Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias ORGULHO DA TERRA: Produtores são premiados por boas práticas no agronegócio paranaense

 

 

cabecalho informe

ORGULHO DA TERRA: Produtores são premiados por boas práticas no agronegócio paranaense

orgulho terra 02 12 2022Os produtores paranaenses agraciados com o prêmio Orgulho da Terra foram conhecidos na quarta-feira (30/11). Pelo segundo ano consecutivo, a iniciativa do IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater), RIC TV e Sistema Ocepar premiou e homenageou as melhores práticas da agropecuária do Estado. A entrega reuniu produtores de todo o Paraná em Curitiba, na sede do IDR, além de autoridades e lideranças rurais.

Categorias - Na edição deste ano foram contempladas 16 categorias. Os produtores foram indicados por técnicos do IDR-Paraná e das cooperativas. Os trabalhos passaram por análise do comitê formado por técnicos da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab), Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Federação de Agricultura do Estado do Paraná (Faep) e Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores Familiares do Paraná (Fetaep).

Incentivo - Para Norberto Ortigara, secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, o prêmio é um incentivo para os produtores do Estado. Segundo ele, o Estado quer que o produtor consiga produzir mais e diminuir seus custos, buscando uma agricultura ainda mais competente.

“Nós temos orgulho do agro paranaense. Precisamos cada vez mais caprichar para ter resultados: bem-estar, conforto, vida digna, boa educação, boa saúde para os filhos a partir do trabalho, do conhecimento, da ciência e tecnologia. A gente quer continuar forte, com estímulos como este prêmio, um reconhecimento público de pessoas que se destacaram em sua atividade”, afirmou. Ele também foi homenageado com o prêmio Personalidade do Ano do Agronegócio.

Parceria - O diretor-presidente do IDR-Paraná, Natalino Avance de Souza, ressaltou a importância da parceria entre diferentes instituições na concretização do prêmio. “O Orgulho da Terra é mais um destes trabalhos feitos em parceria que mostram um jeito diferente de fazer as coisas no Paraná. Um esforço integrado que historicamente torna o Estado diferente, competente na arte de produzir alimentos”, observou.

Aperfeiçoamento - Souza disse ainda que o reconhecimento das boas práticas agrícolas é um caminho para o aperfeiçoamento da agricultura. O diretor lembrou que neste ano a instituição assistiu mais de 103 mil agricultores no Estado. Ele ressaltou ainda algumas conquistas do IDR-PR, como o lançamento da raça Purunã de bovino de corte, a primeira desenvolvida por uma instituição estadual de pesquisa do Brasil.

Cultivares - Outros destaques mencionados por ele foram as 220 cultivares registradas no Ministério da Agricultura em 50 anos de pesquisa e a viabilização de 5.241 projetos de instalação de energia renovável pelo programa Renova Paraná, cerca de R$ 1 bilhão aplicados nas propriedades rurais.

Boas práticas - “Trazemos um forte olhar sobre os produtores paranaenses que estão cada vez mais engajados em boas práticas ambientais, sociais e econômicas, e merecem ser reconhecidos fora de suas porteiras, o que só é possível com um trabalho jornalístico feito com carinho e competência, como estamos promovendo na RICTV e em todos os outros veículos de comunicação do nosso grupo”, observou Leonardo Petrelli, presidente do Grupo RIC.

Disseminação - Para ele, a divulgação do trabalho desses produtores é uma forma de disseminar o que acontece no campo, levando para o todo o Estado, e o mundo, boas práticas agrícolas, proporcionando desenvolvimento econômico para os meios urbano e rural.

Reconhecimento - Alexandre Amorim Monteiro, representante do Sistema Ocepar, afirmou que o prêmio é o reconhecimento de um trabalho importante para a sociedade. “No seu dia a dia essas pessoas batalham para produzir alimentos para a população e também para a exportação, trazendo crescimento e desenvolvimento para o Estado”, disse.

Visitas - As propriedades que receberam o prêmio Orgulho da Terra foram visitadas pela equipe de jornalistas do programa RIC Rural, que passará a exibir as reportagens todos os domingos, às 9h, a partir do dia 4 de dezembro. O conteúdo ainda poderá ser visto pelo canal da RICTV no YouTube. Além dos produtores, os técnicos que acompanham cada uma das propriedades foram premiados.

Vencedores - Confira os vencedores do prêmio Orgulho da Terra em cada categoria:

Agroecologia â€“ Jovana Aparecida Cestille (Londrina)

Agroindústria – Marcio Gomes de Oliveira (Guarapuava)

Bovinocultura de Corte â€“ Sílvio Antonio Pires (Nova Londrina)

Bovinocultura de Leite/Pequeno Porte – Edilce da Silva Duarte (Sulina)

Bovinocultura de Leite/Grande Porte – Gilvonei Fontanela (Capitão Leonidas Marques)

Feijão – Amilton Viniski (Ipiranga)

Inclusão Social – Eli Fátima Godinho da Pont (Marmeleiro)

Piscicultura/Pequeno Porte – Flávio César Urizzi (Apucarana)

Piscicultura/Grande Porte – Edemar José Burin/Renato Burin (Palotina)

Sericicultura – Paulo Pereira de Oliveira (Astorga)

Soja e Milho – Ilseu Peretti (Chopinzinho)

Turismo Rural – Jilo Yamazaki (Londrina)

Sucessão Familiar – Paulo Los (Carambeí)

Tecnologia – João Roberto Zielinski (São José dos Pinhais)

Mulheres no Agro – Andressa Seliger Barbosa (Ponta Grossa)

Café – Edson Messias de Carvalho (Joaquim Távora)

Aves – Euzébio Emygdio Ferreira (Assis Chateaubriand)

Suínos â€“ Dirce Arenhart Zanatta (Cascavel)

(Agência Estadual de Notícias)

FOTO: IDR

 

icone prcoop icone instagram icone facebook icone X icone linkedin icone youtube icone flickr icone endereco