi, a iniciativa é fundamental neste momento em que a sociedade brasileira, como um todo, necessita de ações colaborativas. "Nossa presença fixa no AgTech Garage tem como objetivo justamente identificar oportunidades de apoiar nossos associados ligados ao agronegócio com o fomento de soluções inovadoras que auxiliem no seu dia a dia, e o engajamento no ‘Desafio Covid19’ tem total sinergia com esse propósito. Temos uma forte ligação com o meio rural, o qual tem um papel fundamental na nossa sociedade, e onde atuamos majoritariamente por pequenos e médio agricultores, que precisam de todo o apoio possível para a continuidade da sua atividade neste momento desafiador", explica Bochi. 

 

Saiba mais - As soluções das startups já estão disponíveis na plataforma Orbia. Para saber mais, acesse: https://www.orbia.ag/Products/46039/desafio-covid-19 

 

AGROPECUARIA: Atualização de rebanhos garante rastreabilidade e sanidade

 

agropecuaria 08 05 2020A Campanha de Atualização de Rebanhos, que substitui a vacinação contra a Febre Aftosa no Paraná, começou no dia 1º de maio e se estenderá por sete meses, até 30 de novembro. Normalmente, a campanha teria duas etapas, uma em maio e outra em novembro. A alteração deve-se à pandemia do coronavírus, que mudou também a forma de atendimento da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), a fim de evitar aglomerações. O cadastro é obrigatório com vistas a garantir a rastreabilidade e a sanidade de todo o rebanho paranaense, diz o Gerente de Saúde Animal da Adapar, Rafael Gonçalves Dias. Ouça aqui.

  

PARANÁ: Retomada econômica deve ter investimento público e gestão eficiente

 

parana 08 05 2020Governador Ratinho Junior orientou o grupo de trabalho que está analisando as possibilidades de retomada da economia paranaense após a pandemia de coronavírus a ampliar os investimentos públicos e tornar a máquina administrativa ainda mais eficiente. Ampliar os investimentos públicos com a execução de obras que geram empregos nos municípios e tornar a administração estadual ainda mais eficiente. Essas foram as principais orientações do governador Carlos Massa Ratinho Junior para retomar o fôlego da economia do Paraná após a pandemia da Covid-19. O assunto foi tratado nesta quinta-feira (07/05) em reunião com a equipe responsável pelo planejamento das ações de recuperação do Paraná.

 

Grupo de Trabalho - O Grupo de Trabalho para Coordenação de Ações Estruturantes e Estratégicas para Recuperação, Crescimento e Desenvolvimento do Estado do Paraná é coordenado pelo vice-governador Darci Piana e conta com uma participação multissetorial, formado por representantes de diversas áreas do governo e com apoio do setor produtivo.

 

Recuperação - Ratinho Junior destacou que o Estado deve tomar à frente da recuperação econômica, com investimento público pesado na área de infraestrutura e na alavancagem de recursos para o setor privado, por meio de financiamentos com juros baixos pela Fomento Paraná e pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

 

Planejamento - A intenção, disse ele, é que o planejamento estratégico comece a funcionar a partir de agosto, com a perspectiva de uma diminuição nos casos de coronavírus. “Esta é também a oportunidade de trabalhar com a eficiência da máquina pública. Mais do que diminuir o custeio, é necessário também pensar em ações que tornem os órgãos estatais mais eficientes”, disse o governador.

 

Crédito - Ratinho Junior também pediu à equipe para mapear recursos que possam ser acessados para que o Estado amplie o caixa dos mecanismos próprios de crédito, além de possibilitar a realização de obras de infraestrutura, e também de escolas e unidades de saúde, que geram empregos nos municípios. “É isso que os outros países fazem em momentos de crise”, acrescentou Ratinho Junior.

 

Curto prazo - De acordo com o controlador-geral do Estado, Raul Siqueira, o grupo de trabalho busca medidas para serem implantadas imediatamente, e também no médio e longo prazo. No caso da eficiência da máquina pública, ressaltou ações como a auditoria da folha de pagamento, nova ocupação dos imóveis do Estado e projetos que permitem arrecadar recursos para investimentos.

 

Orçamentos - A orientação do governo é que as secretarias observem em seus orçamentos quais recursos podem ser aplicados em obras nos municípios. O Estado conta R$ 600 milhões de um financiamento contratado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Gerenciados pela Secretaria Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, os investimentos integram o pacote de ações para auxiliar as cidades paranaenses.

 

Tecnologia - O governador Ratinho Junior recebeu também a visita de executivos da Motorola nesta quinta-feira (07). A empresa apresentou soluções tecnológicas de comunicação em nuvem. O presidente da companhia, Elton Borgonovo, disponibilizou gratuitamente equipamentos para serem testados por diferentes secretarias durante o período da pandemia de coronavírus.

 

Plataforma em nuvem - De acordo com Borgonovo, as soluções da empresa já estão em uso no Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR) para o monitoramento de diversos presídios. A ferramenta, afirmou ele, pode ser aplicada por diferentes áreas do Estado, como Saúde, Segurança Pública e Agricultura, ampliando e melhorando a qualidade dos serviços. “A ideia é superar as comunicações críticas das forças de segurança e saúde. O que estamos disponibilizando é uma plataforma em nuvem de rádio comunicação com uma escalabilidade muito grande. O Paraná já é pioneiro no uso dos aparelhos em penitenciárias”, explicou Borgonovo. (Agência Estadual de Notícias / Foto: Rodrigo Felix Leal) 

SAÚDE: Municípios começam a receber recursos destinados à assistência social

saude 08 05 2020Recursos da ordem de R$ 600 milhões serão transferidos para a assistência social de todos os municípios, a partir desta sexta-feira (8). A transferência do dinheiro é referente aos meses de abril, maio e junho e será feita pelo Ministério da Cidadania, por meio do Fundo Nacional de Assistência Social, e tem por objetivo proteger a população vulnerável, que mais tem sofrido as consequências da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Primeiro repasse - "Vamos fazer o pagamento de uma parcela que vai englobar três meses, exatamente para dar condições para o Sistema Único de Assistência Social (Suas). É um exército que chamo 'do bem', próximo de 200 mil pessoas que estão em cada canto do Brasil, levando não apenas alimento e prevenção, mas carinho, conforto e estímulo para a população enfrentar este momento", disse o ministro Onyx Lorenzoni,

Segundo repasse - Um segundo repasse será feito em 8 de junho, serão mais R$ 600 milhões, referentes aos meses de julho, agosto e setembro. Com isso, o total destinado para o fortalecimento da assistência social, via cofinanciamento do Suas, chegará a R$ 1,2 bilhão. Os recursos foram garantidos na Medida Provisória nº 953, publicada em 16 de abril, que abriu crédito extraordinário de R$ 2,5 bilhões.

Destinações - De acordo com o ministério, outra parte dos recursos será destinada para os municípios atuarem em três frentes: aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para as equipes de assistência social; compra de alimentos para as instituições que cuidam de idosos, além de orfanatos; e ações de acolhimento e abrigamento de moradores de rua. O anúncio da aplicação desses recursos foi feito no dia 30 de abril.

Recursos - "É um volume de R$ 1,03 bilhão para a aquisição. Nós temos hoje 1.686 municípios brasileiros habilitados a receber os recursos. São R$ 159 milhões que estão sendo transferidos a partir de hoje para esses municípios, também no sistema de duas parcelas. Recebe um primeiro volume que permite o atendimento por três meses e, depois, uma segunda parcela em junho, para atender outros três meses", disse Lorenzoni. (Ministério da Agricultura, com informações do Ministério da Cidadania)

 


Versão para impressão


RODAPE