In√≠cio Sistema Ocepar Comunica√ß√£o Informe Paran√° Cooperativo √öltimas Not√≠cias INFRAESTRUTURA I: Nova Ferroeste √© inclu√≠da na Iniciativa de Mercados Sustent√°veis da Coroa Brit√Ęnica

 

 

cabecalho informe

INFRAESTRUTURA I: Nova Ferroeste √© inclu√≠da na Iniciativa de Mercados Sustent√°veis da Coroa Brit√Ęnica

infraestrutura 24 05 2022As transforma√ß√Ķes projetadas pela Nova Ferroeste despertaram o interesse de um dos principais grupos ligados ao desenvolvimento com bases socioambientais do mundo. A p√°gina Sustainable Markets Initiative (Iniciativa de Mercados Sustent√°veis), do Reino Unido, publicou um texto sobre o projeto do Governo do Paran√° e aponta a liga√ß√£o ferrovi√°ria Paran√°-Mato Grosso do Sul como uma solu√ß√£o capaz de diminuir substancialmente a emiss√£o de gases do efeito estufa e promover o crescimento econ√īmico das regi√Ķes Sul e Centro-Oeste do Brasil.

Cria√ß√£o - A Iniciativa de Mercados Sustent√°veis foi criada por Charles Philip Arthur George, o pr√≠ncipe Charles, e apresentada no F√≥rum Econ√īmico Mundial de Davos em 2020. Ela pretende apresentar ao mercado privado solu√ß√Ķes sustent√°veis para a transi√ß√£o para um futuro mais saud√°vel.

Solu√ß√£o sustent√°vel - Segundo o texto, considerando que as ferrovias s√£o o meio mais inteligente e eficiente para transportar cargas, conforme apontamento do Banco Mundial, e a necessidade de escoamento de um dos maiores produtores de commodities do mundo, a Nova Ferroeste "surge como uma solu√ß√£o sustent√°vel".

Car√™ncia - O site tamb√©m destaca que h√° uma car√™ncia de infraestrutura para escoar essa produ√ß√£o, sobrecarregando o modal rodovi√°rio, com caminh√Ķes movidos a √≥leo diesel. Com o projeto, haver√° redu√ß√£o substancial de acidentes, custos de transporte e desigualdade social. O documento tamb√©m aponta que o Porto de Paranagu√° pode saltar das atuais 60 milh√Ķes de toneladas/ano para 100 milh√Ķes em 2030.

Importante - De acordo com Luiz Henrique Fagundes, coordenador do Plano Estadual Ferrovi√°rio, a publica√ß√£o internacional √© importante porque a iniciativa conta com 482 apoiadores, entre eles presidentes de grandes organiza√ß√Ķes p√ļblicas e privadas.

Reconhecimento - "Estes gestores procuram liderar as empresas tendo a natureza, as pessoas e o planeta como principais valores da cultura organizacional. Essa publica√ß√£o √© mais um reconhecimento de que o nosso projeto √© verde. Desde o in√≠cio da Nova Ferroeste a rela√ß√£o saud√°vel com o meio ambiente, os povos tradicionais e as pessoas que vivem nas cidades impactadas pela futura estrada de ferro foram determinantes para a formata√ß√£o final‚ÄĚ, disse.

Encontro - A inclus√£o da Nova Ferroeste no Sustainable Markets Initiative aconteceu neste ano ap√≥s um encontro com a equipe do consulado do Reino Unido em S√£o Paulo. Giancarlo Rocco, diretor de Desenvolvimento Econ√īmico e Rela√ß√Ķes Internacionais e Institucionais da Invest Paran√°, liderou as primeiras tratativas. ‚ÄúA Nova Ferroeste j√° tinha todas as caracter√≠sticas necess√°rias, inclusive para a emiss√£o de t√≠tulos verdes. Eles gostaram bastante e me pediram o projeto, que agora est√° nessa vitrine global‚ÄĚ, afirmou.

Reuni√Ķes - Foram tr√™s meses de reuni√Ķes at√© a aprova√ß√£o final da inclus√£o. Segundo Rocco, a Iniciativa de Mercados Sustent√°veis possui crit√©rios rigorosos de avalia√ß√£o para comprovar o potencial transformador de cada projeto na regi√£o em que est√° inserida.

Apoio - ‚ÄúEssa iniciativa est√° ligada √† Coroa Brit√Ęnica. A publica√ß√£o √© um sinal de apoio. Isso nos coloca numa prateleira internacional, permitindo que muitas empresas possam se aproximar da Nova Ferroeste. J√° temos nomes interessados em conhecer um pouco mais sobre esse projeto do Governo do Paran√°. No ano passado fizemos sondagens de mercado, fomos bem recebidos. A ideia √© consolidar ele cada dia mais para que se concretize em prol dos paranaenses‚ÄĚ, disse o engenheiro Jo√£o Sarolli, assessor t√©cnico da Nova Ferroeste, que participou das conversas com os brit√Ęnicos.

Projeto verde - A voca√ß√£o da Nova Ferroeste vai al√©m de unir por trilhos Paran√° e Mato Grosso do Sul, dois dos principais polos exportadores do agroneg√≥cio brasileiro, e se transformar no segundo maior corredor de transporte de gr√£os e cont√™ineres do Pa√≠s, perdendo em capacidade apenas para a malha paulista. A ferrovia ser√° verde e sustent√°vel.

Impacto - Todo o projeto foi desenvolvido para ter o m√≠nimo poss√≠vel de impacto socioambiental. O desenho do tra√ßado entre Maracaju (MS) e o Porto de Paranagu√°, com ramais at√© Foz do Igua√ßu e Chapec√≥ (SC) n√£o prev√™ nenhuma intercepta√ß√£o em comunidades ind√≠genas, quilombolas ou em Unidades de Prote√ß√£o Integral. Os t√©cnicos respons√°veis pela proposta alinharam o tra√ßado a um distanciamento m√≠nimo de cinco quil√īmetros desses pontos. J√° no final do percurso, toda a estrutura da nova ferrovia que vai cortar a Serra do Mar foi alinhada com o Plano Sustent√°vel do Litoral.

Qualidade do ar - A instala√ß√£o do modal ter√° impacto na melhoria da qualidade do ar. A conta simples prev√™ que um trem com 100 vag√Ķes substitui 357 caminh√Ķes, ambos com capacidade aproximada de 100 toneladas de carregamento. Outra preocupa√ß√£o √© com a redu√ß√£o dos conflitos urbanos. A orienta√ß√£o √© para que os trechos da ferrovia evitem cruzar as cidades. Em Curitiba, por exemplo, os trilhos ser√£o todos desviados, sem a passagem de trens por cruzamentos que podem gerar acidentes.

Estudo ambiental - O estudo ambiental foi conduzido por uma equipe multidisciplinar com 150 pessoas da Fipe, respons√°vel pela coleta e an√°lise dos dados. Bi√≥logos e ge√≥logos percorreram 1.280 quil√īmetros para levantar informa√ß√Ķes sobre a flora, os meios f√≠sicos e geol√≥gicos, al√©m de avaliar a qualidade da √°gua nas bacias hidrogr√°ficas e do ar ao longo do tra√ßado. O estudo cont√©m dados referentes ao ru√≠do, forma√ß√£o das cavernas, bem como a vida existente nestes lugares.

An√°lise - Durante o estudo de fauna, os bi√≥logos analisaram oito locais do tra√ßado onde h√° a maior cobertura verde. Nas quatro esta√ß√Ķes eles registraram e capturaram animais de in√ļmeras esp√©cies. Animais amea√ßados de extin√ß√£o no Brasil tamb√©m foram catalogados. A constru√ß√£o e opera√ß√£o do empreendimento v√£o usar as informa√ß√Ķes do EIA para garantir a manuten√ß√£o da biodiversidade no Paran√° e no Mato Grosso do Sul. (Ag√™ncia Estadual de Not√≠cias)

FOTO: José Fernando Ogura / AEN

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

/* #### ANTIGA TAG DO GOOGLE ANALYTICS */