Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias MISSÃO INTERNACIONAL: Governo do Paraná busca novas tecnologias em irrigação para agricultura no Nebraska

 

 

cabecalho informe

MISSÃO INTERNACIONAL: Governo do Paraná busca novas tecnologias em irrigação para agricultura no Nebraska

O governador Carlos Massa Ratinho Junior iniciou nessa segunda-feira (19/02) a primeira missão internacional do governo paranaense em 2024 uma reunião com a Lindsay Corporation, uma empresa de irrigação sediada no estado do Nebraska, nos Estados Unidos. O objetivo do encontro foi conhecer os produtos e serviços desenvolvidos pela multinacional e que podem importados, bem como apresentar as potencialidades econômicas do Paraná em busca de possíveis investimentos no Estado.

Muitas áreas - “O Nebraska é o estado com mais áreas irrigadas nos Estados Unidos, tendo mais pivôs de irrigação do que o Brasil inteiro”, comentou Ratinho Junior após a reunião com os empresários, em que também esteve acompanhado de representantes do Instituto Água e Terra (IAT), do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná) e presidentes de cooperativas agrícolas paranaenses, entre os quais o presidente do Conselho de Administração da Cocamar, Luiz Lourenço, que também é diretor da Ocepar.

Especializada - Fundada em 1955 na cidade de Omaha, a Lindsay Corporation é especializada em irrigação e infraestrutura de água, com atividades no Brasil desde 2002. No início de fevereiro, representantes da multinacional participaram de uma reunião com o governador no Palácio Iguaçu para apresentar detalhes de suas soluções para o setor.

Pivô central- A empresa é conhecida principalmente por seus sistemas de pivô central, tecnologia que revolucionou a forma como a água é aplicada em campos agrícolas. Não por acaso, ela está instalada no estado do Nebraska, que é referência mundial em tecnologia de irrigação de grandes lavouras.

Produtividade - “Queremos fazer com que o Paraná passe a ter boa parte da agricultura irrigada, porque isso aumenta a produtividade, é mais sustentável, dá mais garantias para a produção agrícola e mais receita para os nossos agricultores”, acrescentou o governador.

Ideia - A ideia, de acordo com Ratinho Junior, é entender o que as melhores empresas do mundo estão fazendo e levar os equipamentos para o Paraná. “Queremos mudar a cultura dos nossos agricultores, demonstrando a melhoria da eficiência proporcionada pela irrigação, a colaboração que ela traz para o meio ambiente na renovação das nascentes, aumentando o volume de águas nos rios e aumentando a produtividade”, afirmou.

Educação - O primeiro encaminhamento concreto da reunião foi a assinatura de um acordo que prevê o envio de equipamentos de alta tecnologia da Lindsay para duas escolas agrícolas que integram a rede estadual de ensino. O objetivo é que os estudantes destas instituições aprendam de forma aprofundada sobre os equipamentos e sistema utilizados para formar futuros profissionais preparadas para lidarem com as novas ferramentas no Paraná.

Maquinário - As escolas agrícolas que receberão o maquinário doado pela Lindsay serão definidas após análise da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento com base nas vocações regionais, com o intuito de desenvolver a irrigação nas regiões estratégicas onde há maior demanda. “São equipamentos caríssimos e uma maneira de começar a construir uma nova geração que tenha o conhecimento na agricultura irrigada, como já estamos fazendo com os drones para fertilização de precisão, por exemplo”, explicou Ratinho Junior.

Sistema moderno - O sistema utilizado pela Lindsay Corporation é reconhecido pela qualidade e eficiência da tecnologia, em que todo o funcionamento pode ser controlado por telefone. A ferramenta, uma espécie de agrônomo virtual, reduz tempo de gestão e proporciona um controle mais eficaz da vazão de água com base no tipo da planta e de solo, criando planos de aplicação a partir de dados reais, o que também ajuda a conservar recursos.

Dados - Para defender que a empresa expanda as suas atividades para o Paraná, a comitiva estadual apresentou dados relacionados ao potencial para investimentos, como o fato do Estado representar a 5ª maior economia do Brasil, com um Produto Interno Bruto de US$ 118 bilhões. O Paraná também possui quase 15 milhões de hectares com cultivo, com 74% da área total do Estado coberta por terras agrícolas – a segunda maior área plantada do País.

Vantagens - Segundo Ratinho Junior, a assistência técnica para investidores, a celeridade na emissão de licenciamentos, a alta disponibilidade de mão de obra qualificada e os incentivos fiscais oferecidos para novas plantas industriais também integram o pacote de vantagens que tornam o Paraná o local ideal para novos negócios.

Produção agrícola - Após a apresentação da comitiva estadual, o CEO da Lindsay, Tim Hassinger, lembrou Brasil é um dos maiores países em produção agrícola e que o Paraná está muito organizado nesta área. Ele ponderou sobre a importância estratégica da irrigação, que extrapola apenas o agronegócio. “A água já é o recurso mais importante do planeta, o que fará cada vez mais a irrigação e o uso inteligente da água sejam importantes”, comentou.

Baixa proporção - Para o vice-presidente para América Latina da Lindsay Corporation, Eduardo Navarro, a baixa proporção de áreas irrigáveis atualmente no Paraná representa um potencial gigantesco da tecnologia. “Antigamente os regimes de chuva contribuíam muito para a produtividade agrícola no Paraná, mas isso tem mudado constantemente, e a irrigação com tecnologia torna a agricultura mais estável e sustentável”, declarou.

Intermediação - Para o representante da empresa, a intermediação do Estado ajuda a tornar o processo de modernização mais rápido. “Trouxemos essa informação para o governo e as cooperativas, porque através deles temos mais capilaridade para chegar aos produtores, que no caso do Paraná são majoritariamente de pequenas propriedades, onde a irrigação funciona muito bem. Este tripé entre poder público, iniciativa privada e as cooperativas pode fazer com que o Estado se beneficie muito”, concluiu Navarro.

Mais produtividade - Atualmente, 20% das áreas de cultivo no mundo são irrigadas, ao mesmo tempo em que correspondem por 40% da produção de alimentos. No Brasil, a irrigação atinge 5% das áreas cultivadas.

Soja - No caso da soja, por exemplo, que representou US$ 431,4 milhões em exportações do Paraná em janeiro, o cultivo em áreas irrigadas é 20% maior do que nas áreas onde o sistema não é utilizado em épocas normais. A diferença é ainda maior em períodos de seca, evitando também grandes perdas econômicas aos produtores por causa das intempéries climáticas. O aumenta da produtividade por área também evita a necessidade de desmatamento para ampliação das áreas cultiváveis.

Energia - “O Paraná já é o estado que mais produz energia e que tem a agricultura mais sustentável do Brasil. Agora, queremos dar um novo salto, fazendo com que se torne o Estado com a maior área irrigada do País, garantindo alimento para o mundo”, disse Ratinho Junior.

Agendas - A agenda da comitiva paranaense no Nebraska, localizado na região central dos Estados Unidos, vai até 23 de fevereiro. Além de visitas a outras empresas do ramo da irrigação, a comitiva paranaense também visitará a Câmara de Comércio de Omaha, a Universidade do Nebraska, os departamentos de Desenvolvimento Econômico e de Agricultura, além de ser recepcionada pelo governador do Nebraska, Jim Pillen.

Missão - Em 2023, Ratinho Junior liderou missões para o Japão, Coreia do Sul, Canadá, Estados Unidos, Portugal e Alemanha, enquanto o vice-governador Darci Piana esteve à frente de uma comitiva para a China. O resultado foi a captação de R$ 4,5 bilhões em investimentos privados para novos empreendimentos, parcerias comerciais e institucionais e abertura de mercado aos produtos paranaenses, o que deve gerar cerca de 2 mil novos empregos.

Agenda - Neste ano, além do Nebraska, o Governo do Paraná já tem missões agendadas para os estados da Flórida, Iowa e Nova York, também nos Estados Unidos, além de visitas ao Canadá, Polônia e Suécia. (Com informações da Agência Estadual de Notícias)

FOTOS: Jonathan Campos / Secom

 

icone prcoop icone instagram icone facebook icone X icone linkedin icone youtube icone flickr icone endereco