Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias IPEA: Inflação continua maior para as famílias de menor renda

 

 

cabecalho informe

IPEA: Inflação continua maior para as famílias de menor renda

ipea 15 09 2021O Indicador de Infla√ß√£o por Faixa de Renda apontou desacelera√ß√£o da taxa de infla√ß√£o para todas as faixas de renda no m√™s de agosto, com exce√ß√£o das fam√≠lias de renda m√©dia-alta. O estudo foi divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econ√īmica Aplicada (Ipea), nesta quarta-feira (15/09), e revelou que, enquanto a infla√ß√£o das fam√≠lias de renda baixa e muito baixa apontou alta de 0,91%, a das fam√≠lias no estrato superior de renda apresentou varia√ß√£o mais amena (0,78%).

Alimenta√ß√£o - O grupo de alimenta√ß√£o foi o que mais contribuiu para a alta inflacion√°ria das fam√≠lias dos tr√™s segmentos de renda mais baixa em agosto. J√° para as tr√™s faixas de renda mais alta, o maior impacto veio do grupo de transportes. Para as fam√≠lias com menor renda, mesmo diante de uma defla√ß√£o em itens importantes como arroz (-2,1%), feij√£o (-1,7%) e √≥leo de soja (-0,4%), os aumentos de pre√ßos das prote√≠nas animais - especialmente do frango (4,5%) e dos ovos (1,6%) -, da batata (20%), do a√ß√ļcar (4,6%) e do caf√© (7,6%) explicam a press√£o inflacion√°ria que vem dos alimentos.

Transportes - A alta inflacionária do grupo de transportes deve-se principalmente aos reajustes de 2,8% da gasolina e de 4,7% do etanol, combinados com o aumento nos preços dos automóveis novos (1,8%) e dos serviços de aluguel de veículos (6,6%), mesmo com a queda de 10,7% das passagens aéreas. O grupo de habitação foi o terceiro que mais influenciou todas as faixas de renda, puxado pelos aumentos de 1,1% da energia elétrica, de 2,7% do gás encanado e de 2,4% do gás de botijão.

Diferencial - Apesar de a infla√ß√£o em agosto de 2021 ter ficado acima da registrada no mesmo m√™s de 2020, para todas as classes pesquisadas, o diferencial entre as taxas foi bem maior para as fam√≠lias de renda mais alta. As redu√ß√Ķes de 4,4% das mensalidades escolares e de 0,44% dos servi√ßos de recrea√ß√£o, ocorridas em agosto de 2020, explicam o desempenho melhor da infla√ß√£o do ano passado nessa faixa que concentra os maiores rendimentos. J√° para as fam√≠lias de menor renda, a infla√ß√£o mais amena em 2020 decorre n√£o s√≥ das defla√ß√Ķes de alguns subgrupos de alimentos - tub√©rculos (-4,5%), hortali√ßas (-4,8%) e ovos (-1,1%) - e dos itens de vestu√°rio (-0,78%), mas tamb√©m dos reajustes menos intensos da energia el√©trica (0,27%) e do g√°s de botij√£o (0,52%).

Maiores taxas- As fam√≠lias de renda baixa e m√©dia-baixa s√£o as que apresentam as maiores taxas de infla√ß√£o (5,9%) no acumulado do ano. Os dados acumulados em doze meses mostram que, apesar da acelera√ß√£o inflacion√°ria generalizada, a taxa de infla√ß√£o das fam√≠lias de renda muito baixa (10,63%) mant√©m-se em patamar acima da observada na faixa de renda alta (8,0%), pressionada pelas varia√ß√Ķes de 16,6% dos alimentos no domic√≠lio, de 21,1% da energia el√©trica, de 31,7% do g√°s de botij√£o e de 5,6% dos medicamentos.

Renda alta- J√° para as fam√≠lias de renda mais alta, al√©m dos reajustes de 41,3% dos combust√≠veis, de 30,2% das passagens a√©reas e de 12,4% dos aparelhos eletroeletr√īnicos em doze meses, a recente recupera√ß√£o dos pre√ßos dos servi√ßos de recrea√ß√£o - cuja alta em doze meses passou de 0,07% em janeiro para 5,3% em agosto - explica grande parte dessa acelera√ß√£o inflacion√°ria. (Assessoria de Imprensa do Ipea)

Acesse a íntegra do indicador

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

/* #### ANTIGA TAG DO GOOGLE ANALYTICS */