In√≠cio Sistema Ocepar Comunica√ß√£o Informe Paran√° Cooperativo √öltimas Not√≠cias CASTROLANDA: Comiss√Ķes de Mulheres e Jovens Cooperativistas visitam Veiling Holambra

 

 

cabecalho informe

CASTROLANDA: Comiss√Ķes de Mulheres e Jovens Cooperativistas visitam Veiling Holambra

A troca de experi√™ncias com outras cooperativas faz parte do planejamento das Comiss√Ķes de Mulheres e Jovens Cooperativistas da Castrolanda. Na √ļltima quinta-feira (19/05), representantes dos grupos realizaram uma visita na Veiling Holambra, centro comercial e log√≠stico do mercado nacional de flores e plantas localizado em Santo Ant√īnio da Posse-SP.

Inspira√ß√£o - A visita iniciou com um caf√© da manh√£ com o presidente da Veiling, Eddy Sleutjes, que apresentou a hist√≥ria e dados da cooperativa de flores. ‚ÄúFicamos muito felizes e orgulhosos em receber representantes da Castrolanda. Al√©m de ter a origem holandesa, a mesma que a nossa, √© uma cooperativa que nos inspira, porque tem uma governan√ßa muito interessante, uma administra√ß√£o de ponta, uma efici√™ncia incr√≠vel‚ÄĚ, contou Eddy.

Tour - Após a conversa com o presidente, as mulheres e os jovens cooperativistas fizeram um tour pela Veiling, conferiram como funciona o leilão realizado pela cooperativa e visitaram uma produção de flores.

Apresenta√ß√£o - Os representantes da equipe de Cooperativismo da Castrolanda apresentaram um pouco sobre a cooperativa agroindustrial e as a√ß√Ķes das comiss√Ķes e as mulheres e jovens cooperativistas das duas cooperativas trocaram experi√™ncias. A iniciativa de visitas a outras cooperativas faz parte do planejamento da √°rea de Cooperativismo para aperfei√ßoar cada vez mais as a√ß√Ķes das comiss√Ķes da Castrolanda.

Proveitosa - Para a tesoureira da Comiss√£o Mulher Cooperativista, Thaina Sleutjes, a visita foi muito proveitosa. ‚ÄúConhecemos uma cooperativa que produz algo diferente de n√≥s e vimos que cada produtor pode se desenvolver. Mesmo em alguns casos produzindo o mesmo tipo de flores, eles conseguem cooperar e agregar mais valor um ao outro. Tamb√©m foi muito importante saber que a nossa comiss√£o √© espelho para elas. Sa√≠mos com uma bagagem muito grande e vemos o quanto de informa√ß√£o podemos deixar para as outras mulheres‚ÄĚ.

Diferente - A secret√°ria da Comiss√£o Jovem Cooperativista, Melanie van der Vinne, visitou Holambra pela primeira vez e destacou como foi a experi√™ncia. ‚ÄúA gente tem uma mentalidade muito voltada para os neg√≥cios da nossa cooperativa, e conhecer uma cooperativa de flores e em outro estado √© algo diferente para n√≥s, ver os desafios dos grupos de jovens e mulheres, que muitas vezes s√£o os mesmos que n√≥s temos. Assim como n√≥s, eles tamb√©m est√£o buscando trazer os jovens para a cooperativa. Com essas experi√™ncias, podemos crescer e ver a melhor forma de trazer esse grupo para os neg√≥cios e para a cooperativa‚ÄĚ.

Sobre a Castrolanda - O compromisso com a transforma√ß√£o faz parte do DNA da Castrolanda. Uma cooperativa que transforma vidas, neg√≥cios e a comunidade ao redor. Com sete d√©cadas anos de hist√≥ria, a Cooperativa Castrolanda √© formada por mais de 1100 cooperados no Estado do Paran√° e interior de S√£o Paulo.

Faturamento - Com 4,5 bilh√Ķes de reais de faturamento e aproximadamente 3700 colaboradores, possui unidades de neg√≥cios divididas em opera√ß√Ķes agr√≠cola, carnes, leite, batata e administra√ß√£o e industrial - carnes, leite e batata.

Objetivo - O objetivo das √°reas de neg√≥cio √© coordenar, desenvolver e fomentar as atividades dos cooperados, seguir presente em todos os elos da cadeia produtiva, agregar valor atrav√©s das ind√ļstrias e crescer com sustentabilidade. (Imprensa Castrolanda)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

/* #### ANTIGA TAG DO GOOGLE ANALYTICS */